PLACAR

Dupla alemã brilha de novo e conquista a United Cup

Foto: United Cup

Sydney (Austrália) – Pelo terceiro dia seguido, a Alemanha contou com a dupla de Alexander Zverev e Laura Siegemund para definir um confronto na United Cup e conquistou o título neste domingo em Sydney, vencendo a Polônia por 2 a 1. Depois de uma vitória para cada lado nas partidas de simples, Zverev e Siegemund derrotaram Iga Swiatek e Hubert Hurkacz por 6/4, 5/7 e 10-4 em 1h44 de partida.

Mais cedo, Zverev havia escapado de dois match-points na partida de simples contra Hurkacz, que teve 3h de duração e terminou com parciais de 6/7 (3-7), 7/6 (8-6) e 6/4. E no início da rodada, Swiatek bateu a ex-líder do ranking Angelique Kerber por 6/3 e 6/0. Mesmo com o vice-campeonato, a atual número 1 do mundo foi escolhida como a melhor jogadora do torneio, por ter vencido seus cinco jogos em simples.

A Alemanha havia terminado a fase de grupos na segunda posição do Grupo D, que também contava com França e Itália. Mas equipe foi a melhor segunda colocada entre os três grupos disputados em Sydney e se classificou para as quartas, em que derrotou a Grécia. Já na semifinal do último sábado, Zverev e Siegemund salvaram dois match-points na dramática vitória nas duplas contra a Austrália.

Além de Zverev, Kerber e Siegemund, que jogaram neste domingo o time alemão ainda contou com Tatjana Maria, Maximilian Marterer e Kai Wehnelt. O capitão da equipe é o experiente treinador Torben Beltz, com notável trabalho ao longo da carreira de Kerber. A conquista também marca o retorno da canhota de 35 anos ao tênis após 18 meses. Ela se tornou mãe em fevereiro do ano passado.

O primeiro set teve apenas uma quebra, sofrida por Swiatek ainda no início da partida. Siegemund devolveu o saque da polonesa e logo correu para fechar a rede no break-point. A número 1 do mundo tentou uma bola de maior angulação para a passada e acabou cometendo um erro. No game seguinte, Siegemund enfrentou break-point, Swiatek devolveu bem, mas Zverev estava bem posicionado junto à rede. A dupla alemã não teria mais o saque ameaçado até o fim do set.

Swiatek chamou a responsabilidade no início do segundo set e entrou em disputas francas com Zverev nos ralis de fundo e tentou atacar o saque do alemão. Ela teve sucesso nas duas tentativas e foi fundamental para que a Polônia conseguisse a quebra para sair com 3/0 no placar.

A dupla alemã conseguiu devolver a quebra e igualar a disputa, mas Siegemund perdeu o serviço no oitavo game. Pouco depois, Hurkacz teve a chance de sacar para o set, mas fez uma dupla falta no 40-iguais. Zverev ainda salvou dois set-points no saque para buscar o empate para 5/5. Mas a Polônia conseguiu fechar o set depois de novamente quebrar o serviço de Siegemund e contar com ótimo game de Swiatek.

A definição ficou para o match-tiebreak, que começou com um ponto muito longo no saque de Hurkacz e que terminou com uma disputa entre Zverev e Swiatek do fundo de quadra, com vantagem para o alemão. Logo depois, ele teve a oportunidade de sacar duas vezes e colocar sua equipe com 3-0 no placar. Siegemund foi peça-chave no fim do jogo. Experiente duplista e número 5 do mundo na modalidade, a jogadora de 35 anos mostrou muita noção de colocação do saque e posicionamento em quadra para definir os pontos, ajudando demais a Alemanha a manter a liderança a se manter à frente no placar durante todo o match-tiebreak para chegar à vitória e ao título.

Leia mais: 

Zverev salva 2 match-points e força definição nas mistas

Iga confirma contra Kerber e a Polônia fica mais perto do título

Alemanha vence jogo dramático na dupla e vai à final da United Cup

11 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Paulo Almeida
Paulo Almeida
1 mês atrás

Torci para a Alemanha. Parabéns!

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás

A Kerber nasceu com o bumbum virado pra lua mesmo! Voltou e já ganhou um grande título! Que torneio delicioso de acompanhar!

Adalberto
Adalberto
1 mês atrás
Responder para  Fernando Venezian

Eita povo! Eita raça! São competitivos em tudo que participam esses alemães!
É que torneio!
Acho que é o único esporte que tem mista(o)s!
Isso faz muito bem ao esporte!

Gabriel
Gabriel
1 mês atrás
Responder para  Adalberto

natação e atletismo introduziram disputas mistas de revezamento desde os ultimos JO e o hipismo sempre foi uma disputa mista

Daniel Macedo
Daniel Macedo
1 mês atrás
Responder para  Adalberto

Raça???

Beto_poa
Beto_poa
1 mês atrás

O Melo fez um excelente trabalho de coaching pro Zverev nas duplas, mas deixou a desejar jogando pelo Brasil nesse torneio. O Alemao foi importante nas simples assim como a Laura foi importantíssima em todos os jogos de duplas, ja a Kerber fez um excelente retorno ganhando o titulo mas nao ganhou nenhum jogo de simples.

Fernando Venezian
Fernando Venezian
1 mês atrás
Responder para  Beto_poa

Como não? Kerber ganhou da Tomijanovic nas semis

Vitor Façanha
Vitor Façanha
1 mês atrás
Responder para  Beto_poa

Ganhou simplesmente salvando match point, em uma rodada que o Zverev tinha perdido

Rafael
Rafael
1 mês atrás

Sentir a falta do Marcelo Melo no box do Zé verev

Ideon
Ideon
1 mês atrás

Que felicidade dos alemães…merecido título. Zverev ajudou bastante o time do país dele. Fundamental.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE