PLACAR

Demoliner e Luz conquistam o título de duplas em São Leo

Marcelo Demoliner e Orlando Luz (Foto: Cleon Medeiros/São Léo Open)

São Leopoldo (RS) – O título de duplas do challenger de São Leopoldo ficou com uma parceria da casa. Jogando diante de amigos e familiares, os gaúchos Orlando Luz e Marcelo Demoliner venceram duas partidas neste sábado e fizeram a festa da torcida no São Leopoldo Tênis Clube.

Pela manhã, Luz e Demoliner venceram uma semifinal com quatro brasileiros em quadra, diante de Fernando Romboli e Marcelo Zormann, por duplo 6/4. Já na rodada noturna, eles superaram o canadense Liam Draxl e o italiano Alexander Weis por 7/5, 3/6 e 10-8. Os campeões recebem 75 pontos na ATP e dividem um prêmio de US$ 4.665.

Aos 26 anos, Orlando Luz é o atual 116º colocado no ranking de duplas da ATP e tem como melhor marca da carreira o 90º lugar. Ele conquistou seu 13º título de challenger da carreira e disputou recentemente sua primeira final de ATP em Santiago, ao lado do chileno Matias Soto. Semana que vem, joga o challenger de Florianópolis, com o pernambucano João Lucas Reis.

“Não sei quanto tempo eu vinha sem um título, fazendo umas sete ou oito finais e sempre batendo na trave. No último ponto, veio muita coisa na minha cabeça, mas fiquei muito feliz que conseguimos. Na semana passada, em Assunção, fizemos tudo certo, mas perdemos. Feliz por ter dado a volta por cima e sair com o título aqui é muito gratificante”, disse Orlandinho após a partida.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

Já Demoliner, de 35 anos, é o atual 82º do ranking e já esteve no 34º lugar em 2017. Ele tem cinco títulos de ATP, o mais recente no ano passado em Marrakech. Já em torneios challenger, acumula 20 conquistas. Depois do torneio em casa, disputará o ATP 250 do Estoril, em Portugal, ao lado do holandês Sem Verbeek. “Foi muito bacana essa semana aqui. Tudo deu certo. Esse é o nosso segundo torneio juntos e queria agradecer todo mundo que fez parte desse grande evento aqui em São Leopoldo. Esse clube me traz muitas boas memórias, desde pequeno. Quando soube que teria a competição aqui fiz questão de participar. Temos poucos torneios no Brasil. E é gratificante jogar com todo mundo aqui vibrando com a gente”, comemorou.

Meligeni cai na semi, paraguaio e francês decidem
Representante brasileiro na final de simples, o paulista Felipe Meligeni se despediu da competição neste sábado. O jogador de 26 anos e 134º do ranking foi superado pelo paraguaio Daniel Vallejo, de apenas 19 anos e convidado para o torneio. O ex-número 1 juvenil e atual 472º da ATP marcou as parciais de 6/4, 3/6 e 6/0 em 2h10 de jogo. Vallejo disputará sua segunda final de challenger e busca o primeiro título. Em julho do ano passado, foi vice em Santa Fe.

Meligeni, que mais cedo havia feito uma partida de 3h15 contra Matheus Pucinelli pelas quartas, recebe 22 pontos na ATP pela campanha. Ainda que o campineiro tenha 26 a defender, a projeção oficial da ATP dá um ganho de quatro posições. Seu próximo compromisso será o challenger de Florianópolis.

O adversário de Vallejo na final deste domingo às 13h30 (de Brasília) será o francês Enzo Couacaud, 231º do ranking, que derrotou o peruano Juan Pablo Varillas, principal cabeça de chave e 95º do mundo, por 2/6, 6/4 e 7/6 (7-2). Couacaud, de 29 anos, tem dois títulos e quatro vices em challenger. O confronto com o paraguaio é inédito no circuito.

14 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Matheus Ferreira
Matheus Ferreira
17 dias atrás

Parabéns a dupla campeã,o Felipe lutou até onde pôde, quando enfim sucumbiu ao cansaço, semana que vem tem mais!!!

Wilbert Ferraz
Wilbert Ferraz
17 dias atrás

O Vallejo resolveu incorporar o Varillas e mandou ferro nos brazucas! Com direito a pneu!

Fernando S P
Fernando S P
17 dias atrás
Responder para  Wilbert Ferraz

Acho que você não leu o texto com atenção. Vou supor que não acompanhastes o desenrolar do torneio. Felipe já havia jogado por 3h e 17 min pouco antes. Ou seja, este foi seu segundo jogo do dia, ao contrário do adversário.

Marcelo Ikeda
Marcelo Ikeda
17 dias atrás

Vallejo teve sorte, pegou dois brasileiros sem a melhor condição física. Ele, que não tinha nada a ver com isso rs, foi superior e venceu com méritos!

Marildo Lupicínio Lara
Marildo Lupicínio Lara
17 dias atrás

boa noite aos colegas entusiastas. e presenciamos brilhar mais um triturador… o menino top 500 paraguaio dando aula de resiliência aos brasileiros no torneio. temos muito o que aprender. parabéns Luz e Demoliner. e boa sorte em Florianópolis e Marrakesh.

Fernando S P
Fernando S P
17 dias atrás
Responder para  Marildo Lupicínio Lara

Dai-nos paciência. As pessoas não leem o texto e comentam o que lhes vem à cabeça. Meligeni jogou sob o sol do meio-dia por 3h e 17 min antes.

Paulo Mala
Paulo Mala
17 dias atrás
Responder para  Fernando S P

Mas Jogar tenis é isso… tem que se adaptar constantemente aos horários que mudam, ao calor, sol na cara pra sacar, vento, frio, chuva, etc

Thiago
Thiago
17 dias atrás

Quando Heide desistiu, dei razão pra ele… mas vendo a chave, acho que ele fez mal negócio. Poderia estar nessa final de boas. Está em ótima fase.

Evandro
Evandro
17 dias atrás
Responder para  Thiago

Com certeza, ele vacilou. E o Brasil pagou o preço. Difícil demais, viu!

Fernando S P
Fernando S P
17 dias atrás
Responder para  Thiago

Fez a escolha certa. Teria boas chances de estar lesionado agora. É importante treinar também para regenerar e obter melhores resultados na sequência. O ano tem 52 semanas. Já assegurou o quali dos próximos Slams e precisa chegar lá “voando”.

Jorge Luiz
17 dias atrás
Responder para  Fernando S P

Uai,lesionar? Se for assim é melhor nem jogar mais,o Varillas joga toda semana, tenha dó

Jorge Luiz
17 dias atrás
Responder para  Thiago

E já deu out semana que vem também, Gustavo out

Helena Abreu
Helena Abreu
17 dias atrás

O Meligeni joga bem, bons golpes, porém com uma atitude de juvenil, reclamando da quadra e dando chilique. Tem que amadurecer e parar de se comportar dessa maneira. Tem potencial para um Ranking melhor, desde que mude a parte mental.

Paulo
Paulo
17 dias atrás

O Demonstrativo fica dando cabeçada aí c esses gringos. Devia formar parceria fixa c o Orlandinho. Deu liga os dois. Uma pena viu.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja os melhores lances da decisão em Monte Carlo

Medvedev em outro ataque de fúria e desconta na raquete

PUBLICIDADE