PLACAR

Stefani e Schuurs são surpreendidas na estreia em Eastbourne

Foto: Berlin Ladies Open presented by ecotrans Group

Eastbourne (Inglaterra) – Durou pouco a campanha da paulista Luisa Stefani e da parceira holandesa Demi Schuurs no WTA 500 de Eastbourne. Cabeças de chave número 3, elas foram derrotadas logo na estreia, nesta terça-feira. As algozes foram as britânicas Harriet Dart e Maia Lumsden, que marcaram parciais de 7/5 e 6/4, em 1h28 de jogo.

Classificadas para as quartas de final, as tenistas da casa ainda não sabem quem serão suas próximas adversárias. Elas esperam pelas vencedoras do duelo que de um lado terá as chinesas Xiyu Wang e Yafan Wang e do outro a parceria formada pela norte-americana Sloane Stephens e a taiwanesa Su-Wei Hsieh.

Stefani e Schuurs até começaram na frente e venceram os três primeiros games da partida, mas levaram a quebra de volta no quinto game e no sétimo tiveram que salvar novo break-point. Ainda assim, a brasileira e a holandesa tiveram dois set-points na devolução, mas não os aproveitaram e acabaram quebradas de zero logo em seguida. Dart e Lumsden confirmaram para fazer 6/4 e abrir 1 a 0.

A segunda parcial ficou complicada para Luisa e Demi a partir da quebra sofrida no sétimo game. Sacando pressionadas em 3/5, elas salvaram quatro match-points seguidos e depois salvaram mais três no game seguinte, em que tiveram um ponto decisivo para tentar devolver a quebra, mas levaram a pior e a vitória ficou com as britânicas.

7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Kario
Kario
23 dias atrás

“Elas não jogam bem no saibro”, eles disseram. Kd a Dabrowski?

Oscar Riote
Oscar Riote
23 dias atrás
Responder para  Kario

Exato. Agora seria a hora delas de acordo com alguns. Mas cadê os resultados?

Leonardo Rubira
Leonardo Rubira
23 dias atrás
Responder para  Oscar Riote

Ganharam um M1000

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
23 dias atrás
Responder para  Kario

Jogando muito bem. Não precisa da Luisa.

Burigoto
Burigoto
23 dias atrás

Alguns fundamentos tipo: saque, agressividade ainda deixa a desejar, nos momentos importantes tanto para Luisa como Schuurs. Ñ vi o jogo, falo pelo último resultado na semifinal contra as chinesas no torneio anterior. Oportunidades desperdiçadas.

Dr. Jon
Dr. Jon
23 dias atrás

Acho que a tendência é a extinção dos torneios de duplas, ou se tornarem um circuito à parte.
O nível quase sempre é fraco e não atrai o público. Vejo jogadores de dupla que nem parecem atletas profissionais, sem potência, sem técnica, sem intensidade de jogo, ruins até de voleio… Há jogos que mais se assemelham a jogo de aposentados em churrasco.

É difícil entender como eventos multimilionários gastam tanto dinheiro com jogos de duplas, se não atraem nem os jogadores e nem o público, e ainda estragam a grama e atrasam a programação. Não faria diferença se ocorressem apenas na segunda semana de grand slams ou de nível 1000.

Não deveria ser permitida a participação concomitante dos jogadores em simples e em duplas, pois muitos deles entram nas duplas por falta de nível para jogar os torneios individuais, ou só para tirar um “extra”. Quando vencem um ou dois jogos de simples, abandonam as duplas, desprestigiando a competição e ignorando o público.

DENNIS SILVA
DENNIS SILVA
23 dias atrás
Responder para  Dr. Jon

Na verdade, os jogos de duplas servem para preencher a grade de jogos dos torneios nas quadras secundárias. Maioria dos torneios não tem vantagem no 40 iguais, tiebreak no 3 set. Tudo isso para encurtar os jogos e ver se atraia os melhores jogadores de simples, o que não ocorreu.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Reveja os melhores lances da final masculina de Wimbledon

Momento histórico: Hewett completa o Slam em Wimbledon

PUBLICIDADE