PLACAR

Victória Barros entra no quali de RG e disputa 1º Slam juvenil

Victória Barros (Foto: Luiz Candido/CBT)

Paris (França) – Pela primeira vez em sua carreira, Victória Barros disputará um Grand Slam juvenil. A potiguar de apenas 14 anos e conseguiu nesta segunda-feira uma vaga no quali de Roland Garros, que começa na quinta-feira, dia 30 de maio. Ela precisará de duas vitórias para entrar na chave principal.

Victória é a segunda melhor brasileira no ranking, ocupando atualmente o 83º lugar, uma posição abaixo da melhor marca da carreira. A brasileira que treina há um ano e meio na academia de Patrick Mouratoglou, na França, conquistou em 2023 seus quatro primeiros títulos no circuito mundial juvenil da ITF, contra jogadoras até quatro anos mais velhas.

Na atual temporada, a potiguar tem 13 vitórias e 8 derrotas no circuito de 18 anos, com uma final de J300 em Lima e quartas em torneios da mesma categoria em Porto Alegre e Medellín. Ela também disputa nesta semana o J300 de Charleroi, na Bélgica. Dependendo dos resultados dela e de concorrentes diretas no ranking, pode até conseguir uma vaga de special exempt na chave principal de Roland Garros, como aconteceu com Gustavo Almeida no ano passado.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Quando houve o fechamento das inscrições, em 30 de abril, Victória era a quinta na lista de espera por vaga no quali. Após as desistências da francesa Ksenia Efremova, da austríaca Ekaterina Perelygina, da japonesa Hayu Kinoshita e da já profissional canadense Victoria Mboko, anunciadas até a última terça-feira, ela ficou a uma desistência de entrar. Depois de muita espera nos últimos dias, contou com a desistência da espanhola Neus Torner Sensano, 70ª do ranking.

Chave feminina já tem duas brasileiras

A chave principal feminina já conta com duas brasileiras. A paulista de 17 anos Olívia Carneiro entrou diretamente pelo ranking, ocupando atualmente o 44º lugar. Já a também paulista Nauhany Silva, de apenas 14 anos, conseguiu a vaga ao vencer o Roland Garros Junior Series, disputado no início de abril em São Paulo.

Também por meio da seletiva sul-americana disputada na capital paulista, o goiano de 15 anos Luis Augusto Miguel, o Guto, conseguiu sua vaga na chave principal em Paris. O quali ainda tem o paranaense Gustavo Almeida e o paulista Enzo Kohlmann.

Três vitórias na rodada de estreia na Bélgica

Cinco juvenis brasileiros jogaram nesta segunda-feira em Charleroi. Olívia Carneiro, Victória Barros e Gustavo Almeida. Cabeça 6 do torneio, Olívia bateu a búlgara Yoana Konstantinova por 7/5 e 6/3 e enfrenta a egípcia Jana Hossam Salah. Já Victória Barros bateu a norte-americana Thea Frodin, cabeça 4 e 40ª do ranking, por 6/2 e 6/4 e enfrenta a tcheca Amy Sucha. No masculino, Gustavo Almeida bateu o lucky-loser de Singapura Bill Chan por 6/3 e 7/5. Ele enfrenta o espanhol Carles Cordoba.

A gaúcha Pietra Rívoli, que vinha de três vitórias no quali, foi superada na estreia da chave principal pela belga Lauren Seye por 6/7 (4-7), 6/3 e 6/2. Já Enzo Kohlmann perdeu para o chinês Tianhui Zhang por 6/1 e 7/5.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
16 dias atrás

Por onde anda a Naná? Nunca mais li nada sobre ela. Estará só treinando para RG?

Evandro
Evandro
16 dias atrás

A Vic e os dois que estão no quali masculino irão jogar (e, tomara, vencer) os dois jogos deles. Mas, em lugar de disputar a chave de RG na semana que entra, irão para… Charleroi. Normal.

Astério Silva
Astério Silva
16 dias atrás

A Victoria é realmente muito boa e tem um grande lobby também. Não sei se ela ganha da Nauhany num confronto direto…

Marcia
Marcia
14 dias atrás
Responder para  Astério Silva

Nauhany melhor do brazil ela vai ser campea de RG

trackback

[…] potiguar Victória Barros, 83ª do ranking, que tem classificação suficiente para entrar no quali, não está em Roland Garros porque ainda disputa a chave de duplas do ITF J300 de Charlenoi, na […]

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals