PLACAR

Wild não dá sorte e pega Rublev na primeira rodada

Melbourne (Austrália) – Único representante nacional na chave masculina de simples, o paranaense Thiago Wild mais uma vez não deu sorte no chaveamento e terá um páreo bem duro pela frente na primeira rodada do Australian Open. Ele enfrentará o russo Andrey Rublev.

Duas vezes quadrifinalista em Melbourne, perdendo em 2021 para o compatriota Daniel Medvedev e no ano passado para o sérvio Novak Djokovic, Rublev soma 19 vitórias e 7 derrotado no primeiro Grand Slam da temporada, onde já derrotou um brasileiro, o cearense Thiago Monteiro em 2021.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no whatsapp

Rublev tem retrospecto positivo contra brasileiros no circuito, vencendo dois dos três embates que teve. Além da vitória sobre Monteiro no Australian Open de três anos atrás, ele perdeu para o cearense em Munique (2019) e bateu Pedro Bernardi em um future na República Dominicana em 2014.

Por sua vez, Wild pode se agarrar à boa lembrança que teve no ano passado em Roland Garros, quando cruzou com Medvedev logo na primeira rodada e surpreendeu o russo. Fazendo sua estreia na chave principal de Melbourne, ele soma três vitórias e quatro derrotas contra rivais russos.

O vencedor da partida, cruzará com o norte-americano Christopher Eubanks ou com o japonês Taro Daniel na segunda rodada e quem chegar à terceira tem tudo para enfrentar o norte-americano Sebastian Korda, 29º pré-classificado na competição.

Alcaraz estreia com Gasquet e tem Medvedev na semi

Djokovic tem desafios com Shelton, Tsitsipas e Sinner

 

14 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
Carlos Alberto Ribeiro da Silva
5 meses atrás

Quem tem meta de estar no Top 50 no final do ano de 2024 não pode reclamar da sorte não. Tem que encarar como uma grande oportunidade e um grande desafio para evoluir.

Paulo A.
Paulo A.
5 meses atrás

Será que ele vai aprontar mais uma gigante surpresa, a exemplo do RG 2023?

Nico
Nico
5 meses atrás
Responder para  Paulo A.

Acho quase impossivel, diferente do Medvedev que não tem o saibro como seu ponto forte/piso favorito, o Rublev tem um jogo excelente para o Hard. Além disso o Wild não ta em boa fase no hard, perdeu quase todos os jogos que fez, até do argentino saibrista.

Espero que eu me equivoque, mas honestamente prevejo uma vitória tranquila do Rublev sem perder nenhum set.

Nico
Nico
5 meses atrás

Impressionante o azar que os brasileiros tem nesses sorteios.

Guilherme do ES Ribeiro
Guilherme do ES Ribeiro
5 meses atrás

É. Ficou difícil. Amplo favoritismo pro Rublev. Seria uma vitória praticamente do mesmo nível do Medvedev em Roland Garros .

Edmar
Edmar
5 meses atrás
Responder para  Guilherme do ES Ribeiro

Eu acredito que seria um feito ainda maior, pois o hard é a praia do russo, diferente do saibro na época do Medvedev. Realmente não deixa de ser um grande azar.

Andre Borges
Andre Borges
5 meses atrás

Enche o saco esse história de não deu sorte. Quer se firmar no topo e jogar os torneios grandes jogando contra o Francisco Comesana, Pedro Sakamoto e Markus Dellien?

hyrata hykeno abe
5 meses atrás

O jogo do Rublev pode se encaichar ao do Wild. Mas o caminho para o top50 passa por jogos como esse. Tudo dentro do programado!

Eliel Pereira
Eliel Pereira
5 meses atrás

Páreo duro, mas como já disseram, não dá para escolher adversário. O Rublev vem de título, está jogando bem e é muito competitivo, tanto, que às vezes sai do jogo por conta disso. Tem uns destemperos em quadra em que se autoflagela em punição, é assustador e ao mesmo tempo divertido. O Wild não fica muito atrás, preferindo descontar a frustração na raquete. De qualquer modo o jogo promete.

Porkuat
Porkuat
5 meses atrás

Wild não tem obrigação nenhuma de vencer, então porque não entra em quadra com o braço bem solto e não fica reclamando toda hora igual um bebezão? Wild tem forehand e um saque bons, se for confirmando os games de serviço é possível por uma pulga atras da orelha do Rublev.

Jose
Jose
5 meses atrás

Wild não tem chance nenhuma. Vai ser uma surra. O habitat dele é o saibro.

André
André
5 meses atrás

O sorteio não ajudou, mas querendo ou não no estágio atual do Wild participar já é um grande feito. Chance de vitória? Basta dizer que a bet365 está pagando 13 : 1 por uma vitória do Thiago…

Refaelov
Refaelov
5 meses atrás

Olha, na fase terrivel q o Wild tá acho q foi até melhor pegar um adversário parrudo de cara, mentalmente ele lida beeeeem melhor com o papel de underdog e, qlqr coisa diferente de uma derrota em sets diretos já será lucro..

Bolsonaro o Rei
Bolsonaro o Rei
5 meses atrás
Responder para  Refaelov

Wild não está em “fase terrível”, ele está tentando evoluir nas hards onde ele não joga bem, enfrentando gente com ranking forte. Nessas condições ele é zebra natural. Seria fase terrível se ele estivesse perdendo em Challenger de Saibro onde ele pode ganhar com certa facilidade.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Alcaraz e Murray: treino entre campeões em Queen's

Os melhores lances da campeã Boulter na grama de Nottingham

PUBLICIDADE