PLACAR

Daniel Rodrigues vence torneio em cadeira de rodas em Indian Wells

Daniel Rodrigues (Foto: Reprodução Instagram)

Indian Wells (EUA) – O tenista em cadeira de rodas Daniel Rodrigues conquistou o título no torneio ITF3 realizado no complexo de Indian Wells. O mineiro de 37 anos venceu os quatro jogos que fez na semana e não perdeu sets. Ele superou na final o francês Frederic Cattaneo por 6/1 e 6/3.

Nas três fases anteriores, Daniel conseguiu vitórias por 6/0 e 6/1, contra o norte-americano Atif Moon, o israelense Sergei Lysov e o francês Geoffrey Jasiak. Pela conquista, a 32ª de sua carreira e a primeira na temporada, ele recebe 120 pontos no ranking da Federação Internacional e ganha três posições, aparecendo agora no 18º lugar. Daniel é o melhor brasileiro na classificação e estará presente na inédita edição do Rio Open de sua modalidade.

O brasileiro também foi campeão de duplas, ao lado do francês Frederic Cattaneo. Eles venceram na final o costa-riquenho Jose Pablo Gil e o chileno Brayan Tapia por 3/6, 6/3 e 10-5. Nas fases iniciais, passaram em sets diretos pelos norte-americanos Bryce Doody e Paul Moran e também pelos israelenses Adam Berdichevsky e Sergei Lysov.

“Que semana incrível aqui em Indian Wells. Muito feliz em sair daqui campeão de simples e duplas. Foi uma longa gira pela Austrália e Estados Unidos, mas com bons resultados”, escreveu Daniel, em suas redes sociais. “Agora é voltar pra casa, curtir a família e continuar trabalhando para os próximos torneios Obrigado a todos que me apoiam, sem vocês não seriam possível ter esses resultados tão significativos”.

Vitória Miranda é vice de duplas na França
Principais atletas juvenis do tênis em cadeira de rodas do país, Vitória Miranda e Luiz Calixto disputaram na última semana o Cruyff Foundation Junior Masters na cidade de Tarbes, na França. O evento aconteceu simultaneamente à disputa do Les Petits As, um dos principais torneios juvenis do mundo.

Vitória Miranda ficou com o vice-campeonato de duplas, ao lado da japonesa Rio Okano. Elas foram superadas pela também japonesa Yuma Takamuro e a francesa Ksenia Chasteau por 6/4 e 6/3. A brasileira de 16 anos se classificou para o torneio por ser a número 3 do mundo de sua categoria. Em simples, enfrentou as duas japonesas e também a francesa, mas sem vitórias. Luiz Calixto, que recebeu convite para a chave masculina, também fez três jogos e foi superado pelo holandês Ivar van Rijt, pelo norte-americano Charlie Cooper e pelo belga Alexander Lantermann.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE