PLACAR

Martinez bate top 10 pela primeira vez e decide no Estoril

Pedro Martinez: (Foto: Millennium Estoril Open)

Estoril (Portugal) – Vivendo um grande momento no circuito, o espanhol Pedro Martinez conquistou neste sábado a maior vitória da carreira, batendo um top 10 pela primeira vez. A vítima foi o norueguês Casper Ruud, cabeça de chave número 1 do ATP 250 do Estoril, que foi derrotado com parciais de 6/4, 4/6 e 6/4, após 3h07 de batalha.

Esta foi a oitava vitória seguida do espanhol de 26 anos e atual 77 do mundo, que vem embalado após a conquista do challenger de Girona. Martinez nunca havia derrotado um dos 10 melhores jogadores do mundo, acumulando seis derrotas nos seis primeiros encontros. Ele terá a chance de diminuir ainda mais o retrospecto negativo na final contra o polonês Hubert Hurkacz.

Atual número 10 do mundo, Hurkacz também precisou de três sets para superar a semifinal, batendo mais cedo o chileno Cristian Garin para alcançar a primeira final da carreira no saibro. Ele chega para o duelo com Martinez ostentando uma invencibilidade de três jogos contra o espanhol, que foi superado pelo polonês no Australian Open (2023), em Monte Carlo (2022) e no quali do US Open (2018).

Se o polonês vai disputar pela primeira vez uma decisão na terra batida, Martinez já vai para sua terceira final no piso, conquistou o título no ATP 250 de Santiago, em 2022, e foi vice-campeão do ATP 250 de Kitzbuhel, em 2021. O espanhol ainda não jogou finais em outros pisos.

Martinez venceu o primeiro set com uma quebra solitária, obtida no quinto game, mas não manteve o embalo e acabou levando a pior no seguinte, em que perdeu o saque duas vezes e conseguiu bater o serviço de Ruud uma vez só. Na terceira e decisiva parcial, o espanhol chegou a abrir 5/1, levou um susto ao perder três games seguidos e três match-points, mas no fim conseguiu a vitória.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Gusmão
Gusmão
1 mês atrás

No saibro Martínez é melhor.
Tem tudo para ganhar o Título.
Precisa bater do 2 lados, isso ele fez bem hoje. Desestabilizou o adversário.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE