PLACAR

Fonseca estreia na grama contra o ex-top 20 Kyle Edmund

Foto: Daniel Kopatsch/ITF

Surbiton (Reino Unido) – Garantido na chave principal do challenger de Surbiton graças a um mecanismo da ATP que oferece aos top 10 do ranking juvenil uma vaga em oito eventos de challenger na temporada de entrada no profissional, o carioca João Fonseca conheceu nesta segunda-feira o seu primeiro desafio na grama inglesa. Trata-se do britânico Kyle Edmund, ex-número 14 do mundo e apenas o atual 496º, que precisou disputar o qualificatório da competição.

Edmund entrou como alternate na fase prévia e bateu na rodada final o compatriota Ryan Peniston, sétimo cabeça de chave, por 7/5 e 6/3 em 1h30 de partida. Aos 29 anos, o britânico conviveu com lesões nas últimas temporadas e despencou no ranking, precisando recomeçar a carreira por torneios menores.

Em 2024, ele conquistou dois títulos de nível M25 da ITF no Reino Unido e vem tentando se aventurar em challengers. Até aqui, ele jogou nove torneios da categoria, sendo que nos últimos seis teve de participar do quali, mas só passou em dois. Além disso, não vence duas partidas consecutivas em chaves principais desde janeiro.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Edmund viveu o auge da carreira em 2018, quando foi semifinalista do Australian Open e conquistou o primeiro de seus dois títulos da carreira, no ATP 250 da Antuérpia, além de chegar à final em Marrakech. Com isso, alcançou em outubro daquele ano o 14º lugar do ranking.

Duelo acontece na manhã de terça

A partida entre João Fonseca e Kyle Edmund será a quarta e última do dia na quadra principal do torneio e não deve começar antes de 11h30, no horário de Brasília. Em caso de vitória, o brasileiro poderá cruzar com o norte-americano Brandon Nakashima, sexto pré-inscrito do torneio, que abre campanha contra o alternate italiano Mattia Bellucci.

Esta será a 12ª participação de Fonseca em um challenger na carreira (na primeira delas não passou do quali) e a sétima em 2024. Ele acumula 14 vitórias e 11 derrotas neste nível de torneio e tem como melhor resultado o vice-campeonato em Assunção, no Paraguai, em março deste ano. Seu último jogo aconteceu na derrota para o britânico Cameron Norrie, na segunda rodada do Masters 1000 de Madri, no final de abril.

Danielzinho fura o quali na Alemanha

Outro brasileiro que jogará um challenger na Europa nesta semana é o paulista Daniel Dutra Silva, que superou rodada dupla nesta segunda-feira no qualificatório de Heilbronn, no saibro alemão. No primeiro duelo, ele bateu com tranquilidade o suíço Remy Bertola, quatro principal favorito da fase prévia, por 6/3 e 6/1 em apenas 50 minutos. Já na segunda partida, o canhoto de 35 anos derrotou o convidado local Liam Gavrielides com um duplo 6/2 em 59 minutos.

Por enquanto, o experiente brasileiro ainda não conhece seu primeiro adversário na chave principal, mas corre o risco de pegar dois dos principais favoritos logo de cara, o indiano Sumit Nagal, terceiro pré-classificado, e o alemão Maximilian Marterer, quarto pré-inscrito, ambos à espera de um rival vindo do quali.

9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo A.
Paulo A.
9 dias atrás

Ficou muito tempo parado e pegou um difícil adversário, especialista em grama. Mas vamos acreditar e torcer.

Jacques
Jacques
9 dias atrás

Acho que e uma boa primeira rodada, apesar do k edmund ter mais ritmo devido ao qualy, me preocupa esse tempo todo do João sem competir

hyrata hykeno abe
9 dias atrás

Que tristeza ver o Kyle Edmund nessa posição! O tênis precisa ser revisto em vários aspectos para manter jogadores jogando! Não se pode perder caras como ele, o Thiem, a Andreescu para lesôes simplesmente. Alías, o Gustavo perdemos por conta disso também! Era clara a vontade dele continuar jogando. Pena que não se coloca a saúde dos tenistas em primeiro lugar e sim outros que nada tem a ver com o esporte.

Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
9 dias atrás

Estreia bem acessível. Edmund foi um bom tenista, mas mesmo após o retorno das lesões, não conseguiu avançar. E apesar de britânico, nunca foi de grandes resultados na grama, com % de vitórias menor do que no saibro, inclusive. Acho que passará mais pela adaptação do João à grama e ao ritmo de jogo. Aposto no brasileiro

Marcelo
Marcelo
8 dias atrás
Responder para  Guilherme E.S. Ribeiro

Estreia bem acessível contra um britânico na grama depois de quase um mês sem competir. Ainda que Edmund venha de seguidas lesões não tem nada de acessivel

Guilherme E.S. Ribeiro
Guilherme E.S. Ribeiro
9 dias atrás

E muito bacana o Daniel Silva furando um quali na Europa. Os Dutra Silva são intermináveis. E a estreia é acessível também. Jogo sem favoritos contra o espanhol Nikolas Sanchez, nº260 do mundo. Dá pra acreditar

Ricardo Ortegal
Ricardo Ortegal
9 dias atrás

Acho que essa pausa nas competições pode ter sido boa para o Fonseca. Ele ainda está em formação e esse período de treinamento e foco no físico devem fazer a diferença nessa próxima sequencia de torneios. A conferir.

Scott
Scott
9 dias atrás

Está sem ritmo e perdido no circuito o Kyle Edmund. Quase uma obrigação o Fonseca ganhar.

João Sawao ando
João Sawao ando
8 dias atrás

Fonseca deve ganhar

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE