PLACAR

Krejcikova vence de virada e fará seu 3º duelo com Andreeva

Foto: Jimmie48/WTA

Melbourne (Austrália) – Na partida que encerrou a programação desta sexta-feira pelo Australian Open, Barbora Krejcikova teve a missão de desafiar uma jogadora da casa e um público bastante atuante na Rod Laver Arena, mas conseguiu a virada contra a experiente Storm Hunter com parciais de 4/6, 7/5 e 6/3 e garantiu seu lugar nas oitavas de final em Melbourne.

Krejcikova esteve perto da eliminação em sets diretos. Ela salvou quatro break-points no fim da segunda parcial, dois no 4/4 e mais dois no 5/5. E depois de sobreviver aos momentos de maior pressão, aproveitou a chance para conseguir a única quebra do segundo set. Já na parcial decisiva, a tcheca também quebrou apenas uma vez para abrir 3/0 e manter a vantagem.

“Eu só pensei ponto a ponto, porque sabia que o jogo poderia mudar em segundos. É assim o tênis. Feliz por ter conseguido sobreviver no segundo set. E no terceiro, senti que já estava jogando melhor”, explicou Krejcikova na entrevista em quadra. Ela liderou a contagem de winners por 44 a 35 e cometeu 48 erros conta 32 da australiana.

Ex-número 2 do mundo e campeã de Roland Garros em 2021, a tcheca de 28 anos faz sua quinta aparição na chave de simples do Australian Open. Sua melhor campanha foi em 2022, quando ela chegou às quartas. Já no ano passado, parou nas oitavas. Ela agora desafia a jovem russa de 16 anos Mirra Andreeva, para quem perdeu duas vezes na última temporada, em Wimbledon e Pequim.

“Nas últimas duas vezes que joguei contra ela, eu mal ganhei games. Então veremos! Será mais uma partida difícil, ela é muito jovem e está jogando muito bem. Só vou tentar ter sorte na terceira vez”, comentou Krejcikova a respeito da rival, que salvou match-point e buscou uma incrível virada contra a francesa Diane Parry nesta sexta-feira. A russa perdia o último set por 5/1 e virou o jogo por 1/6, 6/1 e 7/6 (10-5).

Superada por Krejcikova na terceira rodada, Storm Hunter fez sua melhor campanha em simples do Australian Open. A canhota australiana de 29 anos nunca havia passado da estreia na chave principal em cinco aparições. E desta vez, ganhou os três jogos no quali e mais dois na chave, contra a italiana Sara Errani e a alemã Laura Siegemund. Hunter é também a número 1 de duplas e joga em Melbourne ao lado da tcheca Katerina Siniakova.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE