PLACAR

Victória é vice em Lima e terá seu melhor ranking

Victoria Barros (Foto: Federación Peruana de Tenis)

Depois de ter vencido quatro jogos na semana, a juvenil potiguar de apenas 14 anos Victória Barros ficou com o vice-campeonato no ITF J300 de Lima, em quadras de saibro. Ela foi superada na final deste sábado pela chilena de 17 anos Antonia Vergara Rivera, cabeça 3 do torneio e 42ª do ranking, por 6/1, 4/6 e 6/2. Vergara conquistou o sétimo ITF da carreira e entrará no top 30.

Victória Barros disputou seu primeiro torneio na temporada e chegou à sexta final na carreira no circuito mundial juvenil da Federação Internacional. Ela tem quatro títulos, o mais recente no ITF J100 de Dubrovnik, na Croácia, disputado em outubro. Suas outras três conquistas foram no Chipre, em dois ITF J30 e um J60. Seus próximos torneios deverão ser a Brasil Juniors Cup, em Porto Alegre, e o Banana Bowl em Blumenau.

Pela campanha, a atual 199ª do ranking soma 210 pontos, com apenas 30 a descartar na semana. Com isso, ela se aproxima do 115º lugar do ranking. Havia a chance até de entrar no top 100 em caso de vitória neste sábado. Ainda assim, ela já será a número 2 do Brasil no ranking da categoria, atrás apenas da paulista de 17 anos Olívia Carneiro, 34ª do mundo.

A jovem tenista completou 14 anos no último mês de dezembro e está em sua segunda temporada treinando na academia Patrick Mouratoglou, na França. Em entrevista a TenisBrasil no fim do ano passado, revelou o plano de disputar seus primeiros torneios como profissional neste ano de 2024. Ela viaja o circuito junto com o técnico francês Quentin Mege e também tem a companhia da mãe, Maria Luiza, nos torneios.

Bernardo Cavalho e Thomas Miranda também são vices

Thomas Miranda e o técnico Juninho Nascimento (Foto: Divulgação)

Outros dois juvenis brasileiros disputaram finais em Lima neste sábado. Nos 16 anos, o paulista Thomas Miranda foi superado pelo peruano Nicolas Baena por 6/3 e 6/4. Na decisão de duplas, Miranda e Baena conquistaram juntos o título ao vencerem o paraguaio Cayo Narvalez e o equatoriano Lucas Yunez por 6/1 e 7/5.

“Foi uma semana muito produtiva, com muitos aprendizados e bons resultados, que me dão bastante confiança para as próximas semanas”, disse Miranda, que joga em Assunção na próxima semana, e depois a Brasil Juniors Cup e o Banana Bowl. Ele treina com o técnico Juninho Nascimento.

Já na final de 14 anos, o carioca Bernardo Carvalho foi superado pelo argentino Demian Agustin Luna, principal cabeça de chave por 6/3 e 6/1.

Leia mais

Victória Barros planeja estreia profissional para 2024

13 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Vanessa
Vanessa
2 meses atrás

Arrasou, Victória! Já chegar em uma final no primeiro torneio que jogou na temporada, é louvável. Vamos por mais, e quem sabe até mesmo pelos Grand Slams, na torcida pelo seu sucesso!

Eduardo
Eduardo
2 meses atrás

Jogos assim mostram que a Victoria é uma enorme promessa (14 anos apenas e finalista de um torneio desse porte) mas está longe de estar formada como tenista, o que é natural. Essa chilena perdeu pra Klugman (alguns meses mais velha que a Vic mas um verdadeiro fenômeno) no Aus Open em sets diretos. Uma observação, não me lembro de ver a Victoria jogar no hard, apenas no saibro, ao contrário da Nauhany… seu jogo deve se adaptar tb às quadras rápidas, é algo que seus treinadores devem estar trabalhando.

Jorge Luiz
2 meses atrás

Menina de ouro, muito promissora

Paulo A.
Paulo A.
2 meses atrás

Por que ela não vai jogar o J300 de Assunção? J tem ranking para entrar direto na chave…

Samuel Cunha
Samuel Cunha
2 meses atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Boa noite, Mário Sérgio!
Tudo bem?
Com qual ranking ela conseguiria entrar direto em Roland Garros?
Acredito que o planejamento do seu time deve ser este pra este ° semestre e talvez no 2° comece a transitar para o profissional.

Samuel Cunha
Samuel Cunha
2 meses atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Excelente, muito obrigado. Dá pra chegar então….

Paulo A.
Paulo A.
2 meses atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Obrigado, Mário!

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás

Mário, a Nauhany Victoria vai jogar nesses ITFs juvenis no Brasil? Gostei muito do que vi do jogo dela no Les Petits As lá na França, onde fez uma campanha consagradora e jogando muito bem. Você já a viu jogar? E o que achou?

Paulo A.
Paulo A.
1 mês atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Obrigado. Espera que tenha patrocínio e apoio para deslanchar o seu talento que é enorme.

trackback

[…] Vergara Rivera, 25ª do ranking, que marcou as parciais de 6/3 e 6/4. A algoz já havia sido campeã em Lima na semana passada, superando outra brasileira, a potiguar Victória Barros, na […]

Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.
Jornalista de TenisBrasil e frequentador dee Challengers e Futures. Já trabalhou para CBT, Revista Tênis e redações do Terra Magazine e Gazeta Esportiva. Neste blog, fala sobre o circuito juvenil e promessas do tênis nacional e internacional.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Quando os tenistas se machucam, mas ainda vencem

ATP seleciona as 10 melhores jogadas do ATP FInals