PLACAR

“Dei mais um pequeno passo em frente”, observa Nadal

Foto: Mateo Villalba/MMO

Madri (Espanha) – Apesar da alegria em ter conseguido uma grande vitória neste sábado, batendo um top 20 pela primeira vez em quase dois anos, o espanhol Rafael Nadal sabe que o resultado positivo contra Alex de Minaur, que o garantiu na terceira rodada do masters 1000 de Madri, não é para empolgação e precisa ter os pés no chão se quiser continuar evoluindo e alcançar um nível maior.

“Não nos deixemos levar pela emoção de um jogo. Tenho sido competitivo, mas depende do que desejo aspirar. Fiz coisas que não era capaz de fazer até agora. Estes últimos dias foram melhores, é hora de ver como me recupero. Tem coisas que ainda não consigo fazer, preciso de mais apoio. A prioridade é que nada grave aconteça. Se o físico responder, veremos como vai o tênis”, analisou Rafa.

“Hoje penso que estou longe de grandes coisas, mas é um pequeno passo em frente. Grandes coisas são construídas com pequenos passos. Se eu não tivesse esperança não continuaria entrando em quadra. Minha perspectiva muda a cada dia dia. Tenho que recuperar a confiança em meu corpo e agora tenho a oportunidade de jogar mais um jogo”, acrescentou o ex-número 1 do mundo.

Bastante cauteloso com suas metas a curto prazo, Nadal destaca o lado físico como o mais importante no momento. “Consegui aguentar um jogo de mais de duas horas, o que é incrível. Estou feliz porque há alguns dias era difícil pensar que poderia estar na terceira rodada. Atingi um bom nível de tênis, acho que fiz coisas positivas”, observou o canhoto de Mallorca.

“Não senti dores. Não conseguia disputar cinco jogos em duas semanas nos últimos dois anos e já consegui isso. Há muitos meses que não consigo sacar direito e esta semana consegui. Isso me ajuda bastante porque é uma coisa a menos que preciso pensar. Preciso seguir passo a passo”, destacou o espanhol, que terá pela frente na competição o argentino Pedro Cachin.

“Mais uma semana no circuito. Estou treinando com gente muito boa há duas semanas e meia e estou lendo melhor as situações. Eu gostaria de poder girar mais a bola. Hoje no segundo set consegui. Joguei no nível correto”, finalizou Nadal.

10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Federer eterno GOAT
Federer eterno GOAT
1 mês atrás

e a chave ficou extremamente favorável: Cachin, Lehecka, Medvedev… só terá dificuldade na semifinal, quando tiver de cruzar com Sinner

Eduardo Miranda
Eduardo Miranda
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

E o Monteiro?

Renato
Renato
1 mês atrás
Responder para  Federer eterno GOAT

Medvedev é uma moleza mesmo….bem favorável sqn

João Silva
João Silva
1 mês atrás

O Nadal sempre faz este joguinho… parece aquele aluno que fala que não estudou na prova e depois o professor corrigi e ele era o único que tinha tirado 10.

Sheila Mara dos Santos
Sheila Mara dos Santos
1 mês atrás
Responder para  João Silva

Nadal é Nadal dele se espera uma reviravolta..Vai aos poucos . Torço por ele quem sabe um Grand Slam é difícil mas se continuar quem sabe.

Tiago PW
Tiago PW
1 mês atrás
Responder para  João Silva

E aí João, tudo bem?

Parece q não gostas muito do Nadal, mas ele está totalmente certo em ser cauteloso.

Faz dois anos q ele não consegue jogar de forma competitiva por causa de limitações q o próprio corpo estabelece.

Isto se chama prudência. Ele é profissional, sabe q já passou por muitas lesões e q na idade dele o corpo não aguenta mais o tranco q aguentava anteriormente.

Abs

Caio o poderoso piupiu
Caio o poderoso piupiu
1 mês atrás

Ah esse que quer voltar a ser o goat

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
1 mês atrás

Só o Nadal sabe o que ele passou e o que está passando. O que eu sei é que ele não é ator. Não faria sentido estar encenando ou simulando alguma coisa nesse tempo todo que está fora do circuito. Seria muito mais vantagem se ele estivesse jogando. Então, acredito totalmente que ele esteja falando a verdade e na sinceridade das suas declarações. Depois de tudo que conquistou, acredito que ele quer ter um padrão mínimo de competitividade para voltar ao circuito. Como muitos, torço para que ocorra tudo bem com ele e que consiga recuperar o seu melhor nível pois se isso acontecer os fãs de tênis ficarão agradecidos.

Elcio
Elcio
1 mês atrás

O TÊNIS ESTÁ FICANDO CHATO SEM A PRESENÇA DE GRANDES PERSONAGENS, TIPO TSONGA, SIMON, FEDERER, ANDERSON E DAQUI A POUCO NADAL, MURRAY, WAWRINKA, MONFILS E DJOKO.

Orlando
Orlando
1 mês atrás

Nadal sendo o famoso Nadal, sempre se fazendo de morto. Tá praticamente inteiro novamente, vai dá muito trabalho nesse e nos próximos torneios.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Agassi recorda trajetória de drama e sucesso em Roland Garros

Os melhores lances de Iga Swiatek rumo ao tri no Foro Italico

PUBLICIDADE