PLACAR

Para Djokovic, tênis precisa ser acessível e atrativo aos jovens

Ian Walton/AELTC

Londres (Inglaterra) – Sete vezes campeão de Wimbledon e vencedor de 24 torneios do Grand Slam, Novak Djokovic tem vasta experiência no ambiente do tênis dentro e fora das quadras. E o sérvio afirma que é preciso tornar o esporte mais acessível e atrativo ao público jovem. Ele também alerta que o crescimento de outras modalidades de raquete, como o paddle e pickleball, também ligam o sinal de alerta.

“Em termos de inovação no nosso esporte, temos que descobrir como atrair um público jovem. Quando olhamos, por exemplo, para a Fórmula 1 e o que eles fizeram em termos de marketing e crescimento do esporte para se tornarem tão populares hoje, acho que precisamos fazer um trabalho melhor em nossos respectivos circuitos. Os Grand Slams sempre vão dar certo. Mas acho que o tour precisa ser melhor”, disse Djokovic, na coletiva de imprensa deste sábado em Wimbledon.

“Temos sorte de ser um esporte muito histórico e global. Mas acho que um dos estudos feitos pela PTPA há três ou quatro anos mostrou que o tênis é o 3º ou 4º esporte mais assistido no mundo junto com o críquete, atrás apenas do futebol e do basquete. Mas o tênis está em 9º ou 10º lugar em termos de uso, comercialização ou capitalização de sua popularidade. Então há um espaço enorme para crescimento”, avaliou o atual número 2 do mundo, que está classificado para as oitavas de final em Londres.

Paddle e pickleball estão ganhando espaço 

Djokovic ressalta a importância de promover a base no tênis, especialmente nos clubes. “Sim, falamos sempre sobre os campeões de Grand Slam. Mas o foco está sempre nos grandes prêmios. E o nível básico? Ainda estamos fazendo um trabalho muito ruim. O tênis é um esporte adorado por milhões de crianças que querem pegar uma raquete e jogar, mas não o tornamos acessível. Especialmente em países como o meu, que não têm uma federação forte”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“A nível de clube, o tênis está em perigo. Se não fizermos algo a respeito, global ou coletivamente, o paddle ou o pickleball vão ganhar espaço e os clubes vão converter as quadras, porque é mais econômico. Se você tem uma quadra de tênis, pode construir três quadras de paddle no mesmo lugar. A contas é simples. É muito mais viável financeiramente para o dono do clube ter essas quadras”, complementou o veterano de 37 anos.

Virada sobre Popyrin em quatro sets

A respeito da vitória deste sábado sobre o australiano Alexei Popyrin pela terceira rodada de Wimbledon, o sérvio destacou as qualidades do rival, especialmente por conta do bom desempenho no saque e sente que conseguiu melhorar a partir do segundo set. “Foi mais um jogo difícil e já esperava por isso”, disse o sérvio, que venceu por 4/6, 6/3, 6/4 e 7/6 (7-3). “Eu sabia que ele entraria em quadra muito confiante e estava perto de vencer a partida que disputamos na Austrália no início deste ano”.

“Com aquele saque e forehand poderoso, é um adversário perigoso em qualquer superfície. Eu o vi jogar nas primeiras rodadas, sabia que ele estava em ótima forma e que entraria em quadra acreditando que poderia vencer. Foi assim que ele começou e foi o melhor jogador do primeiro set, e depois eu subi o nível. Joguei um segundo e terceiro muito bons, enquanto o quarto set poderia ir para qualquer um”, complementou o vice-líder do ranking, que enfrenta o dinamarquês Holger Rune na próxima fase.

Djokovic também falou sobre um momento de diversão na Quadra Central, quando o público do estádio ficou sabendo da vitória nos pênaltis da Inglaterra sobre a Suíça pelas quartas de final da Euro. Irreverente, ele simulou uma partida de futebol em quadra. “Presumi que estivesse na hora dos pênaltis entre Inglaterra e Suíça. Foi durante um set e meio que a torcida queria muito entender qual era o placar. Tentei marcar um gol e sou canhoto no futebol, mas Alexei defendeu bem”.

33 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Belarmino Jr
Belarmino Jr
11 dias atrás

Caras como Federer e Nadal fazem o esporte crescer pelo carisma e o jeito inigualável de jogar do suíço, e a garra e entrega do espanhol, sem polêmica dentro e fora da quadra.

Já Novak, além de jogar feio que dói, simulou contusões, xingou as crianças boleiros, organizou um torneio de forma irresponsável no auge da pandemia e falsificou documentos pra entrar na Austrália, altitudes que não faz com que grandes vencedores sejam grandes atrativos para a popularização do esporte.

Ronaldo
Ronaldo
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Se for chorar, manda áudio.

Sérgio
Sérgio
11 dias atrás
Responder para  Ronaldo

kkkkkkkk

Luciano
Luciano
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Altitudes?

Gilvan
Gilvan
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Também agrediu juízes de linha, xingou diferentes torcidas, quebra mais raquetes do que o Rublev, dá chilique com a própria equipe… Por que será que o tênis deixou de ser atrativo para os mais jovens?

Rafael
Rafael
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

A quantidade de energia que você gasta pra escrever textos e perseguir um tenista que não é do seu interesse é impressionante, isso é um sinal gigante que ele tá na sua mente te assombrando o tempo inteiro.

Belarmino Jr
Belarmino Jr
11 dias atrás
Responder para  Rafael

Há ainda bem que o tempo gasto é meu, não seu. Com o seu vc faz o que quiser, como o meu eu faço também… E sobra bastante para eu gastar por aí..

Sergio
Sergio
11 dias atrás
Responder para  Rafael

Não acho perseguição não. Ele está corretíssimo. O esporte em geral é um excelente meio de atrair os jovens para ter uma vida mais saudável e também ajuda muito a desviar os jovens de coisas ruins como os vícios e outras porcarias.
Porém, o atleta que está realmente preocupado com a juventude precisa mesmo ser um bom exemplo para atrair essa juventude. As absurdas e temerosas atitudes do Sr. Djokovic tem o efeito contrário, que é dar um péssimo exemplo de atleta antidesportista. Violando leis, brigando com o público a torto e a direito. E o pior : colocou vidas em perigo ao organizar torneios em plena pandemia. Um péssimo exemplo.

CCC
CCC
11 dias atrás
Responder para  Sergio

Não digam disparates. O Djokovic é um atleta de excelência, que se cuida espiritual, mental, emocional e físicamente, dando extrema atenção ao que introduz no corpo. Sabes que a gripe comum mata mais todos os anos do que a covid matou no seu auge? Não gostas dele, tudo bem, mas achincalhar denota má índole e pequenez de espírito. Se há coisa que ele não é, é antidesportista, mas se calhar não sabes o significado correto e abrangente da palavra e daí talvez a tenhas usado incorrectamente. Já agora, sabes que o tabaco, o álcool, as comidas processadas, o açúcar branco… matam para cacete e são autorizados por todo o mundo e muita gente usufrui do seu consumo sem querer saber?

José Afonso
José Afonso
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Como deve doer pra vc ele ainda ser o GOAT, apesar de tudo isso kkkkk

Davi Poiani
Davi Poiani
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Odiar um cara espetacular como Novak Djokovic é uma espécie de doença, um virus mental do politicamente correto. Sempre a mesma conversa… E veja, eu sou muito fã de Federer e Nadal também. Não se é obrigado a gostar de ninguém, cada um irá ter o seu favorito. Mas ser hater de Federer, Nadal ou Djokovic é de uma idiotice sem tamanho. Estes 3 caras são geniais e pessoas excepcionais fora de quadra também. Quem ama o tênis e sabe da nobreza de esporte não perde tempo com estas tolices.

Miel Antunes
Miel Antunes
11 dias atrás
Responder para  Davi Poiani

Correta sua análise. Esse tipo de crítica, carregada de louvores ao bom mocismo, bla bla bla… é pura hipocrisia. Diz mais sobre quem critica do que sobre o alvo das falas.

Sergio
Sergio
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Perfeita análise!!!!

Alessandro Bueno
Alessandro Bueno
11 dias atrás
Responder para  Sergio

Chora aih viúva de Nadal e Federer. Djoko ganhou dos 2 no head to head e tem mais títulos/recordes. Comemora o Miss Simpatia e o título de “jogo bonito”, é o que restou pra vocês. Aliás, nem é mais Big 3, é Big 1 ou Djoko – The Greatest of all time!

Sergio
Sergio
9 dias atrás
Responder para  Alessandro Bueno

Cara, você só tem a mesma resposta para todos os comentários. Muito limitado o seu repertório nas discussões aqui no grupo.
Outra coisa, a questão aqui é sobre ser ou não um bom exemplo para a juventude nova que pode aparecer no tênis. Não tem nada a ver com goat ou qualquer coisa do tipo. E isso você, aparentemente, não sabe comentar.

Bernou
Bernou
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Exato! Uma modalidade esportiva para inspirar e ter interesse crescente dos jovens precisa de ídolos. Federer e Nadal foram ídolos, estrelas do tênis. Djocko não tem, nem de longe, o mesmo brilho. Não é um ídolo do tênis. A esperança está em Alcaraz. Senão, a tendência é mesmo o tênis ir perdendo público e o interesse dos jovens.

Alessandro Bueno
Alessandro Bueno
11 dias atrás
Responder para  Bernou

Chora aih viúva de Nadal e Federer. Djoko ganhou dos 2 no head to head e tem mais títulos/recordes. Comemora o Miss Simpatia e o título de “jogo bonito”, é o que restou pra vocês. Aliás, nem é mais Big 3, é Big 1 ou Djoko – The Greatest of all time!

Renato
Renato
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

O cara tá falando de tornar acessível para as bases, e nisso ele foi perfeito. Muita gente mesmo deixa de praticar ou se iniciar no tênis pela falta de quadras, pelo preço de uma “escolinha”, preço dos equipamentos. Pode acreditar que muitas crianças gostariam de jogar e não podem, não tem acesso. O Brasil é claro exemplo disso.

João Silva
João Silva
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Amigo, você não entendeu nada da notícia acima né. Ele esta lutando para o esporte acessível

Nei Costa
Nei Costa
11 dias atrás
Responder para  João Silva

Eles não se importam com isso, o negócio é falar mal de Djokovic e ver se com isso amenizam a dor eterna dos 40-15.

Vaideré nunca será!
Vaideré nunca será!
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

2019 Novak Djokovic Wimbledon Final Outdoor Grass 76(5) 16 76(4) 46 1312(3)
2015 Novak Djokovic Wimbledon Final Outdoor Grass 76(1) 67(10) 64 63
2014 Novak Djokovic Wimbledon Final Outdoor Grass 67(7) 64 76(4) 57 64
2012 Roger Federer Wimbledon Semifinal Outdoor Grass 63 36 64 63

Djokovic 3×1 Vaideré

Vaideré nunca será.

Alessandro Bueno
Alessandro Bueno
11 dias atrás
Responder para  Belarmino Jr

Chora aih viúva de Nadal e Federer. Djoko ganhou dos 2 no head to head e tem mais títulos/recordes. Comemora o Miss Simpatia e o título de “jogo bonito”, é o que restou pra vocês. Aliás, nem é mais Big 3, é Big 1 ou Djoko – The Greatest of all time!

Gilvandro
Gilvandro
11 dias atrás

Poderia começar melhorando seu próprio jogo então… joga feio demais, chatíssimo de assistir

Leandro Augusto
Leandro Augusto
11 dias atrás
Responder para  Gilvandro

Realmente é chato para quem não torce e não gosta do Djoko, pois o cara praticamente superou em tudo os outros jogadores, simplesmente fantástico… Contra fatos reais não existem argumentos.

Davi Silva
Davi Silva
11 dias atrás
Responder para  Gilvandro

É feio para federetes e nadaletes, o Djko é o mais humano dos tenistas, não tem vergonha de expressar suas frustrações e erros, um robô tenicticamente falando, mas humano em suas emoções, por isso tem milhões de fãs no mundo

CCC
CCC
11 dias atrás
Responder para  Gilvandro

Lá estás tu! Jogar bonito é o quê para ti?

Alessandro Bueno
Alessandro Bueno
11 dias atrás
Responder para  Gilvandro

Chora aih viúva de Nadal e Federer. Djoko ganhou dos 2 no head to head e tem mais títulos/recordes. Comemora o Miss Simpatia e o título de “jogo bonito”, é o que restou pra vocês. Aliás, nem é mais Big 3, é Big 1 ou Djoko – The Greatest of all time!

CRAS
CRAS
10 dias atrás
Responder para  Gilvandro

Gilvandro, a solução para você é bem simples. Não assiste e pronto!! Força Nole!!

Fernando Venezian
Fernando Venezian
11 dias atrás

Fórmula 1 só teve uma sobrevida graças à saída do Ecclestone! Aquele senhor quase matou a categoria com sua maneira arrogante e obsoleta de pensar! O tênis se manteve muito pela contribuição do Big three, porque, convenhamos, junto à F1, é uma modalidade pouco acessível às classes mais baixas! E quem sustenta o mundo sempre foi essa parcela da população

Nei Costa
Nei Costa
11 dias atrás

Djokovic sempre foi mais politizado e enganjado em melhorias para o esporte que os outros dois do big três,e por isso é também perseguido. Nole é um cara de ideias próprias, Nadal e Federer são garotos propaganda das ideias dis outros, geralmente quando isso lhes trazem algum benefício financeiro.

Última edição 11 dias atrás by Nei Costa
CCC
CCC
11 dias atrás

Fui. Não volto a comentar aqui. A maior parte não quer saber do jogo. É só falar mal por falar.

Oscar Riote
Oscar Riote
11 dias atrás

Eu hein?! Virou uma briga de caráter de jogador…
Nada a ver com a notícia.
O que se é falado é que economicamente não é viável, ainda mais concorrendo com esportes de raquete que usam quadras menores e comportam maia gente como o beach e mini tenis

Alexandre
Alexandre
11 dias atrás

Enquanto um se preocupa com o futuro do esporte, o outro se ta elegante.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE