PLACAR

Bia supera o jogo agressivo de Keys na estreia

Foto: WTA Elite Trophy

Zhuhai (China) – A estreia de Beatriz Haddad Maia no WTA Elite Trophy foi com resultado positivo e com mais uma importante vitória em sets diretos. Diante de norte-americana Madison Keys, jogadora de estilo agressivo e com muita potência nos golpes, a número 1 do Brasil e 19ª do mundo superou a atual 11ª do ranking, por duplo 6/4 em 1h39 de partida.

Bia e Keys estão no Grupo Camélia do Elite Trophy, torneio que reúne as 12 melhores jogadoras que não se classificaram para o WTA Finals. Além delas, também está neste grupo a francesa Caroline Garcia. Apenas a primeira colocada de cada chave avança às semifinais. Lembrando que a paulista de 27 anos também disputará a chave de duplas em Zhuhai, ao lado da russa Veronika Kudermetova.

A vitória desta terça-feira foi a 31ª para Bia em 53 jogos disputados pelo circuito da WTA em 2023 e vale 80 pontos no ranking. Uma campeã invicta em Zhuhai termina a semana com 700 pontos, o que poderia levar a brasileira de volta ao top 10, posição que chegou a ocupar depois de ter sido semifinalista de Roland Garros.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Superada por Bia na rodada de estreia do Elite Trophy, Keys fez uma boa temporada no circuito, com título na grama de Eastbourne, quartas de final de Wimbledon e semifinal do US Open. A norte-americana de 28 anos tem como melhor ranking da carreira o sétimo lugar e estava sem jogar desde o WTA 1000 de Guadalajara, em setembro. Ela ainda tem uma chance de classificação em Zhuhai, mas precisa derrotar Garcia em sets diretos e torcer para que a francesa também vença Bia por 2 a 0. Nesse caso haveria um triplo empate na liderança e a classificação seria definida pelo percentual de games vencidos.

Como já era esperado, conhecendo o estilo de jogo da norte-americana, Bia estava ciente de que viriam bolas pesadas do outro lado, mas que eventualmente Keys poderia dar pontos de graça em erros não forçados. Depois de escapar de um 15-40 no game de abertura, a brasileira conseguiu uma quebra na sequência para abrir 3/0, chegando a liderar o primeiro set por 4/1.

Keys conseguiu buscar o empate no oitavo game, mas voltaria a ter o serviço quebrado no fim do set. No último game da parcial, foram dois erros não forçados da norte-americana com o forehand, mas Bia também fez dois pontos atacando o segundo saque da adversária, com direito até a um winner de devolução. Foram 11 winners para cada lado, 8 a 7 em erros para Keys.

O segundo set começou com Bia confirmando seus games de serviço de forma bastante tranquila, enquanto Keys teve que salvar dois break-points logo de cara. A brasileira só foi correr algum risco no sétimo game, mas a rival errou uma devolução e perdeu a chance de quebra. Pouco depois, Bia também escapou de um 15-30 com uma sequência ótimos saques. O roteiro do último game da partida foi parecido com o fim do primeiro set, com a brasileira atacando o segundo serviço da rival e fechando o jogo com winner de devolução.

Keys terminou o jogo com 20 winners contra 19 de Bia, mas também fez mais erros, 16 a 13. A brasileira disparou cinco aces na partida, contra três da norte-americana e foi melhor nos break-points. Ela aproveitou três de suas seis chances de quebra e só perdeu um game de saque, mesmo tendo sido ameaçada sete vezes.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE