PLACAR

Rublev perde para Nakashima, Khachanov desiste de Barcelona

Brandon Nakashima (Foto: ATP Tour)

Barcelona (Espanha) – A terça-feira não foi nada boa para os russos no ATP 500 de Barcelona, começando pela desistência de Karen Khachanov. Em seguida, veio Andrey Rublev e provou que a fase não é das melhores, sendo surpreendido pelo norte-americano Brandon Nakashima em sua estreia no torneio, caindo com o placar final de 6/4 e 7/6 (8-6).

Cabeça de chave número 2, Rublev entrou direto na segunda rodada no saibro catalão e se despediu logo de cara. Seu algoz, Nakashima já se garantiu nas oitavas de final e agora espera pelo vencedor da partida entre o argentino Tomas Etcheverry e o dominicano Nick Hardt, que acontece mais tarde, fechando o dia de disputas na quadra 2.

“Estou aqui competindo o máximo que posso e feliz por ter voltado ao nível em que já estive antes. Jogar diante dessa torcida e nesta quadra foi super especial”, afirmou o norte-americano de 22 anos, que já foi 43 do mundo, mas atualmente é apenas o 87º colocado no ranking. A vitória sobre Rublev foi sua segunda sobre um top 10, a primeira no saibro.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Se os russos não tiveram um bom dia em Barcelona, para os espanhóis a situação foi oposta, com duas vitórias em dois jogos. Roberto Carballes derrotou o lucky-loser francês Hugo Grenier com parciais de 6/2 e 6/4, enquanto Jaume Munar passou pelo japonês Yoshihito Nishioka também em sets diretos, com o placar final de 6/3 e 6/1.

Na segunda rodada, os dois tenistas da casa enfrentarão favoritos que entram avançados na chave. Munar será o adversário de estreia do australiano Jordan Thompson, 14º pré-classificado na competição. Por sua vez, Carballes medirá forças com o italiano Lorenzo Musetti, cabeça de chave 10, que também ainda não estreou no Real Club de Tenis Barcelona.

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Viviane
Viviane
1 mês atrás

Rublev precisa urgente de um psicólogo, trabalhar esse mental dele, pq olha… Toda vez a mesma coisa. É uma pena, pq é bom jogador,mas é fato que tênis é muito mental, e se este não estiver em dia, não adianta nada.

Xico Tripas
Xico Tripas
1 mês atrás
Responder para  Viviane

Tem de juntar o Rublev e a Bia e contratar o mesmo psicologo. kkk

Nathan
Nathan
1 mês atrás
Responder para  Viviane

Desde que eu acompanho tênis, rublev sempre foi assim, todo jogo que tá perdendo, começa a dar seus “chiliques”….
Não passa de um tenista mediano

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE