PLACAR

Dimitrov acha que ainda possa brigar pelos grandes títulos

Foto: Juarez Santos

Miami (EUA) – Vivendo novamente um bom momento na carreira, o búlgaro Grigor Dimitrov terminou 2023 em alta e seguiu no mesmo caminho em 2024, quebrando em Brisbane o jejum de títulos que durava desde o ATP Finals de 2017. Mais maduro e experiente, o tenista de 32 anos e atual número 12 do mundo acredita que ainda possa fazer grandes coisas no circuito.

“Eu diria que estou jogando um tênis melhor, no geral. Você tem que aproveitar as oportunidades que surgem no seu caminho, isso é a vida. Acho que eu ainda posso ser candidato aos grandes títulos, demonstrei isso nos últimos meses e continuo demonstrando hoje. Quero permanecer nesse modo, nesse sentimento que estou vivendo no presente”, falou o búlgaro em entrevista ao Tennis Channel.

“Se você fizer isso tudo certo, as oportunidades vão chegar até você, é uma questão de como você pode aproveitar. A única coisa que depende de você é ir atrás dessas oportunidades, talvez apareçam algumas que sejam ainda melhores”, acrescentou Dimitrov, que no domingo bateu o chileno Alejandro Tabilo em batalha de três sets e dois tiebreaks.

O búlgaro acredita ter encontrado um bom equilíbrio dentro e fora da quadra. “Cada jogador vive uma situação diferente. Houve momentos em que pensei que poderia ter tudo,mas com o passar do tempo comecei a entender meus pontos fortes, dentro e fora da quadra. Aprendi a encontrar o equilíbrio entre todos os tipos de momentos”, comentou Dimitrov.

“Quanto mais tempo você passa em quadra, mais você entende desse esporte. Quando você tem vitórias muito próximas, cria confiança diante dessas situações. Sou cada vez mais consistente nesses momentos de pressão. Não é fácil, principalmente quando está lá há tanto tempo, mas sempre há espaço para melhorar. Melhorar é o que me deixa mais obcecado no momento”, encerrou o búlgaro.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Flávio
Flávio
3 meses atrás

Tomar Dimitrov, com a queda técnica do Tsitsipas o búlgaro é o único do backhand de uma mão jogando bem, mesmo sendo difícil sabendo que há grandes jogadores no caminho como Djokovic, Alcaraz, Sinner, Medvedev, Hone(esta osclando), Zverev por isso quem sabe possa continuar competindo bem e beliscar alguns títulos.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE