PLACAR

Após estreia duríssima, Bia encara Pavlyuchenkova às 6h

Foto: Prudential Hong Kong Tennis Open

Hong Kong (China) – Depois de ter passado por uma difícil partida de estreia no WTA 250 de Hong Kong, Beatriz Haddad Maia já volta a atuar na manhã desta quinta-feira pelas oitavas de final. A número 1 do Brasil e 20ª do mundo entra em quadra a partir das 6h (de Brasília) para enfrentar a experiente russa de 32 anos Anastasia Pavlyuchenkova, ex-número 11 e atual 61ª colocada, em confronto inédito no circuito. A vencedora já sabe que enfrentará a tcheca Katerina Siniakova nas quartas.

Bia anos vem de uma vitória sobre a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich, 89ª do ranking, por 7/6 (7-3), 3/6 e 7/6 (7-3), em partida com 3h30 de duração. “Ela é uma boa jogadora e sabia que seria uma partida difícil. Ela foi mais agressiva no segundo set. O primeiro set também foi duro, mas estava tentando melhorar e me dar mais uma chance. Estou feliz por ter lutado até o fim para conseguir a vitória hoje. Agora tenho a chance de jogar melhor amanhã”.

Foi a primeira vitória em simples para Bia desde o acidente doméstico sofrido em Guadalajara, há pouco mais de três semanas, quando ela teve ferirmentos nas duas mãos e não pôde jogar o WTA 1000 local, além de comprometer sua preparação para Pequim. Também na capital chinesa, a paulistana de 27 anos chegou às quartas nas duplas, ao lado da russa Veronika Kudermetova.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Atuando pela primeira vez em Hong Kong, a brasileira falou na entrevista em quadra sobre as condições e de suas expectativas para a semana. “Acho que o clima é muito parecido com o do Brasil. Está muito quente e úmido. Hoje choveu um pouco e acabei passando ainda mais tempo na quadra. Eu me sinto ótima aqui. Gostaria de poder aproveitar até domingo e ter tempo para conhecer mais, é um lugar muito legal, mas vamos dia após dia. Se alguém tiver algum conselho, diga-me onde posso comer boa comida aqui”, disse sorrindo.

Embora seja a segunda cabeça de chave do torneio, Bia passou a ser a jogadora de melhor ranking na chave após a desistência de Victoria Azarenka ainda na estreia, por lesão no joelho. Adversária da brasileira nas oitavas, Pavlyuchenkova foi finalista de Roland Garros em 2021, mas ficou sem jogar entre maio do ano passado e janeiro deste ano por lesão no joelho esquerdo, saindo até do top 300, mas vem se recuperando com bons resultados, como as quartas em Paris e a recente semifinal de Tóquio. Pavlyuchenkova estreou em Hong Kong na terça-feira e marcou um duplo 6/0 contra a croata Jana Fett em partida com apenas 49 minutos de duração.

Rodada desta quinta-feira começa às 4h 
O jogo da brasileira é o segundo na programação do dia, que começa às 4h com a espanhola Sara Sorribes e a chinesa Xinyu Wang. Com a umidade alta em Hong Kong, que deixa as condições mais lentas, uso de bolas iguais às do último Australian Open que perdiam pressão depois de alguns games, e até mesmo o estilo de jogo de Sorribes, habituada a longos ralis, é possível que a partida entre Bia e Pavlyuchenkova seja até um pouco mais tarde que o horário originalmente previsto.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE