PLACAR

“Sinto falta de tudo no circuito”, reconhece Federer

Foto: Ben Solomon/Laver Cup

Vancouver (Canadá) – Um ano após sua despedida na Laver Cup, o suíço Roger Federer foi homenageado no primeiro dia de competições do evento de 2023 em Vancouver. Ele conversou com o norte-americano Jim Courier na quadra e refletiu sobre os últimos 12 meses, contando sua nova rotina e como se sente sem estar mais dentro do circuito.

“É uma vida realmente intensa e linda que estou vivendo agora”, disse o jogador de 42 anos durante uma sessão de perguntas e respostas que se seguiu após o primeiro dia da Laver Cup na Rogers Arena, em Vancouver. “É ótimo estar de volta à Laver Cup um ano depois e se eu olhar para as lembranças, achei a despedida linda, perfeita e emocionante”, rememorar o suíço.

“Sempre temi esse momento durante anos, estava preocupado que meu fim não fosse legal e foi o contrário, foi ótimo. Eu me senti muito bem e muito feliz, foi algo que tive muita sorte de vivenciar”, acrescentou o ex-número 1 do mundo e dono de 20 títulos de Grand Slam.

Questionado se sente falta de estar no circuito, Federer foi sincero e fez suas ponderações. “Claro que sim. De certa forma, sinto falta de tudo no jogo, dos momentos emocionantes que passamos em quadra, dos break-points salvos, de ganhar match-points, de segurar troféus, de passar pelos torcedores, de tirar selfies”, falou o suíço.

Contudo ele próprio disse que há “muitas coisas divertidas para fazer”, entre elas poder ficar mais tempo com a família. “Tem sido lindo estar mais em casa, passar tempo com amigos e família tem sido incrível. Não tenho o peso de mais uma partida, de mais um treino onde o corpo talvez não esteja bem”, analisou.

Federer reconheceu que seu condicionamento físico não é mais o que era antes, mas disse que ainda vai à academia quatro a cinco vezes por semana. “Infelizmente estou um pouco mais pesado, mas estou de dieta”, riu o suíço ao falar de sua forma.

PUBLICIDADE

VÍDEOS

Karlovic oficializa aposentadoria e recebe homenagem da ATP

O melhor duelo entre Djokovic e Murray? Reveja Qatar em 2017

PUBLICIDADE