PLACAR

De volta ao circuito aos 34, Nishikori segue motivado

Foto: Maria Christina Acosta

Miami (EUA) – A quinta-feira em Miami foi especial para Kei Nishikori, que disputou seu primeiro torneio profissional desde julho do ano passado. Convidado para o segundo Masters 1000 da temporada, o japonês foi superado pelo austríaco Sebastian Ofner por 6/3 e 6/4 em 1h19 de partida. Mas apesar do resultado negativo e das muitas lesões nos últimos anos, o japonês de 34 anos segue motivado.

Ex-número 4 do mundo e finalista de Miami em 2016, Nishikori não disputava a competição desde 2021. Ele foi submetido a uma cirurgia no quadril em fevereiro de 2022 e ficou afastado durante toda a temporada. No fim daquele ano, quando treinava para voltar a jogar, lesionou tornozelo. Seu retorno só aconteceria em junho de 2023, com o título do challenger de Palmas del Mar, em Porto Rico. Ele ainda jogou mais dois Challengers e o primeiro evento da ATP Atlanta, onde alcançou as quartas, mas lesionou o joelho esquerdo e ficou fora do US Open e dos demais torneios desde então. Algoz do japonês, Ofner enfrenta o argentino Francisco Cerúndolo na próxima rodada em Miami.

Nishikori mencionou as dificuldades em transpor a diferença entre os treinos e as partidas oficiais. Apesar de se sentir bem nos treinamentos, ele admitiu que a pressão e a velocidade do jogo real representaram um obstáculo, especialmente diante de adversários que jogam de forma agressiva. “Durante a partida, é completamente diferente. Estava ventando. Ele estava batendo muito forte na bola e muito rápido. As quadras aqui estão rápidas”, disse o japonês descrevendo o ambiente do jogo.

Embora reconheça a importância de acumular partidas para readquirir ritmo competitivo, o vencedor de 12 títulos de ATP afirmou que sua principal meta para o ano é manter-se saudável e destacou a constante motivação que o impulsiona. Ele também expressou confiança em sua capacidade de retornar ao mais alto nível, embora reconheça que o processo pode levar tempo. “É engraçado para mim, mas nunca perdi essa motivação. Por algum motivo, não consigo explicar, mas a motivação está sempre presente”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Sobre seu calendário, Nishikori revelou planos para competir em torneios de nível ATP, incluindo Houston e a temporada de saibro, onde se sente mais confortável, embora esteja aberto a ajustes ao longo da temporada. “Espero jogar em Houston, Barcelona e no Masters 1000 de ​​​​Madrid, na temporada de saibro. Gosto de jogar lá e tenho um bom histórico jogando saibro. Então espero poder jogar muitas partidas nessas semanas. Sei que serão chaves difíceis, mas se continuar perdendo nas primeiras rodadas talvez coloque alguns challengers também, mas por enquanto não”.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da rápida final masculina de Miami

Collins segura os nervos e bate Rybakina: veja o melhor da final

PUBLICIDADE