PLACAR

Rybakina vence 10 games seguidos e passa bem pela estreia

Foto: Philippe Montigny/FFT

Paris (França) – Uma das principais favoritas ao título de Roland Garros, a cazaque Elena Rybakina abriu sua campanha no torneio nesta terça-feira. Depois de levar um susto da belga Greet Minnen no começo, ela tomou as rédeas da partida e fez uma apresentação quase intocável, fechando o jogo com parciais de 6/2 e 6/3, depois de 1h13 de confronto.

Cabeça de chave número 4, Rybakina já foi campeã de Wimbledon em 2022 e vice no Australian Open de 2023, mas em Paris nunca passou das quartas de final. Ela tenta agora quebrar essa escrita e tem como próxima adversária no torneio a vencedora do duelo entre a ex-número 1 do mundo Angelique Kerber e a holandesa Arantxa Rus.

“No ano passado tive que desistir deste torneio, foi muito difícil de aguentar. Então, estou muito feliz por estar de volta e competir aqui”, comemorou a quarta pré-classificada, que em 2023 desistiu antes de entrar em quadra pela terceira rodada devido a uma doença respiratória.

A cazaque começou devagar, já que disputava sua primeira partida desde a derrota na semifinal em Madri contra a bielorrussa Aryna Sabalenka. Forçada a desistir de Roma por problemas de saúde, Rybakina perdeu os dois primeiros games contra Minnen, mas sua resposta não poderia ter sido melhor, vencendo 10 games seguidos a partir de então.

Depois de sair do 0/2 inicial para abrir 6/2 e 4/0, a quarta colocada no ranking deu uma derrapada no final, levou uma quebra de volta no quinto game do segundo set, bateu o saque de Minnen outra vez e sacou em 5/1, quando perdeu match-point e depois o saque, para selar a vitória apenas dois games depois.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Luis Ricardo
Luis Ricardo
22 dias atrás

exelente jogadora , acredito que tem mais recursos que a Iga (especialmente nos quesitos rede e saque) mas no fundo a Iga é insuperavel…….torço pelas duas,,,,agora, a “gritolenka”, pelo amor de deus é só pancada e gritaria ….chata demais…

Flávio
Flávio
22 dias atrás
Responder para  Luis Ricardo

A” Gritolenka” que você fala tem mais recurso técnico do que a polonesa que você adora viu cara mesmo sendo freguesona da polonesa limitada, aliás, a sua querida polonesa que joga com uma nota só estava assistindo o jogo do rei do saibro ontem que foi de alta qualidade técnica, entre Nadal x Zverev e quem sabe ela foi lá pra ver se prende a usar técnica porque ela não sabe o que é isso. kkkkkkkkkkkk

Luis Ricardo
Luis Ricardo
22 dias atrás
Responder para  Flávio

mesmo vc não gostando , ela é a #1 a mais de 100 semanas e tem mais de 3.000 pontos na frente das outras ,e mesmo se perder em RG vai continuar na frente ok

Flávio
Flávio
21 dias atrás
Responder para  Luis Ricardo

Isso eu não discuto porque se ela esta no topo não foi de graça e também o tênis feminino atual está limitado, pois 95 %das suas adversárias não conseguem competir fisicamente com ela e assim o seu jogo feio prevalece. Mas uma coisa é preciso admitir que você tem razão porque no RG acho que ela tem 95% de levar e qualquer outro coisa pós isso seria surpresa,pois as condições de RG ajudam a polonesa no seu jogo.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE