PLACAR

Murray responde à BBC por sugestão de aposentadoria

Foto: X (Twitter)/LTA

Londres (Inglaterra) – O britânico Andy Murray respondeu a um artigo da BBC Sport sugerindo que era hora de ele abandonar o tênis. Derrotado em suas últimas cinco partidas e com apenas uma vitória nas últimas 10, ele não começou bem a temporada, amargou uma eliminação na primeira rodada do Australian Open para o argentino Tomas Martin Etcheverry e perdeu na estreia em Montpellier para o francês Benoit Paire, que não vencia um jogo de ATP há 18 meses.

Isso gerou um artigo no site da BBC Sport que sugeria que seria melhor para Murray se aposentar e passar mais tempo com sua esposa Kim e seus quatro filhos, em vez de continuar a viajar pelo mundo devido aos seus recentes resultados ruins. “Andy Murray: O fim está próximo para o tricampeão do Grand Slam após a última derrota?”, questiona o artigo logo em seu título. “Quando é que se torna claro que o enorme investimento de tempo, energia e esforço não está a produzir qualquer tipo de dividendo?”, acrescenta logo no primeiro parágrafo.

“As estatísticas contam uma história de declínio constante. Ele ainda não venceu uma partida em três torneios este ano. Ele agora foi eliminado na primeira rodada de seis dos últimos sete eventos. Nas últimas nove partidas, Murray – um dos maiores competidores da história moderna do esporte – venceu apenas uma. Em que ponto o soldado corajoso começa a prejudicar seu legado?”, observa o texto da BBC, que acabou recebendo uma réplica do tenista britânico através de suas redes sociais.

“Manchando meu legado? Faça-me um favor. Estou em um momento terrível agora, admito. A maioria das pessoas não aguentaria e desistiria na minha situação agora. Mas não sou a maioria das pessoas e minha mente funciona de maneira diferente. Eu não vou desistir. Vou continuar lutando e trabalhando para produzir as performances que sei que sou capaz”, rebateu o ex-número 1 do mundo em sua conta no Twitter.

13 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Macedo
Daniel Macedo
3 meses atrás

Realmente, manchar o legado é demais. Murray se apoiou nesse exagero pra rebater uma análise pertinente. Acho que quando for definhando e sair do top 100, parece que será o fim… Isso mancharia o legado dele? Nāo creio.

SANDRO
SANDRO
3 meses atrás
Responder para  Daniel Macedo

O que MURRAY está conquistou está conquistado!!! Nenhum título dele será revogado, da mesma forma que o legado de GUSTAVO KUERTEN não foi manchado por suas derrotas!!!

Refaelov
Refaelov
3 meses atrás

Fez muito bem o Murray em mandar essa lapada.. Impressionante a petulância das pessoas, querer decidir pelo outro o momento de encerrar a carreira…

SANDRO
SANDRO
3 meses atrás
Responder para  Refaelov

Concordo contigo! Quero MURRAY, NADAL e DJOKOVIC jogando mais e mais sempre que possíveis … Não quero que esses caras se aposentem!!!

Henrique
Henrique
3 meses atrás

Muito fácil ficar sentado na cadeira escrevendo o que quer a respeito das pessoas. Deixa ele jogar, ninguém tem nada com isso.

SANDRO
SANDRO
3 meses atrás
Responder para  Henrique

Concordo contigo! Quanto mais caras como MURRAY, NADAL e DJOKOVIC jogarem, melhor pra mim, gosto de ver esses caras em quadra!!!

Thiago Silva
Thiago Silva
3 meses atrás

Já passou longe do ponto de aposentar, fazendo hora extra de 5 anos no circuito.

SANDRO
SANDRO
3 meses atrás

MURRAY, NADAL e DJOKOVIC têm todo meu apoio para continuar jogando !!! Todo meu apoio para o esses craques, esses monstros do tênis!!! O que eles conquistaram está na HISTÓRIA do tênis!!! A BBC está errada!!! Legado é legado, os títulos que eles conquistaram não serão revogados!!! Assim como o legado de GUSTAVO KUERTEN não foi apagado por suas derrotas!!!

Jose
Jose
3 meses atrás

Ele está enriquecendo o legado. Mostrando paixão e vontade de continuar mesmo sem quadril. Essa é a diferença dos campeões.

Porkuat
Porkuat
3 meses atrás

Mumu não quer saber de ficar em casa cuidando de 4 crianças kkkkk

Andre
Andre
3 meses atrás
Responder para  Porkuat

Rsrsrs, boa. É mais fácil ficar treinando 5 horas por dia do que tomar conta de crianças , rsrsrs

Osvaldo
Osvaldo
3 meses atrás

concordo 100% com o jornalista

Pedro Lirio
Pedro Lirio
3 meses atrás

Impressionante o quanto gostam de “sugerir” aposentadoria aos outros. Independente do resultado, ele e outros jogadores que passam por essa fase no fim das contas estao fazendo o que sempre sonharam (ou o que muitos sonham em fazer) que é jogar, viajar, participar dos torneios, enfim, viver a carreira que escolheu. Assim como eu, e todos nós aqui, vamos nos aposentar quando acharmos ser a hora, ou ate quando as circunstâncias nos permir ou não, viver nossa carreira.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE