PLACAR

Matos e Melo disputam o título de Stuttgart às 6h de domingo

Foto: Cedric Lecocq/FFT

Stuttgart (Alemanha) – Neste domingo, a partir das 6h,  no horário de Brasília, a parceria nacional de Rafael Matos e Marcelo Melo disputará o título de duplas do ATP 250 de Stuttgart. Depois de salvarem dois match-points e eliminarem os anfitriões Constantin Frantzen e Hendrik Jebens na semifinal da última sexta-feira, o gaúcho e o mineiro vão em busca da primeira conquista jogando juntos no circuito.

Este é apenas o terceiro torneio no ano que eles participam como dupla e o quarto no total. Em 2023, foram eliminados na estreia do Masters 1000 de Xangai, enquanto na atual temporada também não passaram da primeira rodada no ATP 250 de Genebra e caíram na segunda fase de Roland Garros.

Apesar dos resultados tímidos no início, Matos afirma estar contente com a parceria e prevê um duelo complicado na decisão contra o britânico Julian Cash e o norte-americano Robert Galloway, campeões do ATP 250 de Delray Beach, no piso duro dos Estados Unidos, em fevereiro.

“Estou bem feliz com a vitória [de sexta-feira, na semifinal] e com essa parceria com o Marcelo. É o nosso terceiro torneio juntos, o primeiro na grama, e estamos na final. Vamos com tudo agora em busca desse título. Obviamente, amanhã será um jogo duro, é uma final de ATP contra uma dupla que está junta há alguns meses e tem obtido bons resultados. Eles estão bem sólidos e entrosados, então tem tudo para ser um grande jogo”, destacou o canhoto gaúcho.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Matos também analisou o desempenho na última partida contra Frantzen e Jebens, destacando os pontos positivos e negativos do confronto. “Acredito que começamos muito bem, fazendo um belo primeiro set. Tivemos mais oportunidades do que eles e o placar poderia ter sido ainda melhor para nós. Depois, no segundo, eles elevaram bastante o nível, começaram a sacar muito bem e melhoraram nas devoluções, nos fazendo jogar bem mais nos nossos games de saque. No super [tiebreak], disputamos ponto a ponto, foi um jogo bem duro. Estava uma atmosfera bem legal ali na quadra, com bastante gente”, comentou.

O que vale a conquista para os brasileiros?

Aos 28 anos, Rafael Matos vai em busca do seu oitavo troféu de duplas na elite do circuito e o segundo nesta temporada. Em fevereiro, ele faturou o título inédito do Rio Open ao lado do colombiano Nicolas Barrientos, marcando sua primeira conquista em um torneio de nível 500. O brasileiro também já foi campeão na grama uma vez, no ATP 250 de Mallorca de 2022, atuando com o espanhol David Vega Hernández.

Já Marcelo Melo tenta se reencontrar com as conquistas após um ano. Com 37 títulos na carreira, ele não vence uma competição desde o ATP 500 de Halle da temporada passada, também sobre a grama, jogando com o australiano John Peers. O mineiro de 40 anos possui mais quatro troféus no piso original do tênis, todos obtidos com o polonês Lukasz Kubot: dois em Halle (2017 e 2018), um em ‘s-Hertogenbosch (2017) e outro em Wimbledon (2017). Em 2024, Melo fez final no Masters 1000 de Monte Carlo com o alemão Alexander Zverev, mas eles ficaram com o vice-campeonato no saibro monegasco.

Leia também:

Finalista, Melo destaca rápido entrosamento com Matos

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Haroldo Guimarães
Haroldo Guimarães
1 mês atrás

Olha aí uma dupla wue pode dar liga. Um ensinando o outro, pois todos nós mais experientes tb aprendemos com mais jovens. Se o Melo ficar até final de 2025 ou26, seria excelente para o Matos e jogando junto.

Carlos Carcamino
Carlos Carcamino
29 dias atrás

Pra mim, o Matos ainda tem chance, agora o Linguição já deu…..

Jose Maria
Jose Maria
29 dias atrás
Responder para  Carlos Carcamino

acaba de ser campeão…sua avaliação é falha.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE