PLACAR

Rybakina coleciona desistências em 2024 e preocupa

Foto: Corinne Dubreuil/FFT

Berlim (Alemanha) – Em uma cena que mais uma vez se repete em 2024, a cazaque Elena Rybakina abandonou a partida de quartas de final do WTA 500 de Berlim contra a bielorrussa Victoria Azarenka, nesta sexta-feira, e saiu de quadra chorando com dores abdominais após nem cinco games disputados.

O que poderia ser apenas um caso isolado é na verdade uma situação constante na temporada da atual número 4 do mundo. Apesar dos ótimos resultados em grandes torneios, com títulos em Brisbane, Abu Dhabi e Stuttgart, além das finais em Doha e Miami, a jogadora de 25 anos vem colecionando abandonos em 2024.

Tudo começou em fevereiro, quando Rybakina sentiu um desconforto estomacal durante o WTA 1000 de Dubai e precisou se retirar da competição antes do duelo de quartas de final contra a italiana Jasmine Paolini. Poucas semanas depois, o mesmo motivo fez com que a tenista cazaque sequer pudesse defender seu título em Indian Wells e desistisse do torneio horas antes de sua estreia diante da argentina Nadia Podoroska.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Já em maio, Rybakina precisou abrir mão da defesa de outra importante conquista, desta vez em Roma. Assim como no deserto californiano, ela anunciou sua retirada no dia da partida de estreia contra a a romena Irina-Camelia Begu, alegando doença, mas sem especificar o problema.

Durante a disputa de Roland Garros, a cazaque falou sobre as constantes desistências e admitiu que sua saúde não estava 100%. “Tenho lutado contra a falta de sono, alergias e outros problemas. Então é claro que tive que pular torneios. Acho que para todo mundo, quando trabalha muito, não é fácil dormir. Portanto. a recuperação não é das melhores. Eu acho que é bem normal. Todo mundo enfrenta alguns problemas. Pode ser qualquer coisa. Então não sei mais o que dizer sobre isso”, afirmou antes de ser eliminada por Jasmine Paolini nas quartas de final.

Desta vez, o problema de Elena Rybakina ainda não foi revelado, mas desperta preocupação pelas seguidas ocorrências por motivos similares em apenas quatro meses, além de novamente ela sair de um torneio com um incômodo abdominal.

Matérias relacionadas:

Rybakina fica doente e desiste, Cirstea faz ‘milagre’ e vira

Atual campeã, Rybakina fica doente e não joga em Indian Wells

Atual campeã, Rybakina desiste de Roma no dia da estreia

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo H
Paulo H
24 dias atrás

Qualquer comentário sobre sua saúde seria mero exercício especulativo. Somente ela, seus familiares e sua equipe podem dizer o que ela está passando. Exemplo recente de franqueza ao falar de seus problemas de saúde foi demonstrada pela tenista Danielle Collins, que anunciou sua retirada do circuito ao final da temporada para cuidar de sua vida pessoal. São pessoas, não máquinas.

Carlos Alberto Ribeiro da Silv
Carlos Alberto Ribeiro da Silv
24 dias atrás

Que a Rybakina consiga descobrir o verdadeiro problema de saúde que a está acometendo e possa se recuperar o mais rápido possível. A boa saúde é o ponto de partida de tudo na vida. A falta de saúde atrapalha o trabalho, o descanso e o lazer.

Flávio
Flávio
24 dias atrás

Verdade, mas pode ser também que uma boa parte delas,não só Ribakina, não conseguem lidar com pressão e veja que a Sabalenka também vem apresentando fatores emocionais limitados, mas eu também espero que elas cuidem bem da saúde para perfomar com mais tranquilidade.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE