PLACAR

Zverev: “Há 4 anos, não estava pronto para ganhar um Slam”

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Paris (França) – Quatro anos depois de perdido a chance de conquistar o US Open, Alexander Zverev está de volta a uma final de Grand Slam. E aos 27 anos, o alemão se sente muito mais preparado para finalmente ganhar o título em um dos quatro maiores torneios do mundo. Vindo de uma recente conquista no saibro de Roma, ele aproveitou o embalo em Roland Garros e também apagou o histórico de três derrotas nas semifinais de Paris. O próximo compromisso será diante do espanhol Carlos Alcaraz no domingo.

“Já disse isso e vou repetir: Eu não estava pronto para ganhar meu primeiro título de Grand Slam naquela época. Eu não era maduro o suficiente e talvez fosse criança demais. Eu não sabia o que aquela ocasião significava e foi por isso que perdi. Hoje tenho 27 anos e definitivamente não sou mais uma criança”, disse Zverev após a semifinal desta sexta-feira em Paris.

“Depois do que eu passei na final do US Open e da lesão que tive aqui na semifinal de 2022, você quer voltar mais forte e com mais fome. Tenho muita história nesta quadra. Algumas das melhores e piores lembranças aconteceram aqui. Estou muito feliz por finalmente estar na final e quero me dar a melhor chance de vencer no domingo”, acrescentou o alemão.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Durante a campanha em Paris, Zverev passou por dois jogos definidos no quinto set, contra o holandês Tallon Griekspoor na terceira rodada e o dinamarquês Holger Rune nas oitavas. “Para ganhar um Grand Slam, você normalmente precisa passar por umas batalhas, com viradas ou jogos de cinco sets e superar momentos difíceis. Estou feliz por ter passado por tudo isso e estar de volta a uma final de Slam”.

Vitória sobre Ruud na semifinal

A vitória sobre Casper Ruud por 2/6, 6/2, 6/4 e 6/2 foi uma revanche para Zverev. Ele havia perdido para o norueguês na semifinal do ano passado em Paris. “Casper é um adversário muito forte para você deixar jogar e não fazer o seu jogo. Foi assim no ano passado e perdi muito facilmente”, avaliou. “Sabia que tinha de ser muito mais agressivo e atacá-lo. Fiz isso e estou satisfeito por as bolas terem entrado hoje”.

O alemão notou que o adversário teve um aparente desconforto estomacal durante a partida, o que tornou a disputa menos competitiva no final da partida. “Os dois primeiros sets foram de altíssimo nível. O primeiro set dele e o segundo set meu. E aí no final do terceiro set vi que ele começou a se mover um pouco mais devagar. Ele tem crédito por jogar e lutar até o fim. Ele é um grande jogador, ótima pessoa e definitivamente vai voltar”.

Já pensando no duelo com Alcaraz no domingo, Zverev destacou a grande vitória do espanhol sobre o italiano Jannik Sinner na semi. E apesar de o espanhol ter passado por oscilações na temporada, ele destaca o nível de dificuldade na partida. O alemão lidera o histórico de confrontos por 5 a 4. “Numa final de Grand Slam não há jogo fácil ou adversário fácil. E se você chega a uma final de Roland Garros é porque mereceu. Alcaraz fez uma partida fantástica hoje, está fazendo um ótimo torneio e espero um jogo muito difícil”.

Subscribe
Notificar
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
5 dias atrás

Acredito que na final deu mais ou menos a lógica. Antes do início do torneio, eu achava o Zverev o principal favorito ao título. A minha ordem de favoritismo era Zverev, Ruud, Djokovic, Sinner, Alcaraz e Nadal. A minha torcida era para uma final Djokovic/Sinner, mas sabia que o Zverev estava num grande momento e podia superar o Djokovic na semifinal. Do outro lado da chave, torcia um pouco mais para o Sinner mas sabia que o Alcaraz é forte. Então, acho que a lógica prevaleceu. Mentalmente acho que o Zverev vai ser mais forte na final do que foi o Sinner hoje. Por isso, acho que terá boas chances. Mas o favoritismo, em pequena margem, pra mim ainda é do Alcaraz 53/47. Vamos ver o que vai acontecer no próximo domingo.

Oscar
Oscar
4 dias atrás

Estarei na torcida por ele! Passou por coisas muito ruins dentro e fora de quadra nos últimos anos.
O Alcaraz joga muito, vai ganhar muitos slams na carreira, mas espero que não este.

Joacir
Joacir
4 dias atrás

Também torço pelo Zeverev. Merece o título. Já bateu várias vezes na trave.Gosto do Alcaraz, mas o acho deslumbrado, com um técnico que se acha. Além do mais já tem 2 Slans é novo e muita coisa pela frente.

Fernando S P
Fernando S P
4 dias atrás
Responder para  Joacir

Impressão errada: o JC Ferrero sempre foi reconhecido no circuito como uma pessoa muito humilde e nobre (leal, honesto, bom caráter). Caso não saibas, ele foi campeão de RG e número 1 do mundo.

Ideon Carvalho
Ideon Carvalho
4 dias atrás

Zverev campeão de RG 2024. O alemão tem tudo para ganhar o seu primeiro Grand Slam da carreira. Ele bate o Alcaraz no confronto direito. Nunca perdeu para o o Alcaraz em torneios de GS. Ele já venceu o Alcaraz quando estava em sua melhor forma e era o número 1 do mundo. O alcaraz tem
Dificuldades para devolver o saque do alemão.Zverev campeão RG 2024.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE