PLACAR

Título inédito na grama deixa Sinner confiante para Wimbledon

Foto: Mathias Schulz/Terra Wortmann Open

Halle (Alemanha) – O primeiro título em quadras de grama traz bastante confiança para Jannik Sinner. Campeão do ATP 500 de Halle, o novo número 1 do mundo terá agora uma semana de preparação para Wimbledon, em busca de uma conquista inédita. O italiano fez duas boas campanhas recentes no Grand Slam londrino, quartas em 2022 e semifinal no ano passado.

“Estou mais confiante e muito ansioso por isso. No ano passado cheguei à semifinal e joguei um bom tênis. Então, vamos ver o que está por vir este ano. É claro que a grama pode ser um pouco diferente daqui e de Wimbledon. Mas agora tenho uma semana para me preparar e espero fazer um bom torneio”, disse Sinner após a conquista em Halle.

“Estou muito feliz com este torneio porque vencer pela primeira vez em quadra de grama é uma sensação boa”, acrescenta o italiano de 22 anos, que tem já tem quatro títulos na temporada e 14 na carreira. Ele também passa a ter conquistas em todos os pisos do circuito.

Duelo de dois tiebreaks com Hurkacz

Sinner venceu neste domingo um duelo de dois tiebreaks contra o polonês Hubert Hurkacz, número 9 do ranking, por 7/6 (10-8) e 7/6 (7-2). Ele disparou seis aces na partida e só enfrentou um break-point. “Foi um jogo duro contra o Hubi. Sabia que teria que sacar muito bem e que disputaria alguns pontos muito importantes para definir os dois sets”.

+ Clique aqui e siga o Canal do TenisBrasil no WhatsApp

“Fico feliz por ter jogado o meu melhor tênis nos momentos decisivos. Em alguns pontos importantes, ele precisou jogar com o segundo serviço e isso fez a diferença”, avaliou o italiano, que tem três vitórias e duas derrotas contra o rival.

Agradecimento ao torneio e mensagem para a namorada

Durante a cerimônia de premiação, Sinner agradeceu ao público pelo apoio durante toda a semana. E ao longo da semana, ele havia se lembrado do apoio que recebeu dos organizadores quando tinha apenas 17 anos e recebeu convite para jogar o quali em 2019. “Amo jogar aqui. O apoio da torcida e de toda a organização foram simplesmente fantásticos. Esse é um torneio que acreditou em mim”.

O italiano falou até do jogo da namorada, a russa Anna Kalinskaya, que sofreu a virada na final do WTA 500 de Berlim neste domingo depois de ter cinco match-points contra a norte-americana Jessica Pegula. “Minha namorada, a Anna, jogou a final em Berlim hoje e acho que perdeu seis match-points. Eu senti muito por ela, mas ela teve uma semana incrível também”.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Ana
Ana
24 dias atrás

Sem boné, ele fica diferente!!!! Parece uma cenoura mesmo….

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE