PLACAR

Yastremska bate Azarenka e garante finalista inédita

Melbourne (Austrália) – Em duelo que colocou frente a frente a rivalidade entre Belarus e Ucrânia, a experiência da ex-número 1 do mundo Victoria Azrenka não valeu nada e ela acabou eliminada do Australian Open nas oitavas de final, caindo em sets diretos diante de Dayana Yastremska, que marcou parciais de 7/6 (8-6) e 6/4, depois de 2h10 de confronto.

Com a classificação de Yastremska para as quartas, em que terá pela frente a jovem tcheca Linda Noskova, veremos uma finalista inédita de Grand Slam em Melbourne. Isso porque, além das duas, as outras quatro tenistas ainda vivas na parte de cima da chave, Oceane Dodin, Qinwen Zheng, Anna Kalinskaya e Jasmine Paolini, também jamais disputaram uma final

Responsável por eliminar a polonesa Iga Swiatek, nesta segunda-feira Noskova contou com desistência da ucraniana Elina Svitolina após somente três games disputados. Ela e Yastremska medirão forças pela primeira vez no circuito.

A partida começou tensa, com a ucraniana sequer posando para a foto junto à rede após o sorteio. Yastremska enfrentou o primeiro break-point do jogo, logo no primeiro game, mas se salvou e depois anotou a primeira quebra, sacando em 3/1. Veio então uma reação de Azarenka, que venceu quatro games seguidos, com duas quebras, abriu 5/3 e depois sacou para fechar em 5/4.

Só que Yastremska mostrou seu poder de resiliência ao quebrar a rival de zero e depois ao salvar dois set-points no 12º game, quando teve que devolver a quebra sofrida no 11º. Veio então o tiebreak e de novo a ucraniana saiu atrás, perdendo por 3-1, mas no fim foi ela que saiu com a vitória, marcou 8-7 e abriu 1 a 0 no marcador.

O segundo set seguiu um roteiro parecido do anterior, outra vez com vantagem para Vika no começo e recuperação de Yastremska. A bielorrussa venceu os três primeiros games, mas perdeu os cinco seguintes, com duas quebras consecutivas. A ucraniana administrou a vantagem até o final e selou sua classificação para as quartas de final.

6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Osvaldo
Osvaldo
1 mês atrás

belíssima e joga muito essa ucraniana

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

Lamentável essa atitude muito anti-esportiva de não cumprimentar a adversária ao fim do jogo. Como se atletas tivessem alguma ingerência na guerra, ainda mais em países sob ditaduras sanguinárias como Bielorrússia e Rússia.

Paulo Aguiar
Paulo Aguiar
1 mês atrás
Responder para  Paulo A.

Eu também acho um desrespeito. Só pelo fato de vc ser russa ou bielorussa não necessariamente diz que você é a favor da guerra.

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Paulo Aguiar

Concordo que é desrespeito não cumprimentar.Tem muitos atletas russos que são contra a ocupação. Agora, tem atletas que mesmo não sendo russos que apoiam a guerra devem ser ignorados porém “não hostilizados”.

Paulo Aguiar
Paulo Aguiar
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Pois é! Torço muito para que essa guerra desenfreada acabe. Putin é um louco e genocida e o que ele está fazendo com a Ucrânia é inaceitável, mas não posso julgar que todos os russos estão a favor de Putin…

SANDRO
SANDRO
1 mês atrás
Responder para  Paulo A.

Paulo A. A Yastremska não cumprimenta russos e belarussos que “não” se opõem claramente e publicamente contra a invasão sanguinária da Ucrânia pela ditadura russa…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE