PLACAR

Pigossi não joga a final de duplas e vai direto para Bogotá

Laura Pigossi e Katarzyna Piter (Foto: WTA 125 San Luis Open)

San Luis Potosi (México) – A semana de Laura Pigossi no WTA 125 de San Luis Potosi chegou ao fim com o vice-campeonato de duplas do torneio mexicano em quadras de saibro. Vindas de três vitórias seguidas, Pigossi e a polonesa Katarzyna Piter sequer entraram em quadra para a final, e com isso a eslovena Tamara Zidansek e a húngara Anna Bondar ficaram com o título.

A organização do torneio e a comunicação oficial da WTA divulgaram que Pigossi se retirou da final de duplas por lesão no joelho esquerdo. A brasileira já havia sentido desconforto no local durante, especialmente após a longa partida das oitavas de simples contra a chinesa Xiaodi You, que durou 3h18.

Já na última sexta-feira, a paulistana de 29 anos teve dois jogos a fazer. Ela foi superada nas quartas de final de simples pela italiana Elisabetta Cocciaretto, cabeça 2 do torneio e 51ª do mundo. Horas depois, venceu a semifinal de duplas ao lado de Piter contra a canadense Rebecca Marino e a mexicana Maria Fernanda Navarro. Nos dois jogos atuou com uma visível proteção no joelho esquerdo.

“Infelizmente tive que me retirar da final de duplas, devido um mau jeito que tive no joelho durante a segunda rodada de simples”, relatou Pigossi já neste domingo. “Meu corpo é sempre o primeiro que eu escuto e essa semana foi bem intensa. Queria agradecer o torneio de San Luis Potosi e toda organização pelo trabalho incrível de sempre. Eu voltarei mais forte. Agora é terminar de estar 100% esses próximos dias para focar na próxima semana em Bogotá”.

A campanha até a final de duplas rende 81 pontos no ranking para Pigossi, atual 269ª colocada na modalidade. Medalhista olímpica em Tóquio ao lado de Luísa Stefani em 2021, ela se aproxima da volta ao top 200. A melhor marca de sua carreira é o 125º lugar.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Pigossi está inscrita para jogar o WTA 250 de Bogotá na próxima semana. A número 116 do mundo estreia contra a argentina Nadia Podoroska, cabeça 5 do torneio e 78ª do ranking. O único duelo anterior foi vencido pela brasileira, no WTA 250 de Varsóvia de 2022. A argentina também chegará de última hora em Bogotá, já que está na final no México e atua ainda neste domingo contra a britânica Francesca Jones.

Curiosamente, Bondar e Zidansek só precisaram disputar duas partidas para conquistar o título. Isso porque elas enfrentariam Podoroska e Jones na semifinal de duplas, mas as duas jogadoras se retiraram para priorizar a final de simples. E logo na sequência contaram também com a retirada de Pigossi e Piter. “Foi um torneio um pouco estranho para nós, porque só disputamos duas partidas. Queríamos muito poder jogar diante do público que ficou até tão tarde”, disse Zidansek durante a rápida cerimônia de premiação. O discurso de Bondar foi parecido e ela também desejou uma boa final de simples às jogadoras e torcedores presentes.

Após o torneio de Bogotá, Laura vai se juntar à equipe brasileira da Billie Jean King Cup para o confronto contra a Alemanha, em São Paulo, que acontece nos dias 12 e 13 de abril. O Brasil também contará com Beatriz Haddad Maia, Carol Meligeni e as duplistas Luísa Stefani e Ingrid Martins.

5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando S P
Fernando S P
3 meses atrás

Seria interessante considerar alguma modificação para o circuito de duplas. Os abandonos ocorrem com muita frequência em praticamente todos os torneios.

Paulo Mala
Paulo Mala
3 meses atrás
Responder para  Fernando S P

O problema é que muitas mulheres jogam simples também, então abandonam pra jogar em simples que paga mais
Acho que que não é bom para elas em simples também, já que chegam desgastadas
Deveriam se espelhar no masculino, onde a maioria são duplistas puramente

F.F.
F.F.
3 meses atrás

Duplas como sempre uma várzea

Ilma calixto
3 meses atrás

É uma pena que a Pigossi não tenha a oportunidade de disputar a final de duplas, mas sua decisão de ir direto para Bogotá mostra seu comprometimento e foco em seus objetivos. Certamente ela está determinada a continuar sua trajetória no circuito e buscar novas oportunidades de sucesso. Desejamos a Pigossi muito êxito em sua participação em Bogotá e que alcance excelentes resultados em seus próximos desafios.

Paulo A.
Paulo A.
3 meses atrás

Ela não vai sossegar enquanto não bater o top 100 de novo…

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE