PLACAR

Iga supera Zheng pela sexta vez e volta à semi em Dubai

Foto: Dubai Duty Free Tennis Championships

Dubai (Emirados Árabes) – O sexto encontro entre Iga Swiatek e Qinwen Zheng terminou com mais uma vitória da número 1 do mundo, que segue sem perder para a chinesa no circuito. Swiatek marcou as parciais de 6/3 e 6/2 em apenas 1h26 de partida e garantiu vaga na semifinal do WTA 1000 de Dubai. Foi a segunda vitória da polonesa sobre Zheng no ano, repetindo o resultado da primeira semana de 2024 na United Cup.

Vinda de título em Doha no último sábado e finalista em Dubai no ano passado, Swiatek tem 18 títulos na carreira e tenta alcançar sua 23ª final do circuito. Em torneios WTA 1000, a jogadora de 22 anos já tem sete títulos e dois vices. Na atual temporada, ela tem 14 vitórias e apenas uma derrota, para a jovem tcheca Linda Noskova no Australian Open.

“Nós sempre tivemos jogos duros, e muito intensos. Estou orgulhosa de mim mesma por ter mantido o foco hoje, porque ela está em ótima forma”, disse Swiatek após a partida. Das seis vitórias que tem sobre Zheng, três foram em três sets. Mas os dois jogos da atual temporada foram em sets diretos. “Ela tem muita potência nos golpes e um ótimo topspin. Você tem que estar pronta para isso e acompanhar a intensidade dela. Tenho feito isso durante nossas partidas”.

A polonesa não sofreu quebras nesta quinta e só enfrentou três break-points. Ela ainda busca um título inédito em Dubai. “Você tem que encontrar as soluções certas. A cada dia estou me sentindo mais confortável nessas quadras. Mas honestamente, não estou pensando em título agora, tenho que encarar um jogo de cada vez. Todas as jogadoras da chave estão muito bem. Tenho que ser humilde e pensar passo a passo.”

A adversária de Swiatek na semifinal desta sexta-feira ao meio-dia (de Brasília) virá do jogo entre a norte-americana Coco Gauff, número 3 do mundo, e a russa Anna Kalinskaya, 40ª colocada. Ela tem nove vitórias e apenas uma derrota contra Gauff no circuito. Um eventual duelo com Kalinskaya seria inédito. A outra semifinal será às 10h entre a romena Sorana Cirstea, 22ª do ranking, e a italiana Jasmine Paolini, 24ª do mundo.

Eliminada nas quartas, Qinwen Zheng está com o melhor ranking da carreira, no sétimo lugar, e começou a temporada com seu melhor resultado em Grand Slam, chegando à final do Australian Open. A jovem de 21 anos deverá perder uma posição para a tcheca Marketa Vondrousova na próxima atualização do ranking.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

O primeiro set da partida desta quinta-feira teve apenas uma quebra, conquistada por Swiatek ainda no começo. A polonesa aproveitou a chance logo no início e escapou do único break-point que enfrentou para sair vencendo por 3/0. Ela não teria mais o saque ameaçado até o fim do set e terminou a parcial com 12 a 10 nos winners e 7 erros contra 6 da chinesa.

A número 1 do mundo escapou de alguns games longos no início do segundo set, salvando mais um break-point até o empate por 2/2. Logo na sequência, voltou a quebrar e retomou o controle da partida. Mais consistente nos ralis de fundo, diante de uma rival que é agressiva, mas errava bastante, Swiatek voltou a quebrar e fez 5/2. Sacando para o jogo, a polonesa ainda salvou mais um break-point e definiu a disputa em sets diretos.

Zheng até fez dois winners a mais, 19 a 17, mas cometeu 18 erros não-forçados contra só 10 da polonesa. Swiatek teve perfeito aproveitamento nos 8 pontos disputados na rede e aproveitou três de suas cinco chances de quebra.

Leia mais:

Rybakina fica doente e desiste, Cirstea faz ‘milagre’ e vira

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE