PLACAR

Djokovic amplia freguesia de Fritz e garante a 11ª semi na Austrália

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Melbourne (Austrália) – Assim como aconteceu nos oito duelos anteriores contra o norte-americano Taylor Fritz, o sérvio Novak Djokovic saiu de quadra com a vitória. Os dois mediram forças mais uma vez nesta terça-feira, pelas quartas de final do Australian Open, e o número 1 do mundo fez valer o favoritismo e levou a melhor em quatro sets, marcando placar final de 7/6 (7-3), 4/6, 6/2 e 6/3 em 3h45 de partida.

Esta foi a 33ª vitória consecutiva de ‘Nole’ na competição, mais um recorde seu. Ele não perde no Melbourne Park desde 2018, quando foi surpreendido pelo sul-coreano Hyeon Chung nas oitavas. O próximo rival do sérvio sairá do confronto entre o italiano Jannik Sinner, contra quem tem quatro vitórias em seis jogos, e o russo Andrey Rublev, contra quem tem cinco vitórias nos mesmos seis jogos.

Djokovic alcançou pela 11ª vez as semifinais no Australian Open e empatou com o australiano Jack Crawford. Os dois ficam atrás apenas do suíço Roger Federer, que tem 15 semifinais no torneio. Em Grand Slam o recorde já é do sérvio, que ampliou sua marca para 48 semis, abrindo duas de diferença para as 46 de Federer, o segundo colocado da lista, e 10 para o espanhol Rafael Nadal, o terceiro.

O jogo começou com um game interminável de 16 minutos, no qual Fritz salvou três break-points até finalmente conseguir confirmar o serviço. O norte-americano voltou a ser ameaçado no terceiro game, quando saiu de 0-40, e no nono, precisando salvar mais dois break-points. O único deslize de Djokovic foi no 12º, em que enfrentou 15-40 e salvou dois set-points com o serviço para forçar o tiebreak.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

No desempate, o sérvio fez sua pequena superioridade no decorrer do set ficar ainda maior, se aproveitando também de um fraco desempenho de Fritz. Depois de abrir 4-0 com dois mini-breaks de frente, bastou ao sérvio administrar a confortável vantagem até o final, fechando no terceiro set-point que teve, o primeiro com o saque.

A resposta de Fritz não poderia ser mais imediata, com o norte-americano abrindo a segunda parcial com quebra no primeiro game. Djokovic ameaçou devolvê-la em seguida, mas perdeu o break-point que teve. O sérvio ainda teria chances de quebra em outros dois games de serviço do rival, duas delas no sexto e outras quatro no oitavo, mas todas foram evitadas pelo valente 12º colocado da ATP. Até então, o número 1do mundo já havia perdido 15 chances de quebra na partida.

Depois de tirar um set de Novak apenas pela terceira vez em nove jogos, Fritz vacilou no começo do terceiro set e perdeu o saque logo de cara e viu o tenista de Belgrado abrir 3/0. Djokovic foi muito firme com o saque no restante da parcial, venceu 87% com o primeiro e 75% com o segundo, não enfrentou break-points e ainda anotou mais uma quebra para voltar a liderar o placar.

Cada vez mais confiante em quadra e com o tempo de bola ideal para as devoluções, Djokovic pressionava o saque de Fritz desde o início do quarto set. O norte-americano escapou de dois break-points no começo da parcial, mas não evitou a quebra pouco depois. Djokovic abriu 4/2, perdeu um game de saque na sequência, mas aproveitou logo na sequência um game muito ruim do adversário e recuperou a vantagem com uma dupla falta de Fritz. Sacando para o jogo, o número 1 do mundo não deixou a chance escapar e garantiu seu lugar na semifinal.

Djokovic liderou a estatística de aces por 20 a 16, enquanto Fritz fez winners na partida, 63 a 52. Mas o norte-americano também errou mais vezes, 39 contra 26. O sérvio criou 21 break-points na partida e conseguiu quatro quebras, perdendo apenas dois games de serviço.

39 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
29 dias atrás

11° semifinal na AO e 48° em Slam. E toda vez que Djokovic chegou na semifinal na Austrália, ele bateu campeão. Será que mantém a escrita e conquista o 11° AO e 25° Grand Slam?

Fernando Venezian
Fernando Venezian
29 dias atrás

Era improvável o Fritz manter aquele nível de jogo dos dois primeiros sets! Bastou cair um pouco e o Nole passou o trator! Qualquer palavra pra elogiar o sérvio é insuficiente! O cara tem 36 anos, mano! 36 anos!!!

Flávio
Flávio
29 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Djokovic fez um bom jogo hoje e cumpriu o seu papel porque era o favorito até o Fritz(freguês) sabia disso, agora o mediano Fritz até perdeu de cabeça erguida ao jogar no seu limite e não passou vergonha diferente do péssimo MANARINO, que só não tomou um triplo 6×0 porque Djokovic foi generoso com o péssimo e fraquíssimo Manarino.

SANDRO
SANDRO
29 dias atrás
Responder para  Flávio

Realmente, o Djokovic ficou com pena e jogou com freio de mão puxado só o feijãozinho com arroz no terceiro set para não HUMILHAR o Mannarino com um TRICICLO…

Flavio
Flavio
29 dias atrás

Ah, esse 3° goat

Jeferson
Jeferson
29 dias atrás
Responder para  Flavio

Esses torcedoes de Federer e Nadal iludidos! O maior tenista da história manda um abraço. Sobrou apenas o Miss Simpatia pra vocês celebrarem, no que realmente importa Djoko ganhou mais títulos e no Head to Head contra esses ex-melhores. Chora na cama que é quente!

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
29 dias atrás
Responder para  Jeferson

Mas é a opinião do cara irmão, se ele acha isso qual o problema? kkkkkk

Paulo Almeida
Paulo Almeida
29 dias atrás
Responder para  Wilton Bernardes

Não é opinião: é apenas um troll que repete isso em todos os posts.

E contra números não há argumentos: Djokovic é GOAT com muita folga.

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Flavio

24 > 22 > 20

71 > 59 > 54

40 > 36 > 28

410 > 310 > 209

8 > 5 = 5

7 > 6 > 0.

Leo realista
Leo realista
29 dias atrás

É triste ver que o antes glorioso tenis masculino americano tenha Fritz como o melhor ranqueado hoje em dia. Fraquissimo.

Flávio
Flávio
29 dias atrás
Responder para  Leo realista

Leo realista é, mas o nível do tênis americano teve uma queda mesmo, mas o Fritz, que é mediano com pouco recuso técnico, acho que perdeu de cabeça erguida diferente do péssimo jogador MANARINO que deu um vexame, pois só não tomou um triplo 6×0 porque Djokovic foi generoso com ele.

Renato
Renato
29 dias atrás
Responder para  Leo realista

O Tiafoe tem jogo, mas não dá pra saber o que acontece. Se enrola com jogadores piores que ele…chega uma vez, da aquela impressa de “agora vai” e em seguida amarga um ano abaixo…

Leo realista
Leo realista
29 dias atrás
Responder para  Leo realista

Tem bastantes americanos hoje no top100, mas sinto falta dos que acompanhei a carreira como o Sampras, Agassi, Roddick, Blake, Fish. O Fritz pode vir a superar o Blake e o Fish, mas pouca coisa.
Tiafoe com potencial muito bom, mas não deve nem chegar perto do Roddick. A grande esperança é o Shelton mesmo. Com seus saques destruidores, lembra um pouco o Sampras e o Roddick. Espero que cresçam mais…

Paulo Almeida
Paulo Almeida
29 dias atrás
Responder para  Leo realista

Do Roddick e do Blake você sente falta demais mesmo, afinal eram membros essenciais da entressafra, kkkkk.

Henrique
Henrique
29 dias atrás
Responder para  Paulo Almeida

Falando isso e fica comemorando vitórias contra grandes jogadores como Popyrin e Mannarino. Hahahahahahahahahahahahahahaha

SANDRO
SANDRO
29 dias atrás
Responder para  Leo realista

Shelton??? Esquece … Esse aí é muito fanfarrão para chegar a ser um Roddik…

Fábio
Fábio
29 dias atrás

GOAT.

Paulo Almeida
Paulo Almeida
29 dias atrás

O GOATaço sofreu bastante hoje com a mão pesada e as mudanças de direção do Fritz; foi um absurdo o cara ter salvado 15 break points seguidos.

Mais dois dias de descanso para o Monstro, mas vai ter que jogar de dia de novo na semi.

Marcelo
Marcelo
29 dias atrás

A tendência agora é o Djokovic sofrer mais durante os jogos, está perdendo sets em todos jogos. Por sorte ainda mantém uma consistência muito alta o que faz cometer muito menos erros e isso o ajuda muito quando o nível do adversário começa a cair a partir do 3° ou 4° set, sem falar que consegue manter o nível alto do saque por não focar tanto na potência.

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
29 dias atrás
Responder para  Marcelo

Por sorte, jura?

Henrique
Henrique
29 dias atrás

Ter jogado com jogadores fracos nas primeiras rodadas principalmente contra o Mannarino ajudou a aguentar um jogo de quase 4 horas. Notei que o Djokovic estava sentindo cansaço na parte final do 4° set e como o Fritz já estava cansado depois de estar muito tempo em quadra em outros jogos e com muito menos potência no saque ficou mais confortável para o Djokovic fechar o jogo. Se fosse para o quinto set ia complicar muito.

SANDRO
SANDRO
29 dias atrás
Responder para  Henrique

Sabe nada, inocente….

Vera
Vera
29 dias atrás

Espetacular. Vale a pena madrugar pra assistir esse gênio do tênis. É um privilégio! Que categoria misturada com elegância … Idemooooo Nooooleeeee ao 25°.

Fábio Sena
Fábio Sena
29 dias atrás

Alcaraz respondeu a Rod Laver e disse que ele será o milagre que tirará o título das mãos de Djokovic. Aguardemos o que o Beiçola fará e se a promessa será cumprida. A soberba precede a queda.

SANDRO
SANDRO
29 dias atrás
Responder para  Fábio Sena

Concordo contigo… Como está ficando arrogante, soberbo e prepotente este beiçola, hein??? Ele já está ignorando a existência do Zverev, esse mancebo???

Flávio
Flávio
29 dias atrás
Responder para  SANDRO

Sandro não acho isso, então o Alcaraz emitiu uma opinião e tem que pensar grande mesmo em vencer seja quem for, acho que tem que ser e não ser um conformista como o pateta Ruud.

Vinicius
Vinicius
29 dias atrás
Responder para  Fábio Sena

Antes do torneio começar ele disse que gostaria de enfrentar o djokovic na final. Uma falta de respeito com os outros jogadores do circuito

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
29 dias atrás
Responder para  Vinicius

Falta de respeito querer enfrentar o vencedor de 10 edições do Torneio? . Alcaraz é considerado por todos os demais como um grande desportista. Venceu este ano o prêmio Stefan Edberg com votação maciça . Procure saber o que significa esta premiação…Abs!

Vinicius
Vinicius
29 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

Para mim um jogador que nem jogou a primeira rodada ficar falando quem ele quer enfrentar na final é uma falta de respeito com os outros jogadores. djokovic, federer e nadal sempre respeitaram os adversários e nunca fizeram isso

Flávio
Flávio
29 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

O Alcaraz esta certo em pensar grande, por isso acho que o Vinícius se equivocou nessa sua opinião, ora bolas querer vencer o melhor não é falta de respeito e nem arrogância e sim uma meta a ser alcançada, se fosse eu no lugar dele ou até você Vinícius pensaria o mesmo, ou você gostaria de perder? Então cara, menos meu caro.

Werisleik
Werisleik
29 dias atrás
Responder para  Flávio

Perfeito, sou Nolista e lembro quando ele disse que a sua meta era ganhar do Fedal e ser 1⁰ do Ranking, foi considerado maluco e desrespeitoso à epoca, então pra mim quem não pensar grande nesse esporte vai ser apenas mediano como a grande maioria, torço por mais uns 2 anos dessa rivalidade, e que vença o melhor e que esse seja o Nole.

Sérgio Ribeiro
Sérgio Ribeiro
29 dias atrás
Responder para  Fábio Sena

Qual a fonte ? Alcaraz muito pelo contrário, afirmou que precisa estar 100% se quiser a revanche contra Sasha que o bateu no FINALS. Em momento algum citou a declaração de Rod Laver. O nome disto é falta de …deixa pra lá ” … Abs!

Patricia Peruchin
29 dias atrás
Responder para  Sérgio Ribeiro

O nome disso é fanatismo…

Wilton Bernardes
Wilton Bernardes
29 dias atrás
Responder para  Fábio Sena

ah sim o alcaraz deve falar que n tem como ganhar, pq o djokovic nunca perdeu lá, ou seja , entrega o titulo. isso deveria ter sido dito pelo alcaraz né ? o cara é 2 cabeça de chave 2 e ele tem que falar que vai estar na final.

José Afonso
José Afonso
29 dias atrás
Responder para  Wilton Bernardes

É só dizer que vai jogar seu melhor e ver no que dá.
Nem o Big 3 dizia que iria tirar o título de alguém. Nem mesmo Nadal em RG dizia que iria ganhar o título.

Nei Costa
Nei Costa
29 dias atrás

Tomara que Rublev endureça o jogo com Sinner, o italiano tá jogando muito, mesmo assim sou mais Djoko. Avante Noleeeeee!!!!!!!!

SANDRO
SANDRO
29 dias atrás
Responder para  Nei Costa

SNNER X DJOKOVIC seria uma verdadeira final… Os jogos entre os 2 tem sido verdadeiros espetáculos!!!

Sandro Paixão
Sandro Paixão
29 dias atrás

Rumo ao 25° Grand Slam !

Elienki Hasamel
Elienki Hasamel
29 dias atrás

Não tem jeito, V£rmers0n! …. É o GOOOODDD!!!! KKKKKK…..

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE