PLACAR

Trevisan derruba Jabeur após 3h, Azarenka avança

Martina Trevisan (Foto: Guadalajara Open AKRON)

Guadalajara (México) – Na partida que encerrou a programação desta quarta-feira pelo WTA 1000 de Guadalajara, a principal cabeça de chave Ons Jabeur foi eliminada nas oitavas de final. Número 7 do mundo, a tunisiana esteve perto da vitória em sets diretos, mas permitiu a virada à italiana Martina Trevisan, 57ª do ranking, que marcou as parciais de 6/7 (4-7), 7/5 e 6/3 após 3h02 de partida.

Canhota de 29 anos, Trevisan conseguiu apenas sua quarta vitória contra top 10 na carreira e a segunda na temporada. Ela também consegue uma revanche contra Jabeur, já que a tunisiana havia vencido o único duelo anterior, disputado no saibro de Charleston. Sua próxima adversária será a norte-americana Caroline Dolehide, apenas 111ª do ranking e algoz da número 20 do mundo Ekaterina Alexandrova por 6/1 e 6/2.

Diante de uma rival canhota e que utilizar muitos slices, Jabeur precisou de nove set-points na primeira parcial, que teve uma quebra para cada lado. Com pressão constante sobre os games de saque da adversária da adversária, ela teve duas chances de fechar no 5/4, cinco no 6/5 e mais duas no tiebreak.

No segundo set, a tunsiana esteve por duas vezes com quebra acima. Ela se aproveitou bolas sem peso da adversária para atacar a rede e fazer 5/4, mas passou por momentos de oscilação em seu serviço e perdeu a chance de sacar para o jogo. Trevisan venceu o set e ganhou confiança. Na parcial decisiva, a italiana conseguiu duas novas quebras. Cada jogadora fez 27 winners, mas Jabeur cometeu 58 erros contra 43 de Trevisan. Além disso, a tunisiana aproveitou só 4 dos 17 break-points e sofreu seis quebras.

Azarenka domina e enfrenta Garcia nas quartas
Pela primeira vez em três confrontos, Victoria Azarenka conseguiu vencer Veronika Kudermetova no circuito e garantiu uma vaga nas quartas. A ex-número 1 do mundo marcou as parciais de 6/2 e 6/1 em 1h42 de partida nesta quarta-feira.

“É uma jogadora incrível e eu estava muito ansiosa para jogar contra ela, porque foi uma adversária que exigiu muito de mim nos nossos dois últimos encontros. Queria muito jogar melhor desta vez e estava muito focada no meu jogo e saquei muito bem”, disse Azarenka, que havia perdido de Kudermetova no ano passado em Dubai e este ano em Adelaide.

Depois de salvar quatro break-points no game de abertura, Azarenka dominou o primeiro set, com duas quebras. A bielorrussa passou por um breve momento de oscilação no início da segunda parcial. Ela sofreu uma quebra e precisou de cinco break-points para finalmente empatar. Só então, a atual 23ª do ranking retomou o domínio da partida, conseguindo duas novas quebras até o fim do jogo.

“O segundo game do segundo set foi crucial porque meu nível tinha caído um pouco, mas continuei focada no jogo e tentei lutar por todos os pontos até voltar a jogar melhor. Isso foi ótimo. Fico muito feliz por ter conseguido essa revanche”, acrescentou a ex-líder do ranking, que fez 14 a 12 nos winners e cometeu 18 erros contra 38 da rival.

A adversária de Azarenka nas quartas de final será a francesa Caroline Garcia, terceira cabeça de chave e número 11 do mundo, a partir das 18h (de Brasília) desta quinta-feira. Embora tenha vencido o duelo mais recente, disputado em 2020, o histórico é negativo. Garcia lidera o retrospecto por 3 a 1.

Confira a programação desta quinta-feira em Guadalajara.

Estadio Akron – 16h
Sofia Kenin (EUA) vs. Leylah Fernandez (CAN)
Não antes de 18h
[3]Caroline Garcia (FRA) vs. [10]Victoria Azarenka
Não antes de 21h
Caroline Dolehide (EUA) vs. Martina Trevisan (ITA)
[2]Maria Sakkari (GRE) vs. Emiliana Arango (COL)

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE