PLACAR

Victoria e Nauhany vão às quartas em Porto Alegre

Victória Barros (Foto: Luiz Candido/CBT)

Porto Alegre (RS) – Dois nomes importantes da nova geração do tênis feminino brasileiro garantiram vagas nas quartas de final da Brasil Juniors Cup. A potiguar de 14 anos Victória Barros e a paulista Nauhany Silva, de apenas 13, venceram seus jogos nesta quinta-feira e seguem na disputa da categoria principal do torneio realizado na Associação Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre. Os jogos têm entrada gratuita.

Número 2 do Brasil e 119ª no ranking mundial da categoria, Victória Barros venceu a lucky-loser dinamarquesa Sara Borkop, de 17 anos e 221ª colocada, por 6/3, 3/6 e 6/4. Sua adversária nesta sexta-feira às 10h (de Brasília) será a espanhola de 16 anos e vinda do quali Neus Torner Sensano, 219ª do mundo.

“Comecei jogando muito bem. Taticamente e mentalmente estava bem focada. E quando abri 6/3 e 3/0, perdi um pouco o foco e minha intensidade baixou. A menina veio pra cima e eu fiquei com a cabeça perdida, não conseguia focar de novo e voltar. A culpa foi minha de ter relaxado, mas depois falei assim: ‘Vou ter que lutar agora, porque o jogo será duro até o final’. E acho que fiz isso muito bem e voltei a minha cabeça. Foi mais na raça mesmo”, avaliou Victória após a partida. Ela já tem quatro títulos no circuito.

A classificação em Nauhany Silva também veio em três sets. Convidada para o torneio e apenas 624ª do ranking, ela passou pela canadense de 17 anos Raphaelle Leroux, 224ª colocada, por 3/6, 6/2 e 7/5. Havia possibilidade de um duelo nacional nas quartas, mas a cabeça 3 argentina Luna Cinalli, 30ª do ranking, eliminou a paulista de 17 anos Sthefany de Lima, 193ª colocada, com parciais de 1/6, 6/2 e 6/1. A partida também acontece às 10h desta sexta.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“No primeiro set eu não entrei tão ligada e nem joguei no nível de tênis da partida anterior, mas no segundo eu comecei a trabalhar mais a cada ponto e também a lutar mais. Consegui ganhar o set. E o terceiro foi uma guerra, tive que dar o coração para chegar nas bolas porque eu já estava exausta”, comentou a tenista, que já tem dois títulos no circuito de 18 anos.

Projeções no ranking
Em sua categoria principal, o torneio na capital gaúcha é um ITF J300. As duas brasileiras já estão somando 100 pontos pela campanha até as quartas. O evento dá 300 à campeã, 210 para a vice e 140 para as semifinalistas. Para a composição do ranking são considerados os seis melhores resultados em simples e mais 25% da soma das seis melhores pontuações nas duplas. Victória tem apenas 36 pontos a descartar e está muito perto de entrar no top 100 da ITF. Nauhany descarta só 5 pontos e já fica entre as 400 melhores, por volta do 360º lugar.

A última vez em que duas brasileiras estiveram presentes nas quartas da competição foi em 2012, com Bia Haddad e Laura Pigossi, atuais número 1 e 2 do país. Na ocasião, Bia foi finalista do evento aos 15 anos

Guto Miguel para nas oitavas
Último brasileiro a ter atuado pelas oitavas de final, o goiano de 15 anos Luis Augusto Miguel foi superado nesta quinta-feira pelo sul-coreano Hoyoung Roh, cabeça 2 do torneio e 29º do ranking, com parciais de 7/6 (8-6) e 6/2. Guto é o atual 497º do ranking e recebe 60 pontos pela campanha. Assim como outros brasileiros que caíram na segunda rodada: Gustavo Almeida, Pedro Rodrigues, Pedro Chabalgoity, Gabriela Félix e Sthefany de Lima.

Na chave de duplas, a gaúcha Pietra Rívoli está na semifinal ao lado da argentina Sol Larraya contra a norte-americana Kaitlyn Rolls e a norueguesa Emily Sartz-Lunde.Já Olívia Carneiro e Nauhany Silva caíram nas quartas diante da israelense Mika Buchnik e da belga Jeline Vandromme por 6/1 e 6/3.

Já nas duplas masculinas, Enzo Kohlmann e Pedro Rodrigues foram eliminados nas quartas pelo argentino Romeo Arcuschin e o italiano Vito Antonio Darderi por 6/7 (2-7), 6/4 e 10-6. Já Guto Miguel e Pedro Chabalgoity caíram diante do argentino Lucca Guercio e o nicaraguense Joaquin Guilleme por 6/2 e 6/3.

19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme ES Ribeiro
Guilherme ES Ribeiro
4 meses atrás

Meninas de ouro. Muito futuro e alto potencial

Paulo A.
Paulo A.
4 meses atrás
Responder para  Guilherme ES Ribeiro

Sem a menor dúvida! Surpreendeu-me apenas a relativa dificuldade da Victoria em vencer, mas penso que está sentindo a pressão de jogar em casa. E a Naná está fazendo uma bela e incrível campanha.

Bruno
Bruno
4 meses atrás

Devemos ter grandes alegrias com essas meninas.

Ivan
Ivan
4 meses atrás

Essas duas meninas vão dar o que falar ainda! E o Guto Miguel, perdeu?

Leonel
Leonel
4 meses atrás

Vai meninas. Quem sabe Victoria entra em Roland garros . Falta pouco. Pra Nauhany teria que copar pra pensar em Roland Garros. Parabéns. Jóias do Brasil que pelo que estão mostrando serão top na certeza

Paulo A.
Paulo A.
4 meses atrás
Responder para  Leonel

Que ranking a Vic precisa bater para entrar em RG? Acho que ela conseguirá pois ainda jogará outros torneios na Europa.

Paulo A.
Paulo A.
4 meses atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Obrigado, Mário. É uma caminhada bem íngreme até lá, então…

Eduardo
Eduardo
4 meses atrás

Ganharam sem jogar em seus níveis mais altos, o que é importante. Naná precisa jogar solta, é azarã total contra a argentina do backhand de 1 mão, que talvez seja a melhor junior sul americana hj junto com a chilena que desistiu do torneio. Victoria me parece pressionada, mas deu muita sorte no chaveamento e é bem favorita nas 4as. Mas tem que se soltar em quadra e impor seu jogo, o que não ocorreu hj.

Jorge Luiz
Jorge Luiz
4 meses atrás

Meninas de futuro

Leandro
Leandro
4 meses atrás

Tem alguma lugar transmitindo o torneio?

Paulo A.
Paulo A.
4 meses atrás
Responder para  Mário Sérgio Cruz

Ótima notícia! Quem sabe não veremos uma final brasileira, no feminino??!!!

Maurício
Maurício
4 meses atrás

Lembrando que a Nauhany vai disputar o Roland Garros júnior séries e entra como uma das favoritas a conseguir a vaga. Espero que o Guto ganhe no masculino e Nauhany no feminino.

F. F.
F. F.
4 meses atrás

Tá muito mascarada essa Victoria.

Gil
Gil
4 meses atrás
Responder para  F. F.

cara, vc tem a mesma doença que aquele velho mal amado do site antigo. Credo. Aquele era mascarado, não essa menina, simples e simpática. Vc parece o Clodovil com hemorróida, afff

Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
4 meses atrás

Meninas de ouro, futuro do tênis feminino!

Thiago Silva
Thiago Silva
4 meses atrás

Sensacional a forma espontânea e sincera que elas falam sobre o jogo, muito engraçado e REAL, ao contrário dos profissionais que já vão para a entrevista com tudo decoradinho.
E o pessoal que faz a entrevista com elas, poderiam regular a câmera de acordo com a pessoa entrevistada? Ficou horrível a câmera nessa posição, muito no alto. Parece aqueles adultos descuidados que filmam ou fotografam os filhos pequenos sem ter a preocupação de se abaixar, para que a filmagem fique melhor, na altura das crianças.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Fils vence a grande batalha de Hamburgo em cima de Zverev

Veja como Zheng chegou ao bicampeonato em Palermo

PUBLICIDADE