PLACAR

Semifinais em Brasília terão três argentinos e um chileno

Alejandro Tabilo (Foto: Luiz Cândido/CBT)

Brasília (DF) – Três argentinos e um chileno seguem na disputa pelo título do challenger de Brasília, em quadras de piso duro. Quem tenta evitar a conquista argentina é o canhoto Alejandro Tabilo, de 26 anos e 106º do mundo, que tem como concorrentes ao título Santiago Taverna, Roman Burruchaga e Juan Pablo Ficovich.

Tabilo venceu um jogo de 2h29 contra o experiente australiano Bernard Tomic, ex-top 20 e atual 295º do ranking aos 31 anos. O chileno tem quatro títulos de nível challenger na carreira, três deles este ano, e vai em busca da nona final da carreira.

O adversário de Tabilo na semifinal deste sábado será o argentino Juan Pablo Ficovich, 282º do ranking, que derrotou o compatriota Thiago Tirante por 4/6, 6/3 e 7/6 (7-1). O confronto é inédito no circuito. Ficovich, de 26 anos, tem dois títulos de challenger e tenta alcançar sua oitava final.

A surpresa da rodada foi a vitória de Santiago Taverna, 244º do ranking, sobre o chileno Cristian Garin, principal cabeça de chave e 87º do mundo, por 6/4 e 7/5. Taverna, de 24 anos, tem apenas um título de challenger na carreira e pode alcançar sua terceira decisão. O melhor ranking de sua carreira é o 157º lugar, de agosto do ano passado.

Na semifinal, Taverna terá um duelo argentino contra Roman Burruchaga, jovem de 21 anos e 211º colocado, que derrotou o norte-americano Tristan Boyer por 7/6 (7-3) e 6/1. Burruchaga lidera o histórico de confrontos por 2 a 1 e ainda busca sua primeira final de challenger.

A rodada deste sábado começa com a final de duplas, com os brasileiros Rafael Matos e Marcelo Demoliner enfrentando o colombiano Nicolas Barrientos e o sueco Andre Goransson às 10h. A partida entre Taverna e Burruchaga será às 11h30, com Tabilo e Ficovich encerrando a programação.

Matos e Demoliner vencem semifinal brasileira no DF

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Wilbert Ferraz
Wilbert Ferraz
7 meses atrás

Challenger no Brasil é sinônino de fiesta! Bamos!

Ivan Sakharov
Ivan Sakharov
7 meses atrás
Responder para  Wilbert Ferraz

Claro!!! Igual em Campinas!

Fernando S Prado
Fernando S Prado
7 meses atrás
Responder para  Ivan Sakharov

Dê uma olhada no histórico do CH de Campinas (comecou em 2013 ou 2012).

Fernando S P
Fernando S P
7 meses atrás
Responder para  Ivan Sakharov

Dá uma olhada na história do CH de Campinas.

Marcelo Scotton
Marcelo Scotton
7 meses atrás

Festa da Argentinian Storm.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE