PLACAR

Zverev revela irritação após ser barrado por segurança

Foto: Reprodução/YouTube

Melbourne (Austrália) – Na conferência de imprensa após a sua vitória por 3 sets a 2 sobre o britânico Cameron Norrie, pelas oitavas de final do Australian Open, o alemão Alexander Zverev expressou a sua frustração por não ter sido autorizado a entrar na área dos jogadores para se alongar porque não tinha consigo a acreditação do torneio.

“A segurança aqui, quero dizer, no local onde fica a área dos jogadores, é extremamente rigorosa”, disse Zverev. “Vinha de uma partida de cinco sets, quatro horas e alguns minutos. Fui para o vestiário e a área da academia fica bem ao lado do vestiário. Eles não me deixaram entrar na academia porque esqueci minha credencial no vestiário”, contou o alemão.

Zverev disse que não era arrogância esperar que a equipe de segurança soubesse quem são os jogadores. “O que você está fazendo? Você está protegendo jogadores de jogadores? Esse não é realmente o ponto principal. Acontece uma coisa assim e leva três, quatro minutos para alguém aparecer. Acho que deveria ser o contrário”, lamentou.

Curiosamente, cinco anos atrás aconteceu algo parecido com Roger Federer, que teve seu acesso bloqueado por um segurança por estar sem a credencial que dava acesso às áreas restritas. Em vídeo divulgado pela própria organização, o suílo apareceu esperando pacientemente até um membro da equipe lhe trazer a credencial.

8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
SANDRO
SANDRO
1 mês atrás

Dê um pouquinho de poder e terá seus minutinhos de soberba e fama… É o caso desse segurança com o Zverev… Quantas vezes Zverev deve ter passado por esse cara? Mas ele tinha que usar o único poderzinho de barrar alguém que ele tem, não é mesmo??? Só queria ver se fosse um homem bomba do Hamas cheio de granada e fuzil, qual seria a atitude do cara-crachá….

Ricardo
Ricardo
1 mês atrás

Tá certo, sem privilégios!! País que compre a lei, diferente daqui. Por isso djoko foi deportado

Luiz Fabriciano
Luiz Fabriciano
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

Não sabia que a lei lá é comprada.

Leonel
Leonel
1 mês atrás
Responder para  Ricardo

Discordo de vc. Esse controle demasiado gera estresse. Estamos tratando com seres humanos e não robôs. Todos no mundo do tenis conhece esses jogadores. Ele não estava num complexo esportivo de futebol americano ou golfe. vamos acordar. Quanto ao Djoko deportado foi ridiculo. Demonstração de força. Apesar que me parece que tentou ludibriar passando como vacinado. É um caso de o Djoko ter banido esse torneio da vida dele. Eu heim. De um lado o cara se torna enorme e de outro vira criança(buscando recordes/números/medalhinhas , dinheiro que já nem cabe mais). Bora ser feliz.

Paulo
Paulo
1 mês atrás
Responder para  Leonel

Não sabia q ele tinha dito ser vacinado. Ridículo. Como foi a organização em não deixá-lo participar. Faz o teste. Não está com o vírus, está liberado , ora. O Federer 1 vez foi barrado em Winbledon. O cara não o conhecia. Era o porteiro

Fabio
Fabio
1 mês atrás

Ordens são ordens

Mary Ann
Mary Ann
1 mês atrás
Responder para  Fabio

Direitos e deveres iguais..para todos… porque , só porque jogam mais, devem ter privilégios…falta humildade… Federer, esperou pacientemente, não esperneou e nem foi a imprensa dizer que era melhor que os outros…Valores e educação é berço…

Roberto
1 mês atrás

Djoko, é o maior de todos. E nunca se curvou ao sistema por causa de uma vacina. Se não fosse esse sistema ele já teria 27 grand slams.
Sobre o segurança como os bons em qq área precisa mais de Bom senso q displina sem análise.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE