PLACAR

Nova geração sul-americana joga semis em Maringá

Sol Larraya (Foto: João Pires/Fotojump)

Maringá (PR) – As semifinais da Copa Feminina de Tênis terão duas tenistas sul-americanas de muito talento e pouca idade. A argentina Sol Larraya, de apenas 16 anos, e a Lucciana Perez Alarcon, de 19, venceram seus jogos nesta sexta-feira e seguem na disputa pelo título do ITF W15 realizado no Country Club de Maringá.

Alarcon, ex-número 8 do circuito juvenil da ITF, eliminou a argentina Luisina Giovannini, cabeça 2 do torneio, com um jogo eficiente, de poucos erros e muita habilidade e garantiu a vaga com um duplo 6/2. Esta é a primeira semifinal da carreira da peruana. Ela enfrenta a argentina Berta Bonardi, que precisou de três sets contra a norte-americana Amy Zhu e venceu por 6/2, 1/6 e 7/6 (8-6).

“Estou muito feliz com o trabalho que venho fazendo com minha equipe e que está dando certo. Estou de férias na Universidade e aproveitando para dar sequencia em minha carreira profissional. Escolhi seguir na universidade e tem sido muito bom, mas quero seguir o profissionalismo depois que terminar os estudos”, enfatizou a peruana.

Ainda mais jovem, Sol Larraya eliminou a última brasileira da chave, a paranaense Geórgia Gulin, com parciais de 6/3 e 7/6 (7-5) em 2h03 de partida. Depois de ganhar o primeiro set, a argentina viu Gulin reagir no segundo set e levar a parcial para o tiebreak. A torcida teve grande participação na reação, mas isso não assustou.

“A partir do 5/4 a partida ficou meio tensa, mas gosto de jogar um pouco com a torcida contra porque isso me motiva, me dá mais vontade de vencer. Estou muito contente de estar na semi e foi um alívio sair vencedora, a partida estava dura no finalzinho”, falou a argentina, que enfrentará a principal cabeça de chave Jazmin Ortenzi, fez 6/2 e 6/3 contra a equatoriana Camila Romero.

“Nunca joguei contra ela, vem de um título e é uma jogadora muito dura, joga muito bem e luta muito em todas as partidas, erra muito pouco e tenho que pensar em uma estratégia para enfrentá-la e quem sabe chegar na final”, concluiu Sol. Já Ortenzi, de 22 anos é a atual 527ª do ranking. Ela foi campeã em Rio Claro na semana passada e venceu dos dois eventos realizados pelo Instituto Sports em 2023 no Brasil, em Curitiba e Recife.

Brasileiras na final de duplas

Já na chave de duplas, o Brasil terá Camilla Bossi e Letícia Vidal na decisão. Elas venceram na semi Júlia Konishi e a argentina Berta Bonardi por 6/1 e 7/5. As adversárias na final serão a argentina Jazmin Ortenzi e a peruana Lucciana Perez Alarcon. Bossi, de 21 anos, busca seu primeiro ITF. Vidal, de 27 e que teve um longo afastamento do circuito profissional, tem um título em 2013 ao lado de Carol Meligeni.

A 1ª edição do Ano IV Copa Feminina de Tênis, em Maringá, é apresentada pelo Santander, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte, e conta com o copatrocínio de Vivo, Zurich Santander Seguros e Previdência Brasil, Santander Asset Management, Azul Linhas Aéreas – Transportadora Oficial, Alupar, Taesa, Aberje, INNI Grand Clay – Bola Oficial, Stella Artois Pure Gold e Wooby Corretora de Seguros.

Apoio de AppTicket e Federação Paranaense de Tênis. O evento é realizado no Country Club de Maringá e integra o calendário mundial ITF World Tennis Tour – Feminino. A realização é do Instituto Sports.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Jorge Luiz
Jorge Luiz
14 dias atrás

Geração de tenistas brasileiras fraquíssimas, não vejo nenhuma perspectiva nessas que disputaram esse ITF, infelizmente

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE