PLACAR

Oncins segue otimista para confronto da Davis

Foto: Divulgação/CBT

Hillerod (Dinamarca) – Capitão da equipe brasileira da Copa Davis, Jaime Oncins mostra otimismo para o confronto contra a Dinamarca pelo Grupo Mundial I, que acontece nesta sexta-feira e sábado, em quadra dura e coberta na cidade de Hillerod. O vencedor se classifica para o Qualificatório Mundial de 2024, que vale vaga na fase final.

“É um confronto duro, mas estou bem otimista. O piso está lento, o quique da bola é baixo. Alguns vieram da quadra dura, outros vieram do saibro. Mas o time está bem confiante e treinando bem”, disse Oncins após as primeiras sessões de treinos.

Os três principais jogadores de simples do Brasil estarão em quadra. O trio é liderado pelo paranaense Thiago Wild, 76º do mundo e vindo de dois títulos de challenger no saibro italiano. Além deles, o cearense Thiago Monteiro é o 116º do ranking, enquanto o paulista Felipe Meligeni ocupa o 142º lugar. Também foram convocados os duplistas Rafael Matos e Marcelo Demoliner.

“A equipe está bem dosada e estamos aproveitando super bem as estruturas e agora é dar o máximo durante os jogos para conquistar essa classificação e voltar para o Grupo Mundial”, afirmou Thiago Monteiro, mais experiente do time brasileiro, com 29 anos e histórico de nove vitórias e 11 derrotas pela competição.

A Dinamarca tem o número 4 do mundo Holger Rune, mas os demais jogadores sequer aparecem entre os 400 melhores do ranking: O jovem de 20 anos Elmer Moeller é 406º, August Holmgren é o 412º colocado, enquanto Christian Sigsgaard e Johannes Ingildsen são opções para as duplas.

O sorteio marcado para esta quinta-feira define a ordem dos jogos de simples da sexta. A programação tem início às 11h (de Brasília). Já no sábado a rodada começa às 7h com a partida de duplas, seguida por mais dois embates de simples, o primeiro deles com o número 1 de cada país, provavelmente Wild e Rune.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE