PLACAR

Alcaraz tem Rune e Tsitsipas na chave em Toronto

Toronto (Canadá) – Depois de conquistar seu segundo Grand Slam na grama de Wimbledon e de fazer algumas partidas no saibro na Copa Hopman, o número 1 do mundo Carlos Alcaraz dá início à preparação para o US Open disputando o Masters 1000 de Toronto.

Na estreia, Alcaraz pode enfrentar o norte-americano Ben Shelton ou ter um duelo espanhol contra Bernabe Zapata. O cabeça de chave mais próximo e possível adversário nas oitavas é o polonês Hubert Hurkacz, que enfrenta o cazaque Alexander Bublik na estreia e pode ter o sérvio Miomir Kecmanovic na fase seguinte.

+ Veja como ficou a chave de Toronto

No mesmo quadrante está o dinamarquês Holger Rune, cabeça 5 em Toronto, que pode enfrentar o finlandês Emil Ruusuvuori ou um tenista do quali. Rue pode enfrentar o norte-americano Tommy Paul nas oitavas de final.

O grego Stefanos Tsitsipas também está na parte de cima da chave e espera o vencedor entre o francês Gael Monfils e o norte-americano Christopher Eubanks. Ele pode cruzar o caminho de nomes como Grigor Dimitrov ou Borna Coric já nas oitavas. Seu quadrante ainda tem os italianos Jannik Sinner, Matteo Berrettini e Lorenzo Sonego, além do britânico Andy Murray e do canadense Felix Auger-Aliassime.

O segundo cabeça de chave em Toronto será Daniil Medvedev, campeão do torneio em 2021. O russo espera o vencedor entre o canadense Vasek Pospisil e um tenista vindo do quali. Ele pode enfrentar o italiano Lorenzo Musetti as oitavas. Já nas quartas, podem pintar nomes como Alex de Minaur, Cameron Norrie ou Taylor Fritz.

Já o norueguês Casper Ruud, que ainda busca seu primeiro Masters 1000, é o cabeça 3 do evento. Ruud espera o vencedor entre o tcheco Jiri Lehecka e um jogador do quali. Já nas oitavas, ele pode enfrentar o alemão Alexander Zverev. O quadrante ainda conta com Andrey Rublev e prevê um duelo de primeira rodada entre o norte-americano Frances Tiafoe e o canadense Milos Raonic.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Bopanna entra para a história do tênis aos 43 anos

A emoção de Hsieh e Mertens com o novo título de Slam

PUBLICIDADE