PLACAR

Alcaraz: “Ele me fez sentir como se tivesse 13 anos”

Foto: Al Bello/Getty Images

Miami (EUA) – Eliminado nas quartas de final do Masters 1000 de Miami, o espanhol Carlos Alcaraz foi só elogios para o algoz Grigor Dimitrov, destacando a grande partida que o búlgaro fez na noite da última quinta-feira. Para o número 2 do mundo, seu rival teve um desempenho praticamente perfeito, enquanto ele próprio não conseguiu encontrar soluções para vencer.

“Ele jogou um tênis incrível, quase perfeito, talvez possa até dizer “perfeito”. Não consegui encontrar soluções, não consegui encontrar uma maneira de incomodá-lo na quadra, foi um grande jogo da parte dele. Acho que mostrei um bom tênis, saí da quadra pensando que provavelmente teria que ter mudado meu jogo um pouco mais cedo”, analisou Alcaraz.

“Estou bastante frustrado agora porque ele me fez sentir como se tivesse 13 anos (sorrindo). Você sabe, foi uma loucura. Eu estava conversando com minha equipe dizendo que não sabia o que fazer. Não conseguia encontrar a fraqueza dele. É por isso que estou frustrado agora”, acrescentou o espanhol, que sofreu sua segunda derrota seguida para Dimitrov.

Alcaraz reforçou sua admiração pela forma como o búlgaro jogou contra ele. “Realmente quero ver as estatísticas, provavelmente vão classificá-lo como 10 ou 9,9, algo assim (sorrindo)”, comentou o cabeça de chave 1 de Miami após cair com parciais de 6/2 e 6/4.

Depois de vencer os três primeiros duelos com Dimitrov, o espanhol perdeu os dois últimos, esse agora na Flórida e um em Xangai, no fim do ano passado. “Provavelmente na próxima partida que vou jogar contra ele, tenho certeza que preciso fazer muitas coisas diferentes. Vamos ver o que vai ser, mas quando Grigor joga nesse nível, é muito difícil enfrentá-lo”, observou.

Embora tenha deixado a competição frustrado com a derrota, Alcaraz sabe que ainda tem muitos torneios pela frente. “A temporada apenas começou. Eu tenho que treinar. Estou 100% fisicamente e preciso apenas continuar treinando bem e manter minha motivação. Realmente estou ansioso para jogar o próximo torneio”, finalizou.

12 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fernando Venezian
Fernando Venezian
21 dias atrás

O Grigor foi pra estratégia kamikaze e deu certo! Tudo que ele arriscava funcionava! Poucos conseguem sufocar o Carlos como vimos ontem! Sem dúvidas foi uma exibição perfeita

Rockton
Rockton
21 dias atrás
Responder para  Fernando Venezian

Verdade. Dimitrov ia para o winner na primeira oportunidade que tinha, as vezes logo na primeira bola. Ele atacava todo segundo saque do Alcaraz.
Me espantou foi o Alcaraz não ver isso é tentar mudar o jogo, colocar mais primeiros saques.
Alcaraz iniciou “com medo” do slice na esquerda do Dimitrov, Alcaraz ia sempre para a direita do Búlgaro, aí se deu mal.
Tinha de ter tido paciência de ficar atacando a esquerda do dimitrov e, acima de tudo, tinha de ter jogado com o primeiro saque.

rafael luis
21 dias atrás

Coitado . Ta caindo na real. Ate ontem vivia dizendo pra imprensa que o objetivo dele era bater os recordes do Goat Djoko.

Evaldo Moreira
Evaldo Moreira
21 dias atrás
Responder para  rafael luis

sai dessa cara , sempre com esse bla bla bla, kkkkkkkkkkkkkkkkk

João
João
21 dias atrás

Ele se sentiu como se tivesse 13 anos na hora de sacar?

Paulo Sérgio
Paulo Sérgio
21 dias atrás

Alcaraz é um cracaço, mas precisa aprender a jogar taticamente e também quando as coisas não vão bem na partida.

Evaldo Moreira
Evaldo Moreira
21 dias atrás
Responder para  Paulo Sérgio

Concordo plenamente

Paulo Mala
Paulo Mala
21 dias atrás

Dimitrov é o último craque de tenis na ativa. O resto são grandes jogadores, mas são tenis maratona.Os chamados “maratenistas”
Torço para que ele mantenha isso e se motive a beliscar ums slams. Tem bola pra isso
Se ele conseguir ums títulos, pode inspirar a nova geração a jogarem um tenis diferente que está se perdendo, o chamado tenista “all around”

Bukele
Bukele
21 dias atrás
Responder para  Paulo Mala

Concordo. Basta ver as jogadas absurdas que o Dimitrov vez e comparar com os “empurradores de bola” ou “super-sacadores”, que é o que mais tem no circuito.

Odir Cunha
Odir Cunha
21 dias atrás

Alcaraz mostra que o tênis entrará em uma fase superior, menos competitiva, em que os valores principais não serão o número de títulos. Ele pode não ser o mais vitorioso, mas certamente, por seu caráter e humildade, já é um dos mais amados do circuito, ao lado de Sinner.

Bukele
Bukele
20 dias atrás
Responder para  Odir Cunha

Ser amado não vale nada, prefiro ser odiado e ser top no ranking e ficar rico.

Jean
Jean
20 dias atrás
Responder para  Bukele

Tá pobre o Alcaraz

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Veja como foi a espetacular vitória de Fonseca sobre Sonego

Nadal pode ter feito seu último jogo oficial em Barcelona

PUBLICIDADE