PLACAR

Iga confirma contra Kerber e a Polônia fica mais perto do título

Foto: James Gourley/Tennis Australia

Sydney (Austrália) – A equipe Polônia saiu na frente na final da United Cup contra a Alemanha, em Sydney. A número 1 do mundo Iga Swiatek confirmou o favoritismo no duelo contra a ex-líder do ranking Angelique Kerber, marcando as parciais de 6/3 e 6/0 em 1h10 de partida neste domingo.

Com o resultado, o time polonês precisa de apenas mais uma vitória nos dois próximos jogos para conquistar o título. A partida masculina terá dois integrantes do atual top 10 do ranking, o número 9 do mundo Hubert Hurkacz tem a chance de confirmar o título caso vença o sétimo colocado Alexander Zverev. No entanto, o alemão venceu os dois duelos anteriores. Se necessário, haverá uma partida de duplas mistas para definir o confronto, em que Swiatek e Hurkacz jogariam juntos. Já a parceria alemã poderia ser de Zverev com Laura Siegemund, que decidiram os confrontos contra a Grécia nas quartas e contra a Austrália na semifinal.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

“Senti que ela estava realmente escolhendo os lugares certos para jogar e às vezes me surpreendia com as escolhas e tomadas de decisão dela”, disse Swiatek após a partida. “Eu sabia que ela conseguia jogar assim, mas não tive muito tempo para entrar no ritmo. Mas depois da mudança de bola, no 4/3, senti que meu jogo poderia ser mais dinâmico e que eu poderia pressionar mais a Angelique”.

Em seu único torneio preparatório para o Australian Open, que começa daqui a uma semana, Swiatek venceu os cinco jogos que disputou, três deles contra top 20, Beatriz Haddad Maia, Qinwen Zheng e Caroline Garcia. Ela também passou pela espanhola Sara Sorribes durante a fase de grupos, além da vitória sobre Kerber neste domingo em Sydney. A tenista que já tem quatro títulos de Grand Slam busca uma conquista inédita em Melbourne. Vinda de títulos no WTA 1000 de Pequim e também no Finals em Cancún, ela já esta invicta há 16 partidas.

“Melhorei muito durante a pré-temporada e estou feliz por ter disputado partidas tão sólidas aqui”, avaliou a número 1 do mundo. “É muito divertido e muito emocionante jogar com os meus companheiros e pela Polônia. Estou muito entusiasmada por ter vencido todos os meus jogos”.

Para Kerber, o torneio marcou seu retorno ao tênis após mais de um ano sem jogar. A experiente alemã de 35 anos se tornou mãe em fevereiro do ano passado e não disputava uma competição oficial desde 2022 em Wimbledon. Ela conseguiu no último sábado, contra a australiana Ajla Tomljanovic sua primeira vitória neste retorno ao circuito.

O primeiro set entre Swiatek e Kerber foi bastante competitivo, com 48 minutos de duração e apenas uma quebra. A polonesa encarou dois games longos no saque e precisou escapar de cinco break-points, quase sempre jogando de forma agressiva e buscando a definição dos pontos com o forehand. Só depois de ter sofrido com tanta pressão, ela conseguiu quebrar no oitavo game da partida, também precisando de cinco chances até então. A polonesa fez 21 a 11 nos winners e cometeu 13 erros contra apenas 6.

Em vantagem no placar e mais confortável em quadra, Swiatek assumiu o controle total da partida ao conseguir uma nova quebra no início do segundo set. A polonesa passou a confirmar seus serviços de forma muito rápida e só perdeu dois pontos no saque durante a parcial. Ao encontrar o tempo de bola ideal para as devoluções e manter a intensidade nos ralis de fundo, conseguiu duas novas quebras para aplicar um ‘pneu’. Ela terminou a partida com 27 a 13 nos winners, 15 erros contra 13 da alemã, além de ter conquistado quatro quebras de serviço.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE