PLACAR

Romenas brilham e se enfrentam na semi na Transilvânia

Ana Bogdan (Foto: Transylvania Open)

Cluj-Napoca (Romênia) – A torcida romena compareceu em peso na rodada desta sexta-feira do WTA 250 de Cluj-Napoca e presenciou duas vitórias de tenistas da casa pelas quartas de final do torneio em quadras duras e cobertas. Ana Bogdan e Jaqueline Cristian venceram seus jogos e vão se enfrentar na semifinal de sábado, garantindo a presença de uma romena na decisão do próximo domingo.

Esta é a quarta edição do torneio na Transilvânia e a Romênia terá uma finalista pela terceira vez. Simona Halep foi vice em 2021 e Elena Ruse repetiu a campanha no ano passado. Um título seria inédito para o país. Atual 65ª do ranking, Bogdan venceu os dois duelos anteriores contra Ruse, 81ª colocada. O reencontro será às 10h (de Brasília) deste sábado.

Jaqueline Cristian, de 25 anos, foi a primeira a entrar em quadra nesta sexta-feira e venceu por 6/3 e 7/5 a letã Anastasija Sevastova, ex-número 11 do mundo e que está voltando ao circuito depois de se tornar mãe no fim de 2022. A romena ainda busca seu primeiro título de WTA, tendo disputado uma final em Linz no ano de 2021.

Já a vitória da experiente Ana Bogdan veio após 3h28 de disputa contra a holandesa Arantxa Rus, principal cabeça de chave e 45ª do mundo, por 3/6, 7/6 (8-6) e 7/6 (7-5). O jogo foi tão equilibrado, que Rus curiosamente venceu um ponto a mais, 116 a 115. Bogdan fez 31 a 28 nos winner e cometeu um erro a mais, 56 a 55, em partida com 11 quebras de serviço.

“Amo este torneio. Aqui há momentos que não consigo vivenciar em outros lugares. A torcida foi incrível! Esse dia momentos vai ficar marcado para sempre para mim. Viver uma atmosfera como a de hoje, diante de vocês, é incrível. Muito obrigada”, disse a tenista da casa, muito emocionada em quadra. Ela tenta seu primeiro título de WTA 250 e tem uma conquista de nível 125 no ano passado em Parma.

Outra semifinalista definida é a britânica Harriet Dart, 103ª do ranking e vinda do quali, que derrotou a espanhola Nuria Parrizas Diaz por 6/3 e 6/2. Dart, de 27 anos, ainda busca seu primeiro título no circuito da WTA.

Sua adversária será a tcheca Karolina Pliskova, ex-número 1 e atual 78ª do ranking, que derrotou a italiana Sara Errani, 98ª colocada, por 6/2 e 6/0. Pliskova tem 16 títulos no circuito da WTA e busca a 33ª final da carreira. Ela venceu os dois duelos anteriores contra Dart no circuito.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE