PLACAR

Tenistas lamentam morte súbita de famoso jornalista

Melbourne (Austrália) – Jornalista especializado em tênis Mike Dickson, altamente respeitado e desde 1990 no jornal Daily Mail, morreu durante a cobertura do Australian Open nesta semana. Ele era cronista de tênis desde 2007. O jornal descreveu Dickson como “Sr. Wimbledon”, ao relatar seu falecimento repentino em Melbourne.

A notícia foi anunciada pela família de Dickson em suas redes sociais na quarta-feira, 10 dias antes de seu aniversário de 60 anos. A esposa Lucy tuitou: “Estamos arrasados ​​em anunciar que nosso maravilhoso marido e pai, Mike, desmaiou e morreu enquanto estava em Melbourne para o Aus Open. Durante 38 anos, viveu o seu sonho cobrindo esporte em todo o mundo. Ele era um homem verdadeiramente grande e sentiremos muita falta dele. Lucy, Sam, Ruby e Joe.”

Vários tenistas e entidades do tênis como a WTA e páginas do Australian Open, US Open, Wimbledon e Hall da Fama já se manifestaram. Falando no Eurosport, um emocionado Tim Henman disse: “É incrivelmente triste que ele tenha falecido em Melbourne. Ele era um grande amigo da comunidade do tênis. Nossos pensamentos estão com sua família.”

O também britânico Liam Broady disse: “Não sei o que dizer. Um homem forte, bom e justo. Preocupou-se comigo quando eu estava no meu ponto mais baixo. Descanse bem, Mike.”  A ex-jogadora Laura Robson, outra britânica, escreveu: “Notícias verdadeiramente devastadoras. Não posso acreditar. Todos os meus pensamentos com a família de Mike.”​

Dickson escreveu a história da surpreendente conquista de Emma Raducanu no US Open de 2021 em seu livro “Emma Raducanu: When Tennis Came Home”. Seu último artigo para o Mail foi sobre o ressurgimento de Raducanu em Melbourne esta semana.

 

 

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Toda a comemoração de Alcaraz na conquista de Roland Garros

Jannik Sinner é o 29º homem a liderar o ranking profissional

PUBLICIDADE