PLACAR

Gauff agradece aos que não acreditaram nela

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) – Campeã de seu primeiro Grand Slam ainda aos 19 anos, a norte-americana Coco Gauff saiu do protocolo habitual das cerimônias de premiação e resolveu cutucar aos que fizeram críticas a seu tênis e suas chances de conquistar o US Open.

“Obrigado às pessoas que não acreditaram em mim”, disparou no final de seu discurso. “Há um mês ganhei um WTA 500 e disseram que isso seria o máximo que conseguiria”, afirmou, referindo-se a Washington. “Logo depois ganhei um WTA 1000 e disseram que só chegaria até ali”, desta vez sobre Cincinnati. “Três semanas depois estou aqui”.

Antes disso, Gauff declarou-se “em choque” pela virada obtida contra Aryna Sabalenka e aproveitou para fazer elogios à bielorrussa, a quem considera ótima tenista e uma grande pessoa. Afirmou ainda que era incrível estar na mesma posição de Serena e Venus Williams e brincou com o pai, afirmando que nunca o havia visto chorar.

Por fim, na hora de receber a premiação de US$ 3 milhões, ainda agradeceu a Billie Jean King, a eterna batalhadora dos direitos das tenistas e responsável direta pela equiparação de valores entre homens e mulheres, que se deu há exatos 50 anos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE