PLACAR

Atuais campeões, Stefani e Matos param na estreia

Foto: Tennis Australia

Melbourne (Austrália) – Campeões de duplas mistas no ano passado, a paulista Luísa Stefani e o gaúcho Rafael Matos não tiveram a mesma sorte em 2024 e acabaram eliminados logo na estreia no Australian Open. Nesta sexta-feira, eles foram derrotados pelos britânicos Joe Salisbury e Heather Watson com parciais de 6/3 e 6/4.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Stefani e Matos iriam estrear na competição contra os norte-americanos Rajeev Ram e Peyton Stearns, mas foram substituídos pelos britânicos na chave. Parceiro de Ram nas duplas masculinas, Salisbury anotou sua segunda vitória sobre brasileiros no torneio, já que ele e o norte-americano tiraram o mineiro Marcelo Melo na dupla masculina.

O jogo começou favorável para a parceria brasileira, convidada da organização, que teve uma chance de quebra no primeiro game e outra no quinto, mas não as aproveitaram. No oitavo, Stefani e Matos encararam 15-40 com o saque, até salvaram dois break-points,mas não resistiram ao terceiro e logo em seguida viram os rivais abrir 1 a 0.

Na segunda parcial, Watson e Salisbury anotaram uma quebra logo no terceiro game e foram com ela até o fim. Luisa e Rafa quase perderam o saque de novo no quinto e no sexto tiveram a única chance de devolver o break, mas não converteram. Os britânicos administraram a vantagem até o fim e fecharam nos segundo match-point.

Stefani vence outra com Schuurs e já está nas oitavas

Melo perde 2 match-points e cai na estreia nas mistas

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leo realista
Leo realista
1 mês atrás

Terrível. Ambos não andam em alta ultimamente

Luiz
Luiz
1 mês atrás

Melancólico

Antônio Luiz Júnior
Antônio Luiz Júnior
1 mês atrás

Perder na estréia é um pouco triste, para quem foi a dupla campeã no ano passado então, é mais triste ainda, difícil fazer um julgamento de juízo. Mas, é bastante decepcionante…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE