PLACAR

Goran: “Novak é único capaz do Slam de calendário”

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Paris (França) – O grande desempenho do sérvio Novak Djokovic em mais uma Grand Slam, conquistando Roland Garros pela terceira vez no domingo e chegando ao recorde de 23 títulos nos quatro principais torneios do circuito empolgam o treinador Goran Ivanisevic, que acredita na possibilidade do pupilo briga para enfim conseguir o Slam de calendário.

“Novak é o único jogador que pode vencer o Grand Slam de calendário. Ele esteve a uma partida de distância há dois anos, então tem uma nova chance este ano. Grand Slams são o objetivo, não sei quantos mais ele pode conquistar, mas vejo que outros ainda virão”, afirmou Ivanisevic em entrevista coletiva logo após o tricampeonato do sérvio em Paris.

O treinador garante que o desempenho nos torneios preparatórios nunca o preocuparam. “Chegando a este torneio, ele não estava com uma confiança e forma inacreditáveis, mas eu não estava preocupado. Disse em Monte Carlo que não conto esses torneios, a única coisa que importa são os Slam”, afirmou Ivanisevic.

No discurso em quadra, Djokovic disse que os últimos dias foram bastante torturantes para ele e sua equipe. Ao ser questionado sobre o assunto, Ivanisevic descontraiu: “Ele nos acorrentou com algemas por três dias”, brincou o croata aos risos.

“Estamos aqui para ele se sentir melhor, para ter um desempenho melhor. Às vezes não é fácil. Ele vive para jogar torneios assim, e fechá-los como fez aqui, mas não é tranquilo. Não foi uma jornada fácil. Você sabe como começamos em Monte Carlo, Banja Luka e Roma, onde estava um pouco melhor, mas ainda longe de sua forma real”, complementou o técnico.

Ivanisevic ainda destacou que a mentalidade de Djokovic muda quando começa um Slam. “Ele tem um software em sua cabeça que pode ser trocado quando um Grand Slam chega. Nesses torneios é um esporte diferente dos outros. Ele trocou seu software no dia que a gente chegou aqui e a cada dia jogava cada vez melhor”.

Tranquilidade na preparação para Roland Garros

Apesar dos resultados não terem sido os melhores na temporada de saibro, Goran assegurou que não viu problema. “Não fiquei preocupado depois de Roma, porque são dois esportes diferentes. Estamos falando de Grand Slams, que são em duas semanas com sete partidas. Você precisa manter o foco e saber que não vai jogar seu melhor em todas elas”

Alcaraz é o principal obstáculo, mas não o único

“Eu amo Carlos. Em primeiro lugar, ele é um ótimo garoto, é um ótimo tenista, educado, legal, sempre rindo e já ganhou um Grand Slam. Vai ser extremamente perigoso, mas há mais alguns caras, como (Daniil) Medvedev. Carlos é um ar fresco para o tênis, como sorri, como é feliz, como joga tênis na quadra. Suas ideias são simplesmente incríveis”, afirmou o croata.

“Com certeza ele vai ser uma ameaça. Ele vai ser uma ameaça na grama, vai ser uma ameaça em quadra dura, vai ser uma ameaça em todos os lugares. Mas, e é sempre importante destacar esse ‘mas’, ele ainda é jovem. Quando o assunto é Novak, nunca pode apostar contra ele”, acrescentou o treinador do sérvio, que voltou ao número 1 nesta segunda-feira.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE