PLACAR

Pegula não se opõe a torneios da WTA na Arábia

Foto: Mike Lawrence/USTA

Nova York (EUA) – A aproximação da Arábia Saudita com o circuito de tênis teve o primeiro passo dado nesta semana, com o anúncio do Next Gen Finals no país. Porém, há uma divisão entre os que apoiam o dinheiro saudita e aqueles que são contrários.

Questionada sobre o assunto em entrevista coletiva antes do US Open, a tenista da casa Jessica Pegula não se opôs à possibilidade da WTA também acontecer por lá, mas pontuou condições que considera importantes para que isso ocorra.

“É claro que há prós e contras, mas existem poucos lugares no mundo que pagam tanto às mulheres. Penso que, se o acordo econômico for o correto, deveríamos pôr em prática programas através dos quais pudéssemos influenciar a situação do esporte feminino e dos direitos das mulheres para melhor”, afirmou Pegula.

“Não teria problema em jogar na Arábia Saudita se esses fatores estiverem presentes”, complementou a norte-americana, atual número 3 do mundo, que abrirá sua campanha no US Open em um duelo complicado contra a imprevisível italiana Camila Giorgi.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE