PLACAR

Wild alcança seu melhor ranking, Fonseca estreia no top 250

Foto: Juarez Santos

Londres (Inglaterra) – A semana começou muito boa para os dois brasileiros que estão garantidos na chave principal do Masters 1000 de Madri, com o paranaense Thiago Wild e o jovem carioca João Fonseca subindo no ranking. Ambos alcançaram suas melhores marcas na ATP nesta segunda-feira.

Número 1 do país, Wild teve uma ascensão mais modesta, ganhou três colocações e agora é o 63º do mundo. Já Fonseca conseguiu uma boa arrancada após alcançar as quartas de final no ATP 250 de Bucareste, subiu 34 lugares e entrou no top 250 pela primeira vez, indo para o 242º posto.

Também conseguiram suas melhores marcas na carreira os paulistas Felipe Meligeni e Gustavo Heide. O primeiro melhorou três lugares e agora é o 128º do mundo, enquanto o outro ganhou uma posição apenas, indo para a 174ª colocação.

Monteiro fica mais longe do top 100

Em contrapartida, o cearense Thiago Monteiro amargou uma queda de cinco posições e ficou mais longe do top 100, caindo para o 118º posto. Outro que perdeu terreno foi o paulista Matheus Pucinelli, que caiu da 273ª posição para a 277ª.

A lista de quedas brasileiras é engrossada por João Lucas Reis, Pedro Sakamoto e Orlando Luz. O pernambucano teve a menor queda dos três, saiu da 279ª para a 282ª colocação, o paulista caiu seis lugares e agora é o 305º do mundo, ao passo que o gaúcho amargou queda de 12 postos e foi para 333º.

Veja como está o top 10 brasileiro na ATP:

Thiago Wild – 63º (+4)
Thiago Monteiro – 118º (-5)
Felipe Meligeni – 128º (+3)
Gustavo heide – 174º (+1)
João Fonseca – 242º (+34)
Matheus Pucinelli – 277º (-4)
João Lucas Reis – 282º (-3)
Pedro Sakamoto – 305º (-6)
Orlando Luz – 333º (-12)
Gilbert Klier – 362º

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Luiz Correia
Luiz Correia
27 dias atrás

João Fonseca já vai pro quarto torneio pós final de Assunção. Enquanto isso, Heide segue dormindo em berço esplêndido.
Alguém sabe o que aconteceu com o Klier?

Calebe Paes
Calebe Paes
27 dias atrás
Responder para  Luiz Correia

Ele se machucou antes do Rio Open e até o momento não voltou, chegou a se inscrever em alguns torneios, mas se retirou, logo logo deve estar de volta.

Brunocc
Brunocc
27 dias atrás
Responder para  Luiz Correia

Klier estava machucado. Quanto ao Heide, deve ser do estilo “bon vivant”.

Jorge Luiz
27 dias atrás

O negócio é Wild e Fonseca mesmo,o Monteiro merece e vai voltar ao top 100 Heide, Puccinelli Matheus Alves são turistas, principalmente o Heide que não leva a carreira a sério

Carlos Carcamino
Carlos Carcamino
27 dias atrás

É sempre a mesma baranga da, não passa disso. Só o Fonsecão pode melhorar.

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
27 dias atrás

Heide, Pucinneli e Klier sumiram do mapa.

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
27 dias atrás

Wild faz o melhor ranking e iguala o Rogério Dutra Silva, que chegou também a 63 do mundo. Além disso chegou a 21 vitórias em ATP, estando a uma de alcançar Fernando Roese. Fonseca chegando a 242 do mundo deixa para trás nomes como Marcelo Melo, Orlando Luz, Eric Gomes, William Kyriakos, Alexandre Bonatto, Gabriel Decamps, Ricardo Schlachter, João Lucas Reis, Igor Marcondes, Eduardo Oncins, Pedro Braga, João Pedro Sorgi e Henrique Cunha.

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
27 dias atrás

E esta semana, dois argentinos estão estreando no TOP50, Mariano Navone e Facundo Diaz. Navone será o 6º tenista da geração 2001 no TOP50 e Diaz o 7º tenista da geração 2000 a entrar no TOP50.

fernando
fernando
27 dias atrás

Heide é complicado…fato é que não parece totalmente disposto ao sacrífico que a carreira de alto nível exige, como vários outros brasileiros. Lembro bem de uma matéria sobre o Rune, mostrando que ele vai pra hotel de business para ter foco, só com treinador e preparador, nada de namorada/esposa. Únicas distrações: livro e música, dentro do quarto e de lá pra quadra e academia.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Nadal leva público italiano ao delírio com incrível reação

Conheça o que aconteceu nos bastidores do WTA 100 de Madri

PUBLICIDADE