PLACAR

Olívia se despede no juvenil do AO, Ymanitu para na estreia

Ymanitu Silva (Foto: Frank Molter/ITF)

* Atualizado nesta quarta-feira após a partida de duplas de Ymanitu Silva

Melbourne (Austrália) – A participação brasileira no torneio juvenil do Australian Open chegou ao fim nesta terça-feira, com a queda de Olívia Carneiro na segunda rodada da chave de duplas. Olívia e a dinamarquesa Laura Brunkel foram superadas pela tcheca Julie Pastikova e pela alemã Julia Stusek por 6/3 e 6/2 em 1h de partida.

O primeiro set teve cinco quebras consecutivas, mas a dupla europeia esteve o tempo todo à frente no placar. Elas lideraram por 3/1, 4/2 e 5/3, antes de sacarem para fechar. E na segunda parcial, Pastikova e Stusek não enfrentaram break-points e conseguiram duas novas quebras.

Brasileira mais bem colocada no ranking juvenil feminino, Olívia Carneiro é a 38ª do mundo e disputou sua segunda chave principal de Grand Slam. Ela também havia atuado no saibro de Roland Garros em 2022 e no quali de Wimbledon no ano passado. Em simples, a paulista de 17 anos foi superada na estreia pela holandesa Rose Nijkamp no último domingo.

Ao todo, cinco brasileiros disputaram o Australian Open juvenil. Além de Olívia, o também paulista Enzo Kohlmann chegou a avançar uma rodada de simples. O mineiro Pedro Rodrigues, o carioca Nicolas Oliveira e a catarinense Carolina Bohrer foram superados na rodada de estreia, sendo que Bohrer jogou apenas a chave de simples e foi superada justamente por Pastikova, uma das algozes de Olívia nas duplas.

Ymanitu é eliminado no tênis em cadeira de rodas
Já pelo torneio de tênis em cadeira de rodas do Australian Open, o catarinense Ymanitu Silva foi eliminado na estreia da chave de simples. O veterano de 40 anos e número 10 no ranking da divisão Quad perdeu por 6/1 e 6/0 para o holandês Sam Schroder, cabeça 2 em Melbourne e atual bicampeão do torneio.

Ymanitu também caiu na estreia de duplas ao lado do turco Ahmet Kaplan. Eles foram superados pelo britânico Andy Lapthorne e o norte-americano David Wagner por 6/0 e 6/1. O brasileiro já esteve em três finais de duplas em Grand Slam, uma delas na Austrália no ano passado.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE