PLACAR

Treinador de Swiatek dispara críticas à WTA

Foto: Reprodução/Instagram

Raszyn (Polônia) – Técnico da número 1 do mundo Iga Swiatek, o polonês Tomasz Wiktorowski não está nada contente com a Associação de Tênis Feminino. Depois da polêmica organização do WTA Finals em Cancún nesta temporada, o treinador acendeu o alerta vermelho em relação a outras questões de administração da entidade.

“Estou muito decepcionado com a forma como a WTA tem funcionado recentemente e começo a acreditar que as jogadoras deveriam se unir para falar em uma só voz sobre as questões que mais lhes interessam. Há 10 anos, eu tinha fé na WTA e fiquei impressionado como ela cria condições para que as tenistas se desenvolvam, trabalhem e até funcionem após o fim da carreira. Neste momento, parece que a WTA é uma organização que luta para sobreviver e é gerida de uma forma que não é totalmente favorável às suas jogadoras”, disparou Wiktorowski.

Ainda segundo ele, a desorganização e falta de planejamento para realizar o WTA Finals em Cancún foi lamentável. “Do ponto de vista turístico, vejo ali um grande potencial. E talvez um dia irei ao México para aprender mais sobre a história desta civilização. No entanto, espero nunca mais ter que voar para lá para fins comerciais ou de tênis. Foi uma pena em termos do processo de tomada de decisão e da organização do torneio”, admitiu o polonês.

Cancún foi anunciada como sede do torneio que encerra a temporada do circuito feminino menos de dois meses antes do seu início, após as negociações com a Arábia Saudita para receber o evento não irem adiante. Com isso, foi preciso correr contra o tempo para viabilizar o evento e a quadra de Cancún só foi liberada para treinamentos na véspera da competição, com inconsistências relatadas pelas tenistas.

A bielorrussa Aryna Sabalenka chegou a dizer que se sentiu desrespeitada pelas condições oferecidas pela WTA, enquanto a tcheca Marketa Vondrousova afirmou que a entidade não estava interessada em escutar os sentimentos das atletas.

Na ocasião, a entidade assumiu a responsabilidade e pediu desculpas às jogadoras. “É claro que vocês (tenistas) não estão satisfeitas com a decisão (da temporada) ser aqui em Cancún. Eu entendo isso, e vocês foram ouvidas. Não é um evento perfeito, entendemos que as condições são desafiadoras, e a WTA assume a responsabilidade por isso”, escreveu o presidente-executivo Steve Simon.

4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Helton
Helton
7 meses atrás

O torneio correu o risco de nem acontecer por falta de cidades voluntárias pra sediar, então foi dos males o menor.

Felipe
Felipe
7 meses atrás
Responder para  Helton

Triste ver muitas vezes semi finais entre as 10 melhores do mundo e a arquibancada vazia. Falta apoio, divulgação, incentivo….

Porkuat
Porkuat
7 meses atrás

Uma pequena correção, a Marketa Vondrusova é tcheca

José Nilton Dalcim
Admin
7 meses atrás
Responder para  Porkuat

Obrigado!

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Wimbledon seleciona os melhores backhands de 1 mão

Os históricos duelos entre Serena e Venus em Wimbledon

PUBLICIDADE