PLACAR

Bia é eleita a Mulher do Ano pela revista GQ Brasil

Beatriz Haddad Maia (Pedro Dimitrow/ GQ Brazil)

Beatriz Haddad Maia fez história pelo Brasil no WTA Tour deste ano e foi eleita a “Mulher do Ano” da revista GQ Brasil. Bia é capa da edição de dezembro/janeiro da revista, que chegou quarta-feira às bancas, onde é retratada na reportagem de Ana Beatriz Gonçalves e posou para o ensaio fotográfico de Pedro Dimitrow. GQ, que significa  “Gentlemen’s Quarterly” em inglês, é uma revista mensal sobre moda, estilo e cultura para os homens, através de artigos sobre alimentação, cinema, fitness, sexo, música, viagens, esporte, tecnologia e livros, e presente em vários países.

Em junho, Bia se tornou a primeira brasileira na Era Open a chegar às semifinais de Roland Garros, perdendo para a eventual campeã Iga Swiatek e ingressando no Top 10, uma presença brasileira inédita na história do ranking da WTA. Ela terminou a temporada na 11ª posição, já que também chegou à quarta rodada de Wimbledon e ganhou o WTA Elite Trophy em simples e duplas no final do ano.

As conquistas colocam seu nome próximo ao da lendária Maria Esther Bueno, que conquistou 12 títulos importantes de simples antes da Era Aberta em 1968, mas Bia diz que ainda tem um longo caminho a percorrer para igualar a influência de sua falecida compatriota. “Ainda vivemos num mundo machista. Maria Esther fez parte de uma geração que lutou por isso e pelo prêmio em dinheiro”, disse ela. “Eu respeito e valorizo. Com certeza não me coloco na mesma página.”

A canhota de 27 anos, que só entrou no top 50 do mundo no ano passado, também diz que espera jogar na próxima década, à medida que continua a ganhar confiança a cada passo no seu desenvolvimento para se tornar uma das melhores do mundo. “Ela mostrou muita força para estar onde está agora”, disse sua mãe, Laís Haddad. Bia também entrou no top 10 mundial em duplas este ano, ao conquistar o título WTA 1000 em Madrid com Victoria Azarenka, além de seu triunfo em Zhuhai ao lado de Veronika Kudermetova.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando S
Fernando S
2 meses atrás

Resultados da Bia por faixa de ranking em 2023 (V-D).
1-5: 0-4 (perdeu para Iga, Rybakina, Pegula e Jabeur);
6-10: 4-1 (venceu Rybakina 2 vezes, Kasaktina e Jabeur);
11-20: 7-3;
21-30: 4-2;
31-50: 7-2;
51-100: 6-6;
101+: 6-3.

Resultados da Pigossi:
0-50: 0-1;
51-100: 1-5 (venceu a Sasnovich, #86);
101-150: 1-5 (venceu a Zarazua, #135);
151-200: 6-10;
201-250: 7-5;
251-300: 1-0;
301-350: 3-0;
351-400: 4-2;
400+: 15-4.

Leonardo
Leonardo
2 meses atrás

Super merecido, por tudo que fez pelo tenis. E um alivio que não estamos como nos Estados Unidos e Europa que a cultura “Woke” está fora de controle, se estivessemos como eles a mulher do ano provavelmente seria Pabllo Vitar…

Frank
Frank
2 meses atrás
Responder para  Leonardo

Brasil tá tão evoluído que gado sabe usar computador.

Marcus Martins
Marcus Martins
2 meses atrás

Parabéns. Essa merece muito.

Paulo A.
Paulo A.
2 meses atrás

Todo o sucesso à Bia é pouco. E que foto linda. ❤️

Hares
Hares
2 meses atrás

Tem muito talento!! Mas tem tido também muitos problemas incomuns ao longo da carreira!! Desde ser pega no antidoping, até se machucar de forma inimaginável no Box de chuveiro de Hotel, fato que a obrigou a desistir de um WTA 1000, com larga chance de ir longe nesse torneio. Precisa por a “vassoura” atrás da porta, (ou seja ter mais precaução)para que daqui em diante não tenha mais fatos dramáticos como esses, em sua trajetória. Senão fosse isso, com certeza Bia, já seria number one, pois teria sem sombra de dúvidas, já vencido nao um, mas dois ou mais Grand Slam.

Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
2 meses atrás

Os acidente fazem parte da vida. Muitos não têm como prever e por mais que tenhamos cuidado, pode acontecer com qualquer um, porque decorrem de fatores que não estão no controle das pessoas atingidas. É procurar se proteger e se prevenir dos riscos, mas isso não dá garantia a ninguém de que estará livre de acidentes.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE