PLACAR

Gauff supera estreia duríssima, Raducanu também avança

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) – Uma das principais esperanças de título para a torcida norte-americana no WTA 1000 de Indian Wells, Coco Gauff teve muito trabalho para superar a rodada de estreia da competição. A atual número 3 do mundo precisou de três sets e 2h16 para vencer a pela francesa Clara Burel, 47ª do ranking, com parciais de 2/6, 6/3 e 7/6 (7-4). No último set, Gauff chegou a estar perdendo por 4/0, e depois por 5/2, mas conseguiu reagir.

“Não joguei melhor tênis, mas fico muito feliz por ter lidado muito bem mentalmente com a partida”, disse Gauff, na entrevista em quadra, destacando também o apoio maciço das arquibancadas, em dia com grande público. “Obrigada por me apoiarem. A energia de vocês me ajudou muito nos momentos mais difíceis”.

“O saque fez a diferença, principalmente a partir do segundo set. Tentei ser agressiva e atacar quando a bola dela ficava mais curta”, acrescenta a jovem norte-americana de 19 anos. Burel fez mais winners, 27 a 24, e até cometeu menos erros, 22 contra 35 de Gauff. O jogo teve 11 quebras, 6 a 5 para a francesa, e um total de 21 break-points disputados. A norte-americana cometeu 10 duplas faltas.

Os melhores resultados de Gauff neste início de ano foram o título de Auckland e a semifinal do Australian Open. Nos dois primeiros WTA 1000 de 2024, caiu na estreia de Doha e chegou às quartas em Dubai. Sua próxima adversária será a italiana Lucia Bronzetti, que bateu a ucraniana Anhelina Kalinina por 6/3 e 6/4. Já Burel buscava a segunda vitória contra top 10 no ano e na carreira, depois de ter vencido Jessica Pegula na Austrália.

O início de partida foi complicado para Gauff, especialmente no saque. Ela sofreu uma quebra logo de cara, com três duplas faltas no mesmo game e cometei seis ao longo de todo o primeiro set, permitindo três quebras de serviço à francesa. Além da instabilidade no saque, a norte-americana foi instável nos ralis de fundo e cometeu 14 erros.

Gauff também sofreu uma quebra no início do segundo set e saiu perdendo por 2/0, mas reagiu rápido. Com um jogo mais consistente e sustentando os ralis com maior frequência, ela conseguiu vencer cinco games seguidos e igualar a partida. No início terceiro set, Burel retomou o domínio das ações e abriu grande vantagem, mas não conseguiu fechar. E depois de devolver as quebras, Gauff foi a jogadora mais agressiva em quadra e foi impecável para chegar à vitória.

Raducanu só joga quatro games e avança, Kasatkina vence
Outra campeã do US Open a ter vencido na rodada deste sábado em Indian Wells, a britânica Emma Raducanu ficou em quadra por apenas 21 minutos. Ela liderava o placar contra a ucraniana Dayana Yastremska por 4/0 quando a rival se retirou da disputa. A WTA informou que a ucraniana passou mal durante a partida e teve dores abdominais. Raducanu está voltando ao circuito depois de ter passado por cirurgias nos dois punhos e também no tornozelo esquerdo no ano passado. Sua próxima rival pode ser a número 2 do mundo Aryna Sabalenka, que estreia ainda neste sábado contra a norte-americana Peyton Stearns.

Quem também avançou foi Daria Kasatkina, número 12 do mundo. A russa venceu a francesa Oceane Dodin por 6/3 e 7/6 (7-5). A russa agora espera a vencedora entre a norte-americana Sloane Stephens e a romena Sorana Cirstea. Kasatkina já foi finalista de Indian Wells em 2018, ano em que Naomi Osaka foi campeã.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE