PLACAR

Ferreira volta a Miami para encordoar. Canal mostra o beach.

Marcelo Ferreira encordoa raquete de Halep. (Foto: divulgação)

* Pelo terceiro ano consecutivo, o mineiro de Uberaba (MG), Marcelo Ferreira, está no Miami Open, na Flórida. Ferreira está na equipe da Tecnifibre e é o único brasileiro a encordoar e customizar a raquete dos atletas do evento. Marcelo, de 38 anos, é encordoador profissional ERSA  Pro Tour Stringer Nível 2, o único com esse certificado ativo no Brasil – apenas 76 possuem tal certificação em todo o mundo. Entre as raquetes que ele já encordoou, estão as de Bia Haddad Maia, do francês Gael Monfils, e da romena Simona Halep. “Ano passado, nossa equipe fez um total de 2.835 raquetes no torneio. Cada um de nós, em média, encordoa 200 raquetes nas duas semanas do evento. No ano passado, fui responsável pelas raquetes do campeão Daniil Medvedev. Aqui o trabalho não para, os jogos começam às 11h e vão até de noite, mas recebemos horas antes da rodada começar e ficamos com raquetes para o dia seguinte seja para treinos, seja para jogos dos atletas”, disse Ferreira. Além do Miami Open, Marcelo tem no currículo passagens como encordoador no Austrália Open de 2018, Masters 1000 de Madri 2019 além do ATP 500 de Washington. Marcelo é o gerente da América do Sul da ERSA , a Associação Europeia de Encordoadores de raquetes de tênis.

* Os principais nomes do circuito mundial entrarão em ação nesta temporada a partir desta sexta-feira, dia 22, no grande evento do ano em Foz do Iguaçu (PR), o torneio BT 200 com premiação de US$ 15 mil. O PlayBT, o canal do beach tennis, acompanhará de perto com a transmissão dos primeiros grandes torneios da temporada, que promete ser ainda mais acirrada do que a de 2023. A sequência terá ainda o BT 400 de Balneário Camboriú (SC), de 28 a 31 de março, o Pure Beach, em Marechal Deodoro (AL), de 4 a 6 de abril. O circuito seguirá no Nordeste a seguir, com o novo BT 400 de Petrolina (PE).

* Pelo segundo ano consecutivo, a ONG Universidade Livre do Esporte (ULE), em parceria com o Clube Curitibano, realiza o Curitiba Wheelchair Tennis Open. O torneio internacional de tênis em cadeira de rodas será realizado de 27 a 31 de março. A competição terá a participação de atletas do Brasil e de várias nações, com premiação total de US$ 3 mil e pontos para o raking internacional. “Nosso objetivo é sensibilizar a sociedade sobre a relevância do evento e do esporte adaptado”, disse Denise Mendonça, diretora da ULE.

* A Assesp, entidade sem fins lucrativos que atua no desenvolvimento social, cultural e esportivo em Santos e região, realizará a primeira etapa do 3º Open Assesp de Beach Tennis nos dias 6 e 7 de abril deste ano, na Barraca de Praia da AABB, na Praia do Gonzaga. O torneio conta com três etapas, de dois dias cada, ao longo do ano. O local conta com 10 quadras destinadas aos jogos. “Neste ano, o torneio ganha ainda mais atratividade porque serve de classificatório para a seleção paulista que vai disputar a Copa dos Estados no Rio de Janeiro”, informa completa o presidente da entidade, Jadson Vilela.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE