PLACAR

Pigossi é superada por favorita no quali de Madri

Laura Pigossi (Foto: WTA 125 San Luis Open)

Madri (Espanha) – Representante brasileira no quali do WTA 1000 de Madri, Laura Pigossi se despediu ainda na rodada de estreia. A número 2 do país e 124ª do mundo foi superada pela norte-americana Bernarda Pera, 79ª do ranking e cabeça 7 do quali, com parciais de 6/4 e 6/2 em 1h18 de partida nesta segunda-feira.

Aos 29 anos, Pigossi tentava disputar sua segunda chave principal de WTA 1000, depois de ter atuado em Guadalajara em 2022. Já no ano passado, chegou a avançar uma rodada no quali de Pequim. A paulistana também buscava sua oitava vitória contra uma tenista do top 100 na carreira e a segunda na temporada. Semana que vem, ela joga um ITF W100 em Wiesbaden, na Alemanha.

Algoz de Pigossi no quali em Madri, Pera tem dois títulos de WTA no saibro, conquistados em Hamburgo e Budapeste no ano de 2022, e chegou a ser 27ª do mundo em junho do ano passado. A norte-americana de 29 anos enfrenta a mexicana Renata Zarazua na estreia da chave principal.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Durante a partida desta segunda-feira, Pigossi teve maior dificuldade nos games de saque, especialmente quando dependia do segundo serviço, que foi frequentemente atacado pela norte-americana. Pera venceu 10 dos 11 pontos jogados nessas condições e a brasileira muitas vezes optava pela colocação do primeiro saque do que efetivamente velocidade de bola.

Pera criou 15 break-points na partida e conseguiu sete quebras, quatro no primeiro set e três no segundo. E dos seis games que Pigossi fez na partida, quatro foram no serviço da norte-americana. Mesmo estando mais confortável para a execução das devoluções, a brasileira esteve por pouco tempo à frente no placar. Liderou o primeiro set por 2/1 e o segundo por 1/0 e saque, mas em ambos permitiu a reação da rival de imediato. E depois da quebra no início da segunda parcial, não teve novas chances de ameaçar o saque da norte-americana.

20 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás

Uma pena Laura

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  João Sawao ando

Não faltou luta, como sempre, mas o serviço dela é muito vulnerável. Fica bem difícil…

Blumenau
Blumenau
1 mês atrás
Responder para  Paulo A.

Vamos ver se a Bia não fica como ela com seu saque de 60 MPH

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
1 mês atrás

Ninguém esperava outro resultado.

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás

Rapaz como banca uma carreira destas?

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás
Responder para  Gustavo

A Asics deve segurar a bronca, só pode…

F.F.
F.F.
1 mês atrás

Enquanto tiver ranking para buscar o cheque está correta
Esportivamente falando è tenista de W25 ou 40

Paulo Mala
Paulo Mala
1 mês atrás

Jogadora esforçada, mas o nível dela claramente é 120 com muito boa vontade

Renato Dalessi
Renato Dalessi
1 mês atrás

Pegou um cheque de U$ 6,5 mil

Blumenau coleções
Blumenau coleções
1 mês atrás

Que pena. Seria tão legal se ela conseguisse se firmar no top 100 e participar de torneios de primeira linha. Mas acho que vai ser tarde, a idade já chegou, vai ter que ficar nos challengers mesmo. Será que uma mudança radical não melhoraria?

Jose Carlos
Jose Carlos
1 mês atrás

uma tremenda sacanagem ela não ter direito a defender o bronze olímpico em Paris. CBT viaja nas ideias, a Haddad Maia até teve um ou outro resultado significativo em duplas ano passado, mas nada nem de longe comparavel ao que Pigossi/Stefani conquistaram em Tóquio. Dá a impressão que o banco que patrocina a Bia e o masters 1000 de Miami teve a última palavra nessa negociata. E Laura vem jogando muito melhor do que a Beatriz na temporada ´24, é um fato inegável.

Última edição 1 mês atrás by Jose Carlos
F.F.
F.F.
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Jesus…è sério isso?

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  F.F.

Impressionante!

Paulo R. Carvalho
Paulo R. Carvalho
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Meu amigo, não existe nenhuma “negociata”, o que existe é o ranking atual. Tóquio já ficou para trás há anos, o que vale para Paris é o presente.

Arthur
Arthur
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Pelo menos a Laura ainda luta, já a bia parece uma morta em quadra, sou mais a Laura msm

Fernando S P
Fernando S P
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Vitórias de Bia na temporada:

Top 10: 1;
Top 11-60: 5;
Top 61-100: 1;
Top 101-150: 1;
Top 151-200: 2.

Vitórias de Laura:

Top 70: 1 (#67);
Top 151-200: 1;
Top 201-250: 2;
Top 251-300:1;
Top 301-400: 1;
Acima de Top 400: 6 (incluindo duas Top 800).

É realmente surpreendente como alguns desvalorizam os dados e as evidências.

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
1 mês atrás
Responder para  Jose Carlos

Vc está delirando.

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás

Nunca falta raça, vontade e empenho (pressupostos obrigatórios), o que falta é sempre tênis mesmo. Dura realidade.

João Sawao ando
João Sawao ando
1 mês atrás
Responder para  Gustavo

E tenista para ficar entre 100/120 .tentar entrar nos slans para que nos próximos 7 anos fique rica.tem muita raça.

Afonso camargo
Afonso camargo
1 mês atrás

Mas já perdeu de novo ?

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE